Daphne dá duro no trabalho que, para ela, é muita diversão
Reprodução/Instagram
Daphne dá duro no trabalho que, para ela, é muita diversão


Daphne, uma cadelinha da raça corgi, com suas curtas perninhas, provou ser valente e não temer o trabalho. Aos dois anos, ela é uma respeitada pastorinha, comandando a fazenda da família.

Hoje, com dois anos de idade, ela foi adotada como um presente para sua dona, Heather Rutter, como um presente de Natal, em 2018. A intenção da família era que a cadelinha ficasse em casa, mas logo ela decidiu que gostaria de ser mais que um mero rostinho bonito e saiu para trabalhar.

Em entrevista ao jornal britânico, Metro, Heather contou que o trabalho de pastoreio de ovelhas para Daphne foi totalmente instintivo. Ela acredita que seja a única corgi que trabalha como pastora em todo o Reino Unido.

Fã da raça, para ela os corgis sempre foram ótimos e cheios de personalidade. Certo dia, seu noivo, que também é fazendeiro, a viu olhando para alguns cachorros e decidiu que a faria uma surpresa, dando Daphne ainda filhote como presente. Quando a cadelinha chegou em sua nova casa, se mostrou nervosa, tinha medo de chegar perto dos tratores, mas poucos dias depois ela já se sentia à vontade o bastante para pastorar as ovelhas e se sentia ansiosa por isso.

“Nós a levávamos para trabalhar conosco na fazenda e no pasto, aos poucos a apresentamos às ovelhas para que ela pudesse ganhar confiança com elas e a Daphne foi ótima!”, conta a tutora orgulhosa.

Daphne é a encarregada de pastorear as ovelhas na maioria dos dias, ela adora o que faz e trabalha duro junto aos outros cães. Esse comportamento foi tão natural que sequer precisou de treinamento, ela apenas agia como os outros cães pastores. Sua tutora explica que, mesmo que suas perninhas não permitam que ela corra tanto quanto os outros, ela não se abala e sempre dá o máximo de si.

Para ela é como uma brincadeira, e guiar as ovelhas pelo caminho, as mantendo unidas, sempre com seus latidos bem animados. Heather conta que durante a época de parto, quando as ovelhas ficam mais difíceis de se movimentar, Daphne é a melhor para o serviço.

“Em seu dia a dia ela trabalha com uma ou duas border collies, em um rebanho de mais de cem ovelhas. Ela trabalha bem com os outros cães e eles a mantêm envolvida”, conta Heather.

Você viu?

“Ela aprendeu bem os comandos, é muito boa em recordar quando queremos que ela volte. Às vezes se atrapalha com os comandos de esquerda e direita, ao contrário de nossos border collies, mas ela aprendeu o que é terra, e isso é ótimo", explica a tutora.

Heather vê Daphne como uma cachorrinha bem comportada, cheia de energia e amorosa, além de muito valente. A pequena corgi tem uma personalidade bem dominante e age como chefe dos border collies, precisando ser alimentada em outro ambiente para que não tente roubar a refeição dos outros cães.

A tutora assume que a estraga, por mimá-la muito mais que aos outros cães e a serve com queijo e presunto, que é o prato favorito da pequena pastora. Por ser tão baixinha, ela também se suja com muita facilidade e precisa de banhos mais frequentes.

Ela ama os tratores e sempre que ouve o barulho do motor já corre e pula para cima do veículo, pronta para ir ao trabalho. Além de seu orgulho por um trabalho bem feito, todo esse amor pela profissão a tornou respeitada.

A tutora conta que sempre que as pessoas ficam sabendo que ela tem uma corgi pastora de ovelhas, as pessoas simplesmente a adoram. Daphne é realmente reconhecida e admirada pelos fazendeiros da região.

Daphne é um grande orgulho para sua família e todos adoram a pequena pastora de ovelhas!

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários