Também conhecida como catnip, a erva do gato é capaz de alterar os sentidos dos felinos e pode ser usada no tratamento de depressão e ansiedade

Os gatos são conhecidos por terem um comportamento mais recatado ou por serem mais difíceis de adestrar. O que pouca gente sabe é que uma erva da família da hortelã, conhecida como erva do gato ou catnip, é capaz de alterar cenários de problemas psicológicos como depressão e ansiedade e até mesmo ajudar no adestramento dos bichanos. Tudo isso porque ela é capaz de alterar os sentidos dos felinos. 

A erva do gato altera os sentidos dos felinos
shutterstock
A erva do gato altera os sentidos dos felinos

Pode parecer que a erva do gato faz mal para o animal, mas estudos já comprovaram que não existe nenhum problema em utilizá-la. Ela não causa nenhum tipo de vício e dependência e só interfere no animal através do olfato, ou seja, tudo ficará normal mesmo que ele coma ou encoste na erva. 

Como funciona a erva do gato 

Nativa da Europa e da Ásia a erva faz sucesso na América do Norte, mas é pouco conhecida no Brasil. Em sua composição está a substância Neptalactone que atua no cérebro dos gatos através do olfato. Por isso, para preservar o odor e garantir o efeito desejado, a erva passa por um processo de desidratação antes de ser comercializada legalmente em petshops. 

O uso dela é feito de diversas formas, dependendo da necessidade de cada dono. Nos casos em que os gatos arranham muito o sofá ou o pé da mesa, por exemplo, a erva é colocada no arranhador ou em brinquedos , para torná-los mais atrativos do que os móveis. Já os donos que querem manter o animal mais tempo no jardim do que dentro de casa podem deixar a erva no espaço externo. Para os que sofrem de problemas de depressão, basta ter o odor no ambiente para estimular o bichinho. 

É indicado colocar a erva do gato em arranhadores para acabar com o problema dos móveis destruídos
shutterstock
É indicado colocar a erva do gato em arranhadores para acabar com o problema dos móveis destruídos


Existem efeitos colaterais?

Não há nenhum efeito colateral muito grave. O gato irá apenas dormir por mais tempo, mas isso se dá pelo grande gasto de energia acumulada após o contato com a erva. Mesmo que a estimulação no cérebro dure poucos minutos, o efeito pode ser um animal brincando, correndo ou arranhando por horas. 

Outro efeito ocorre com alguns gatos: eles acabam se acostumando com o odor e o efeito se torna nulo. Essa resistência é genética, ou seja, transmitida aos filhotes. Por esse motivo a erva não influencia alguns gatos. 

O odor da erva do gato afeta os humanos?

Não, o odor da erva do gato não atinge os humanos nem de forma positiva nem da forma negativa. 


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.