Saiba por que os animais de estimação não podem comer chocolate
Redação EdiCase
Saiba por que os animais de estimação não podem comer chocolate

Veterinária explica sobre como o cacau pode ser perigoso e indica outras alternativas ao doce

Por Gisele Assis

Existem inúmeros alertas sobre o porquê não fornecer chocolate para os pets. Mas muita gente imagina que essa recomendação seja por causa do açúcar ou da quantidade de calorias que um pedaço de chocolate tem. Em alguns casos, os tutores oferecem opções com chocolate “diet” ou com maior concentração de cacau , o que pode ser ainda pior para o animalzinho. “Nesta história, o cacau é o grande vilão!” explica a veterinária Fernanda Ambrosino.

> 8 dicas para montar o seu primeiro aquário

Por que não oferecer chocolate aos pets? 

Segundo a veterinária Fernanda Ambrosino, existe uma substância na composição do cacau que se chama Teobromina. No corpo humano esse elemento é metabolizado, mas nos animais de estimação ele é extremamente tóxico.

“A composição da Teobromina é semelhante à da cafeína e, em grandes quantidades, pode afetar diretamente o cérebro e o coração. Além disso, ela pode permanecer na corrente sanguínea do animal por até 6 dias, por isso mesmo uma pequena quantidade de chocolate pode causar graves problemas para o pet”, explica.

> Ansiedade em animais de estimação: saiba como identificar e tratá-la

Sintomas que afetam os pets após comerem chocolate

Mesmo com todas essas informações, nem sempre é possível evitar que o pet venha a ingerir alguma quantidade de chocolate, seja porque um pedaço caiu ao chão e ele o pegou rapidamente, ou porque alguma pessoa sem o conhecimento ofereceu ao cão. Mas independentemente de como acontece, é importante estar atento aos sinais e sintomas , que podem iniciar entre 2 e 4 horas após a ingestão do chocolate e durar até 72 horas.

De acordo com a veterinária, dentre os sintomas estão: 

  • Vômito em jatos;
  • Diarreia;
  • Tremores musculares;
  • Hipertermia (elevação da temperatura);
  • Respiração acelerada;
  • Inquietação;
  • Convulsões (em alguns casos).

“Com qualquer um destes sintomas, o tutor deve procurar auxílio veterinário com urgência. Se possível, levar a embalagem do chocolate, que é uma informação importante para o médico-veterinário decidir qual protocolo de atendimento ele vai utilizar naquele caso”, conta Fernanda. 

> Conheça os cuidados necessários com as fêmeas durante o pós-parto

Alternativas saudáveis para oferecer aos pets 

O chocolate branco e o chocolate ao leite também são proibidos. Apesar de apresentarem baixos índices de Teobromina, ambos possuem altos níveis de gordura, o que também faz mal ao pet e pode causar vômitos e diarreias.

“Se o cão é do tipo que fica pedindo comida e não pode ver ninguém com nada na mão, existem os ‘chocolates’ feitos especialmente para os pets, com ingredientes que não fazem mal ao bichinho e que eles podem comer tranquilamente , e que são facilmente encontrados nos pet shops e nas grandes lojas. Em outros casos, um pedaço de fruta, cenoura ou outros petiscos específicos de pet vão deixar o animal feliz do mesmo jeito”, finaliza.

Confira mais dicas de saúde dos pets na  revista ‘Guia dos pets’

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários