A adoção está se tornando cada vez mais uma opção para adquirir um animal de estimação. Uma pesquisa realizada pelo Instituto QualiBest mostrou que 40% dos cachorros presentes nas residências brasileiras são vira-latas . A taxa só não é maior devido a busca pelo status de um cão de raça ou por dúvidas que muitos ainda têm em relação aos SRDs ( sem raça definida ). 

cachorro vira-lata arrow-options
reprodução shutterstock
O número de vira-latas nas residências brasileiras está cada vez maior

Leia também: Por que escolher um cão vira-lata na hora de adotar?

Livia Romeiro, do Vet Quality Centro Veterinário 24h, afirma que o primeiro pensamento deve ser que cada cão é único, não importa se ele possui raça definida ou não. A veterinária também explica quatro mitos e verdades que giram em tono do cachorro vira-lata. Confira. 

"O vira-lata não fica doente"

A afirmação é, em partes, verdadeira. Livia explica que para entender a situação é preciso pensar na seleção natural. "Um animal que vive na rua luta por sua sobrevivência. Essa realidade é bem diferente para aqueles que vivem em lares, normalmente possuem tudo para o seu bem-estar. Os cães vira-latas que nascem com alguma fragilidade não conseguirão se sair tão bem quanto os outros mais fortes. Assim, é seguro dizer que os cães SRD são menos propensos a ter problemas hereditários", explica. 

Mas isso não significa que o cachorro vira-lata não fica doente, ele pode apenas ser mais resistente do que outros. 

"Vira-latas podem se alimentar de qualquer coisa"

Mito! A veterinária afirma que a alimentação dos animais deve ser balanceada sempre, independentemente de ter ou não uma raça. É preciso manter uma dieta que leve em conta todos os aspectos nutricionais necessários para prevenir e manter o animal mais saudável. Tudo isso deve ser acompanhado por um veterinário de confiança. 

"Vira-latas vivem mais"

Mito! Não há dados que comprovem que os cães sem raça definida vivam mais do que os que possuem alguma raça. Os cuidados com o cachorro, como levá-lo sempre ao veterinário para check-ups, dar uma boa alimentação, vacinar e vermifugar, deve ser feito em todos os casos para que a expectativa de vida seja prolongada. 

"Vira-latas não possuem padrões"

Verdade! Cada vira-lata é um, tanto nas características físicas, quanto nas comportamentais. A forma como o animal é criado e adestrado que vai fazer toda a diferença. A personalidade também é única uns podem ser mais ciumentos e carentes, outros, podem ser mais sossegados e independentes. O importante é amar o animal do jeito que ele é.

    Veja Também

      Mostrar mais