Ansiedade e depressão são problemas que acompanham muitas pessoas durante bastante tempo. Esse é o caso de Becki Flack, uma inglesa que sofre com essas duas coisas há 25 anos. Isso mudou um pouco quando, quatro anos atrás, ela  adotou Tita, uma Chihuahua que na época tinha dois anos e pertencia a um casal que procriava aquela raça. 

Assim que adotou Tita, Becki percebeu uma mudança em sua ansiedade. "Quando eu acordava, tinha ataques ansiosos. Agora, eu sei que Tita está ali e me acalmo quando levo ela para passear", conta ao site Metro UK. "Ela sempre me dá atenção, me lambe e fica feliz ao me ver", completa.

Chihuahua de Becki em pintura
Facebook/ Becki Flack
Chihuahua de Becki em pintura


E, uma amizade tão bonita, juntou o útil ao agradável. Becki ama pintar, e viu na Chihuahua uma oportunidade de  exercitar a criatividade. Ela coloca Tita em diferentes períodos históricos e lugares, como Havaí, Japão e França, além de caracterizar a cadela como personalidades famosas: Frida Kahlo e Maria Antonieta, por exemplo.

Tita em avião
Facebook/ Becki Flack
Tita em avião


Tita em caracterização
Facebook/ Becki Flack
Tita em caracterização


Todas as roupinhas e fundos são criados pela dona, que trabalha duro para fazer o "mundo imaginário" de Tita. Mas tudo isso compensa. Recentemente, Becki expôs suas obras na feira de arte de Wimbledom. A dona também vende algumas telas no Etsy, site de produtos artesanais. 

Cadela em pintura
Facebook/ Becki Flack
Cadela em pintura


    Veja Também

      Mostrar mais