Mr. Bigglesworth, um coelho que vive na Austrália, recebeu esse nome após sua dona o achar parecido com o gato "pelado" dos filmes do Austin Powers. Ele não possui sua pelagem normal por conta de uma condição rara - ele foi gerado por dois coelhos que tem o gene "ff", gene sem pelos. Por conta disso, o animal virou sensação nas redes sociais e já acumula mais de 100 mil seguidores no Instagram.

O perfil do coelho publica inúmeras fotos encantadoras. Cassandra Hall, sua tutora, contou ao site Bored Panda que criou a rede social para poder compartilhar a vida do pet e para encontrar outros donos que passavam pela mesma situação. Ela disse que foi essencial para que entendesse a condição de Bigglesworth. Quando o adotou ele apenas possuia uma placa que se destacava dos demais animais: "O sem pelo, não está à venda". 

Leia mais: 10 vídeos de pets que viralizaram no Tik Tok nos últimos dias

Ver essa foto no Instagram

Someone asked me what Mr Bigglesworths tail is like, so here is a photo of it. He has never lost his beard/mustache or his tail fur but always loses his body fur. It’s definitely his genetic condition as its been like this for 2.5 years now. He turns 3 on June 30th🎉. He is an amazing little guy. . Mr Bigglesworth has a rare hairless genetic condition, but we love him the way he is, please no negative comments. . #mrbigglesworth #houserabbit #rexrabbit #rabbit #bunny #hairlessrabbit #bunstagram #bunniesofinstagram #rabbitlove #rabbitunited #bunnyinaustralia #bunniesoftheworld #cuterabbit #bunnylove #lapin #kanin #kaninchen #hase #australia #fabbunnies #ilovemybunnies #うさぎ #ウサギ #토끼 #instagram #weeklyfluff #mrbigglesworthrabbit

Uma publicação compartilhada por Mr Bigglesworth & Friends (@mrbigglesworthrabbit) em

Apesar da condição rara, Cassandra afirmou que o coelho não passa por problemas graves de saúde. "Ele come mais do que um coelho normal por conta disso, mas tirando isso ele está bem e passa no veterinário a cada 6 meses." Alguns coelhos com essa condição possuem pelos finos, outros pelos irregulares e alguns nem chegam a sobreviver.




    Veja Também

      Mostrar mais