Tamanho do texto

Florencia só descobriu que Tito não era um gato doméstico quando ele se machucou e precisou ser levado ao veterinário

Quando ouviu o que parecia ser dois gatinhos chorando, a argentina Florencia Lobo, de 18 anos, não resistiu. Ela seguiu o barulho e descobriu que dois filhotes de gato  (pelo menos era o que ela achava) estavam presos em um buraco junto com a mãe morta. 

Leia também: Gato fica preso em máquina de lavar ligada e dona faz alerta

Gato selvagem arrow-options
Facebook/ FARA Fundacion Argentina de Rescate Animal
Gato selvagem


Vendo a situação, Florencia resolveu ajudar e retirou os animais de dentro do lugar. A fêmea, já muito machucada, morreu uma semana após o resgate, mas o macho continuou crescendo firme e forte. A menina nomeu o pet de Tito, e brincava muito com ele. Em entrevista ao jornal El Tucumano, Florencia conta que ele adorava subir nas coisas e pular. 

"Em um desses saltos ele machucou a pata", completa, e por isso ela precisou levar o animal ao veterinário. O profissional notou de cara que o felino se tratava de um gato selvagem , mas não sabia qual o tipo, e por isso mandou o pet para casa junto com Florencia. 

gato selvagem arrow-options
Facebook/ FARA Fundacion Argentina de Rescate Animal
Tito, o gato selvagem


Ainda confusa sobre que tipo de animal estava abrigando em seu lar, a argentina levou o felino para sua faculdade onde os colegas tentaram descobrir, mas sem sucesso. Dando-se por vencidos, os estudantes resolveram ligar para a FARA Fundacion Argentina de Rescate Animal que prontamente foi buscar o gato , descobrindo que na verdade ele era um puma de apenas três meses.

Depois do ocorrido o puma foi encaminhado para um centro de cuidados com animais selvagens, onde será cuidado e reintegrado à natureza.