Tamanho do texto

Stella consegue formar frases de até cinco palavras e consegue se comunicar de forma eficiente com sua tutora

Ter um cão falante não é mais uma realidade de filme ou desenho animado - pelo menos em partes. Para Christina Hunger, uma estudiosa de patologias ligadas à fala e comunicação, a cadela falante tem nome e casa: Stella, sua pet de estimação. A cadela, que tem apenas um ano e meio de idade, já sabe 29 palavras diferentes, e o processo de aprendizagem foi feito com um aparelho que a tutora inventou: um teclado especial.

Leia também: Pitbull sorridente prova que agressividade da raça não é regra

cadela e teclado arrow-options
Instagram/ hunger4words
Stella, o cão que está aprendendo a "falar"


A norte-americana que mora em San Diego criou um tipo de teclado com botões, cada um expressando uma palavra. Stella já aprendeu muitas e consegue combina-las para formar frases simples. Para que hoje a cadela saiba se "comunicar" com palavras, o aprendizado começou com ela ainda filhote, associando cada uma delas com o som e a emoção que produzem na pet

O progresso mais marcante de Stella foi quando ela apertou os botões "quero", "jake" e "venha", insinuando que sentia falta do noivo de Christina. Algumas horas depois, quando ele chegou em casa, Stella pressionou o botão "feliz". 


Leia também: Labrador esperto toca a campainha ao ser trancado para fora de casa

O equipamento utilizado para ensinar a cadela a "falar" é o mesmo que Christina utiliza em seu trabalho para ensinar crianças de dois anos a se comunicarem. Em entrevista ao site Metro, Christina também conta que Stella gosta muito de apertar o botão "praia", seu lugar favorito de ir passear.