Tamanho do texto

Taka ficou traumatizado, mas depois de seu treinamento para ser um cão terapêutico melhorou e passou a gostar de estar com quem sofreu como ele

Em outubro de 2018 o cão Taka, da raça shiba inu , sofreu um acidente. O pet ficou preso em uma casa durante um incêndio e ficou com graves queimaduras em seu rosto, resultando em perda de pelos e um trauma emocional muito grande. O animal foi socorrido, cuidado e adotado por sua veterinária Crystal Lesley, moradora da Georgia nos Estados Unidos.

Leia também: Dona fica chocada ao descobrir vida dupla de sua gata

Porém logo que começou a morar com Crystal, Taka demonstrou comportamento agressivo com os outros cães da veterinária. Ela contou em entrevista ao Metro que ficou apreensiva, e pensou se conseguiria ficar com o pet. "Pensei em colocá-lo em aulas de adestramento para que ele se tornasse um cão terapêutico", disse. 

Shiba Taka após acidente arrow-options
Facebook/ Care More Animal Hospital
Shiba Taka após acidente


Apesar de ter nove anos, Taka se deu bem no treinamento, mostrando que sua idade não afetou sua capacidade de aprender. Para começar a trabalhar efetivamente como cão terapêutico, sem a supervisão de um humano, o pet precisa receber o certificado de "Canine Good Citizen", mas enquanto isso ainda não acontece, ele tem se dado muito bem com outras vítimas de queimaduras em hospitais da região.

Shiba Taka após acidente arrow-options
Facebook/ Care More Animal Hospital
Shiba com suas treinadoras e sua tutora em hospital para vítimas de queimaduras