Tamanho do texto

Segundo Amanda, se o cachorro não tivesse agido daquela forma, provavelmente sua recuperação não teria sido tão boa

O cachorro de Amanda Evans-Nash começou a agir de forma estranha. Ele queria subir no colo de sua tutora o tempo todo, ficava cheirando o tronco dela e batendo as patas em seu seio. Amanda, moradora de Prestwich no Reino Unido, achou que fosse birra do pet, e o repreendeu pela ação.

Leia também: Defeito de nascença faz cachorro parecer que está sempre sorrindo

O que ela não imaginava é que logo depois da ação do cão , ao passar sua mão no lugar que Jimmy havia cheirado e botado as patas, ela sentiu um nódulo, algo que até pouco tempo não estava lá. Preocupada, Amanda foi ao médico e descobriu que tinha câncer de mama . "Não sei o que seria de mim, nem se eu estaria viva se não fosse por Jimmy", contou em entrevista ao site Metro. 

jimmy e tutora arrow-options
Facebook/ Amanda Evans-Nash
Jimmy, cão de Amanda


Mesmo com o câncer se espalhando rapidamente, a ajuda de Jimmy na hora de "diagnosticar" o problema foi crucial para garantir a vida de Amanda. Ela passou por 18 semanas de quimioterapia e depois por uma cirurgia que retirou 29 nódulos de seu seio. Felizmente, após o resultado da biópsia, a inglesa estava 100% curada, algo que não sabe se teria acontecido se não fosse por seu fiel companheiro Jimmy.