Tamanho do texto

O cachorro não queria se aliviar de jeito nenhum; sua tutora começou a conversar com ele e o vizinho ouviu, se compadecendo da situação

O dia de Taylor Burnett começou igual a qualquer outro: ela se levantou, tomou café e levou seu cão Guiness para passear. Como a norte-americana trabalha fora de casa, esses passeios matinais com o cachorro são para que ele faça suas necessidades e não fique segurando até que ela volte de noite.

Leia também: Vídeo mostra como cão-guia protege mulher autista na multidão

Porém, nesse dia em particular, Guiness não queria fazer cocô. “Comecei a conversar com ele”, escreveu em um post no Facebook. “Falei que ele precisava fazer o ‘serviço’ para que não tivesse que esperar até às sete da noite para que eu chegasse e o levasse para passear”, completa. Mesmo assim o pet não queria de jeito nenhum.

Cão que não faz cocô arrow-options
Facebook/ Taylor Burnett
Cão que não faz cocô


Até que Taylor ouviu uma voz: seu vizinho , que estava na varanda com o cachorro dele, escutou a “conversa” da mulher com o cão, e quis dar uma força. “É, a gente concorda com a sua mãe de que você tem que fazer cocô”, disse. A reação do vizinho foi tão inesperada que Taylor quis compartilhar em um grupo, agradecendo por ele não achar que ela era doida de estar conversando com seu pet.

Mesmo assim Guiness não quis fazer suas necessidades. O apoio moral de Taylor e seu vizinho não fez o animal mudar de ideia.