Tamanho do texto

Vênus atuava em buscas de corpos desde os 11 meses de idade; ela era certificada nacionalmente pelo bom trabalho

A cadela Vênus, que serviu como cão de resgate nas buscas após o rompimento da barragem de Brumadinho, faleceu nesta segunda-feira (22), em Goiânia. Vênus estava grávida e teve que passar por uma cesárea. Complicações da cirurgia resultaram na morte da cadela.

Leia também: Vídeo registra queda de cachorro de sexto andar de prédio

Cadela Vênus arrow-options
Facebook/ Aconteceu é notícia
Cadela Vênus


Os veterinários fizeram de tudo para salvar a pet, porém ela teve uma hemorragia interna e acabou deixando três filhotes órfãos, que estão bem. Vênus tinha seis anos e começou a trabalhar nas buscas junto ao Corpo de Bombeiros aos 11 meses. Em publicação, o Corpo de Bombeiros Militar do Estado de Goiás relembra grandes feitos da cadela.

Leia também: Cadela é morta com água fervente em cidade do Paraná

“Vênus também começou a ser treinada para busca de seres vivos e foi certificada nacionalmente. Em 2016, teve sua melhor ocorrência até então: desvendou um assassinato, em Lagoa Santa, encontrando uma vítima enterrada em um fosso de 15 metros de profundidade. Em Brumadinho, ela foi conduzida pelo Cabo Veloso, e atuou por dez dias, em fevereiro. Em 10 de abril, voltou a Minas Gerais para trabalhar por mais 15 dias para atuar na fase mais técnica da tragédia. Vênus foi um dos cães que mais se destacou no árduo trabalho.”