Tamanho do texto

Nada mais separa o pai de Jenny Stanton do gatinho resgatado Jack, que precisava ser alimentado a cada 4 horas quando foi encontrado

“O laço mais forte do mundo é entre um pai e o animal que ele disse não querer em casa.” É assim que começa o relato de Jenny Stanton, uma inglesa que flagrou seu pai dormindo com o gatinho Jack no colo, depois de insistir que a filha não ficasse com o animal.

Leia também: Foto de cão viajando "dentro" de bolsa em Nova Iorque viraliza

Enquanto os dois levavam o cão da família para passear, encontraram o gatinho, ainda filhote, abandonado. Jenny levou o animal ao veterinário junto com seu pai, que deixou bem claro não querer outro pet além do cachorro que eles já tinham. Além disso, o gato era tão novinho que precisava ser alimentado de mamadeira a cada 4 horas.

Porém tudo mudou quando o veterinário perguntou se eles gostariam que o filhotinho fosse entregue ao abrigo local. O pai de Jenny não conseguiu dizer que queria que o gato fosse doado, e o trouxe para casa. Depois disso, o homem deu nome e alimentou o gatinho de mamadeira até que ele crescesse o suficiente para comer ração.

Leia também: Formandos caem no riso quando cachorro de um aluno invade cerimônia

Agora eles são inseparáveis, seja na hora de ir ao supermercado ou de dormir na frente da televisão. Veja:

Gato e homem
Facebook/ Jenny Stanton
Gato e homem