Tamanho do texto

101 dálmatas na versão porquinhos!

Leslie Giles já resgatou vários cachorros de abrigos, mas ela nunca imaginou que também salvaria porcos . Na verdade, o primeiro porco que apareceu na vida de Leslie não foi um resgate - ele era um pet comprado por um criador de porcos.

+Ovo no carro em dia quente mostra que seu cão não deve ficar lá

"Eu sempre quis ter um porco de estimação, e em 2004 nós compramos o Winston Peanut", disse Leslie Giles.

O criador disse para Giles e seu marido que Winston Peanut era um "teacup pig", e os aconselhou a não alimentá-lo em demasia para que ele não crescesse muito. No final, Leslie deu vegetais, purê de batatas, papinha de bebê e tudo o mais que ele precisava e queria, e rapidamente Winston cresceu consideravelmente. Mesmo assim ela amava seu porco, independente de seu tamanho.

"Eu tinha formado conexões com vários cachorros em minha vida, mas o loça que eu criei com Winston era mais forte e profundo", diz Giles. "Eu aprendi o que cada grunhido significa!"

Então, uma coisa engraçada aconteceu. As pessoas começaram a despejar porcos indesejados na casa de Giles na África do Sul,pois elas sabiam que Leslie era dona de Winston Peanut.

Em 2012, Giles estava tomando conta de 20 porcos abandonados, e ela decidiu começar um santuário para porcos chamado Pigs 'n' Paws, que é o único abrigo para porcos na África do Sul, segundo Leslie Giles. Com a abertura do santuário mais e mais porcos começaram a surgir.

Enquanto os porcos vinham de muitas circustâncias diferentes, muitos eram porquinhos "teacup pigs" rejeitados que cresceram mais do que o esperado, como Winston Peanut.

Na verdade, os famosos "teacup pigs" são vendidos por criadores que fazem as pessoas pensarem que eles sempre se manterão pequenos, ás vezes deixando-os famintos. 

Atualmente a Pigs 'n' Paws possui 271 porcos e 26 cachorros resgatados. Para alimentar e cuidar de seus residentes, Giles trabalha em um casino local.

Mulher abre sua casa para mais de cem porcos
Reprodução
Mulher abre sua casa para mais de cem porcos


"Eu não consigo passar tanto tempo quanto eu queria com os porcos", diz Leslie. "Eu contrato dois trabalhadores e entre nós três sempre têm alguém olhando por eles, para ter certeza de que todos estão alimentados e que está tudo limpo para eles dormirem."

+Animais protagonizam fotos engraçadas pedindo comida a seus donos

O santuário não consegue aceitar mais nenhum porco no momento, e já teve que rejeitar muitos animais. Mas quanto mais pessoas se concientizam de que porcos são espertos e bons companheiros, Leslie espera que ela rapidamente receberá suporte, o que possibilitará o resgate de ainda mais porcos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.