Uma das crenças populares mais comuns entre os donos de cães é que esses animais não conseguem enxergar cores. Muitos pensam que os cachorros só tem visão em preto e branco, mas isso é um mito, explica a médica veterinária Ana Carolina Dias. “A verdade é que os cães não conseguem diferenciar as cores vermelho, laranja, verde, rosa e lilás e enxergam em uma escala de azul, amarelo e cinza.”

O motivo pelo qual a visão em preto e branco dos cães ficou famosa foi quando, na década de 1930, Will Judy, fundador da National Dog Week nos EUA, escreveu um manual de treinamento para cães em que afirmava que eles enxergavam somente tons de cinza. “Como ele era um escritor muito conhecido na época, a informação se espalhou e se popularizou. Na década de 1960, esse mito ainda era sustentado pelos cientistas, que afirmavam que apenas os mamíferos primatas eram capazes de enxergar as cores”, explica Ana.

Com o passar dos anos e a ciência avançando, diversos estudos mostraram que os cachorros são sim capazes de ver cores. “Em 2013 Os cientistas chegaram à conclusão de que os cães não enxergam em preto e branco por meio da análise das células da retina somada a experimentos com objetos coloridos”, conta a médica veterinária. 

Ana Carolina fez um pequeno resumo do motivo pelo qual os cães não têm a visão como a nossa. Segundo ela, a diferença está no tipo e na quantidade de células dos nossos olhos. “Tanto na nossa retina quanto na retina dos cães existem dois tipos de células, que são os cones e os bastonetes. Os cones são responsáveis por reconhecer as cores enquanto os bastonetes são responsáveis por reconhecer a luminosidade.”

cães
Reprodução
Cães enxergam em tons de azul, amarelo e cinza

“Na retina humana existem 3 tipos de cones, que detectam as frequências equivalentes ao azul, ao vermelho e ao verde, portanto nós somos classificados como tricromatas”, explica Ana. Na retina canina, por outro lado, existem 2 tipos de cones, que detectam as frequências equivalentes ao azul e ao amarelo. “Portanto, os cães são classificados como dicromatas. Para os cães, a percepção do vermelho e do verde varia entre um tom amarronzado a amarelado, de forma que eles não diferenciam essas cores”, ou seja, é possível dizer que a visão das cores pelos cachorros é semelhante à visão de uma pessoa com daltonismo, em que não se enxerga o vermelho e o verde.

A veterinária ainda dá uma dica sobre os brinquedos que devem ser dados aos pets. “A recomendação é sempre apostar em brinquedos azuis e amarelos, pois são as cores que se destacam para eles.” Mesmo assim tendo uma visão menos ampla das cores, os cães têm uma quantidade maior de bastonetes, o que significa que eles enxergam bem melhor do que nós no escuro.


    Veja Também

      Mostrar mais