Tamanho do texto

Em geral a doença se manifesta em crianças e adolescentes que foram arranhados por um gato infectado

É comum que gatos arranhem pessoas estranhas, e algumas vezes até seus donos. As unhas compridas do felino servem de defesa quando eles se sentem ameaçados e até em certas brincadeiras. Esse contato com gatos domésticos raramente transmite a doença da arranhadura do gato, o mesmo não acontece quando se trata de bichanos de rua e seus flihotes. 

undefined
Shuttersock
A doença da arranhadura do gato pode ser transmitida também por mordidas


A doença da arranhadura do gato é causada pela bactéria  Bartonella henselae  e é considerada uma zoonose. Não costuma causar problemas nos gatinhos infectados, mas em humanos pode gerar problemas de saúde. O contágio acontece pelo arranhão ou mordida do gato infectado. 

Como a maioria dos felinos é resgatada da rua, é comum que eles tenham a bactéria no organismo , adquirida por brigas ou pulgas. No caso dos bichanos, o contágio acontece pelo contato com o sangue infectado. 

Para identificar o problema, o primeiro passo é observar o lugar do machucado. Os principais sintomas em humanos são:

  • Vermelhidão maior do que o comum no local da ferida;
  • Pus;
  • Demora na cicatrização;
  • Febre;
  • Gânglios linfáticos inchados;
  • Mal estar. 

Tratamento da doença da arranhadura do gato em humanos

A doença não costuma ser grave, antitérmicos e analgésicos são utilizados para amenizar o desconforto. Caso os sintomas persistam, alguns médicos recomendam o tratamento com antibióticos, mas a doença não tem fama de causar grandes problemas.

Pessoas com imunodeficiência podem ter complicações pelo sistema imunológico debilitado.

O tempo que a infecção fica no corpo é longo, podendo chegar a até 3 meses de gânglios inchados. 

Problemas que a doença pode causar em cachorros

Cães e gatos são conhecidos como inimigos naturais. Por mais que isso tenha mudado, eles ainda podem se envolver em brigas ou até brincadeiras que causem machucados. Como a saliva e sangue do gato estão contaminados com a bactéria causadora da infecção, os cachorros podem ser infectados, e neles a doença pode ser bem mais grave do que nos humanos. 

Apesar de rara nos cachorros, a doença da arranhadura do gato pode causar:

  • Febre;
  • Endocardite (inflamação do tecido do coração);
  • Linfadenite (infecção dos gânglios linfáticos);
  • Arritimia;
  • Rinite;
  • Sangramento Nasal. 

Para evitar que a  doença da arranhadura do gato  cause problemas em humanos e cães é sempre bom levar o felino ao veterinário e ficar de olho em feridas que não saram, fadiga e comportamento anormal, além de evitar brincadeiras agressivas e tomar cuidado com infestações de pulgas, que também são o reservatório da bactéria. Todas as informações foram dadas pela veterinária do Hospital Cão Bernarco, Carolina Ferreira.