Tamanho do texto

Conjuntivite, glaucoma, catarata são exemplos de doenças que, se não forem tratadas, afetam seriamente a visão dos bichinhos

Os olhos é um dos órgãos mais importantes do corpo, tanto para os humanos quanto para os animais. É através dele que podemos enxergar o mundo, nos comunicar e nos expressar. No caso dos pets a visão se torna ainda mais importante, porque é como os donos conseguem entender o que desejam. Por isso, é preciso ficar bem atento quando o assunto são as doenças oculares.

Leia também: Conheça as doenças oculares mais comuns em gatos e como tratar

Quando não recebem o tratamento adequado, as doenças oculares podem causar a cegueira nos bichinhos. Conjuntivite, glaucoma, catarata, doenças da córnea, doenças da retina, ceratoconjuntivite e doenças sistêmicas como Diabetes Mellitus, Hipertensão Arterial, Hipotireoidismo, Ehrlichiose e viroses como Cinomose nos cães e Herpesvírus nos gatos são exemplos de enfermidades com possibilidade de afetar a visão dos pets.

Quando não recebem o tratamento adequado, as doenças oculares podem causar a cegueira nos bichinhos
reprodução shutterstock
Quando não recebem o tratamento adequado, as doenças oculares podem causar a cegueira nos bichinhos

Nenhuma idade é mais propensa do que a outra para desenvolver a cegueira , pois depende da causa envolvida no processo. Por exemplo, a catarata que é uma das causas de cegueira, pode estar presente desde o nascimento como no caso da catarata congênita. Porém, pode aparecer também em animais de dois a quatro anos (cataratas juvenis) ou ainda quando completam oito anos (cataratas senis).

Leia também: Como cuidar de um cachorro cego?

Segunda a professora do curso de Medicina Veterinária da Anhanguera de Niterói, no Rio de Janeiro, Úrsula Silva, nenhum animal está predisposto a desenvolver a cegueira. Esse problema é uma condição patológica multifatorial e apenas o médico, através de vários exames, consegue determinar se seu bichinho tem propensão a perder a visão

Tratamento para as doenças oculares

Um dos principais problemas dos cachorros idosos é a cegueira
shutterstock
Um dos principais problemas dos cachorros idosos é a cegueira

O tratamento para as doenças oculares variam muito, pois depende dos fatores que a desencadeou. No caso da conjuntivite, ceratoconjuntivite seca e glaucoma, por exemplo, medicamentos já conseguem resolver o problema. Mas, quando o caso é mais grave, como catarata, ectrópio e entrópio, é necessário um procedimento cirúrgico. 

Como conviver com um pet cego?

Gato cego precisa de várias adaptações em casa e de cuidados específicos
Reprodução/ Shutterstock
Gato cego precisa de várias adaptações em casa e de cuidados específicos

Apesar de algumas limitações, o animal pode viver perfeitamente sem a visão. Os donos devem proporcionar um ambiente tranquilo e pensado especialmente na deficiência do animal. Por exemplo, evite mudar objetos e móveis de lugar, pois ele está acostumado com determinada arrumação e trocas podem confundi-lo.

Mantenha o comedouro e bebedouro também no mesmo local. Assim o bichinho conseguirá chegar sozinho até o alimento. Um cuidado especial precisa ser tomado com relação às piscinas, que devem ser cobertas.

Leia também: Como cuidar de um gato cego

Mas, para evitar chegar ao estado de cegueira, a melhor maneira é visitar o veterinário regularmente. O check-up tem a função de identificar possíveis fatores predisponentes e encontrar a forma mais adequada para o controle, eliminação ou tratamento dos mesmos. Tomando esses cuidados você evita o aparecimento de doenças oculares e, consequentemente, a cegueira.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.