Tamanho do texto

A glândula responsável pela produção de lágrimas é prejudicada e o inchaço é bem visível na lateral do olho

É comum muitos tutores perceberem alguma infecção nos olhos do pet e automaticamente considerarem que é conjuntivite. Mas o que poucos sabem é que existe, ainda, o olho de cereja, já mais raro de acometer os cães e, por isso, menos conhecido. Isso nada mais é do que uma inflamação da glândula da terceira pálpebra, responsável pela produção de lágrimas.

+A conjuntivite canina pode levar à cegueira e é importante tratá-la

Beagle é uma das raças propensas a ter o olho de cereja
Reprodução/ Shutterstock
Beagle é uma das raças propensas a ter o olho de cereja

Em palavras mais fáceis, o olho de cereja leva esse nome justamente porque forma-se uma bolinha vermelha, que pode variar de tamanho. A glândula fica exposta, para fora do olho, aumenta de tamanho e passa por uma infecção. A pálpebra prejudicada fica exatamente na linha d'água do cão e tem a função de proteger a região ocular do animal contra sujeiras do ambiente externo, sempre limpando a visão dele.

Certas raças de cães têm maior incidência de sofrer com esse problema de saúde, também chamado de "cherry eye", em inglês. A anatomia da cabeça delas facilita esse desenvolvimento, mas não quer dizer que outras não possam vir a ter. Boxer, Pug, Shar Pei, Bulldog, Beagle, Cocker e o Cão de Aponte Espanhol (Burgos Pointer) são alguns dos pedigrees que merecem um cuidado maior com essa parte do corpo. Costuma acometê-los muito mais quando jovens, até um ano de idade. Já em gatos é muito raro de acontecer.

Normalmente é bem fácil perceber a presença do olho de cereja. Além de ser visível no pet, este começa a lacrimejar muito - ou ficar muito seco - e a coçar a região prejudicada com as patas. A produção de lágrimas fica comprometida e é uma péssima consequência.  Nesse caso, mesmo que a bolinha vermelha ainda não tenha aparecido é indicado levar no veterinário, para adiantar um possível diagnóstico dessa doença.

+Hérnia umbilical em cachorro: entenda o que é e como tratar

Esse problema de saúde pode acometer apenas um ou os dois olhos do cão
Reprodução/ Shutterstock
Esse problema de saúde pode acometer apenas um ou os dois olhos do cão


O que ocasiona o olho de cereja?

Ainda não se sabe ao certo as causas exatas do olho de cereja, mas muitos veterinários acreditam que o fator hereditário é determinante. É possível ser explicado pela má formação ou fraqueza do tecido conjuntivo dessa glândula. Isso leva ao prolapso - ou inchaço dela.

A partir disso, a glândula fica mais suscetível a pegar infecções bacterianas e levar o pet à enfermidades piores.

Fatores externos como sujeira, poeira e machucados podem levar a esse quadro. O que provoca a inflamação ao entrar em contato com a região.

O diagnóstico é dado por meio de exames clínicos ou pela própria observação do veterinário dependendo do caso e da gravidade.

Como tratar 

O próprio médico veterinário consegue resolver, em alguns casos. Ele coloca a glândula de volta ao lugar original, por meio de uma cirurgia simples. Apesar de haver também a possibilidade de dar medicamentos ao pet, como anti-inflamatório e antibiótico. O uso de colírios e lubrificantes para evitar a secura do olho é ainda uma opção. 

+Cachorro sangrando pelo nariz: o que pode provocar esse problema?

O olho de cereja pode ser rosado ou bem vermelho
Reprodução/ Shutterstock
O olho de cereja pode ser rosado ou bem vermelho

Mas é importante sempre lembrar que um especialista é o único capaz de indicar o melhor tratamento. Oferecer remédios por conta própria, principalmente, pode prejudicar ainda mais a situação do animal.

Em situações mais radicais pode ser mais conveniente retirar a glândula, por meio de operações mais sérias e custosas. Há três tipos e seus respectivos valores (em média):

"Técnicas de bolso" - 250 a 1000 reais

Remoção de parcial ou total - 100 a 400 reais

No caso de ter de criar um novo canal lacrimal , o preço pode ser de até 500 reais. Mas tudo isso oscila muito e depende do contexto em que o cão se encontra. 

Porém, não espere a situação piorar para levar o pet ao médico, quanto antes o diagnóstico for feito, mais rápido seu cão se recupera do olho de cereja!

+Um cachorro tremendo pode sinalizar um problema de saúde mais sério

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.