Tamanho do texto

Essa contaminação afeta machos e fêmeas e pode levar à infertilidade

Zoonose é toda doença que pode ser transmitida tanto para cães quanto para humanos. Por isso, inúmeras enfermidades exigem tratamento profundo antes de o tutor voltar a ter contato com seu pet. Dentre esses problemas de saúde está a brucelose canina, que afeta a região genital dos cães e é causada por uma bactéria chamada brucella

+Cachorro sangrando pelo nariz: o que pode provocar esse problema?

A brucelose canina é uma zoonose que afeta a região genital
Reprodução/ Shutterstock
A brucelose canina é uma zoonose que afeta a região genital


Além de contaminar cachorros, essa doença pode ainda desestabilizar o organismo de cabras, ovelhas, bois, porcos e até camelos. Só que cada uma das bactérias que chegam a esses animais são diferentes. No caso dos cães, é importante saber que a brucelose canina contamina machos e fêmeas. Pode causar inclusive infertilidade e deve ser tratada com cuidado.

A bactéria é transmitida por meio de relacões sexuais entre os cães. Além disso, urina e materiais contaminados, o que inclui inalação ou ingestão de aerosóis resultantes do contato com o feto abortado, também são fatores influentes. Mas um animal saudável pode ainda ser infeccionado pela mucosa nasal, pela pele machucada ou até pela parte de dentro das pálpebras. Ou seja, cães com brucelose devem ser mantidos distantes dos outros, inclusive de humanos, para evitar o contágio. 

+O coração do seu pet está saudável? Confira alguns cuidados necessário

A brucelose canina é uma zoonose que afeta a região genital
Reprodução/ Shutterstock
A brucelose canina é uma zoonose que afeta a região genital


Quais os sinais clínicos?

Embora essa enfermidade seja mais notada depois de um aborto ou de algum problema no cruzamento, alguns sintomas podem alertar o tutor, como a anemia, falha nos pelos, dores nas articulações (artrites), nevralgias (dor causada pela lesão de um nervo sensitivo que segue o caminho desse nervo), além de apatia ou mesmo letargia (quando o cão está inconsciente, mas pode ser despertado).

Quando os filhotes do cão contaminado nascem mal-formados ou natimortos é um sinal da brucelose também. Complicações no parto e abortos são normalmente as consequências da doença e a tendência é levar à infertilidade.

Apesar de haver um tratamento eficaz para a eliminação da bactéria, isso pode deixar sequelas nos cães. As fêmeas podem ter morte embrionária precoce, abortarem no final da gestação e filhotes que já nascem mortos. Os machos têm infecções no sistema reprodutor, como dermatite escrotal, além de apresentarem inflamações nos olhos, meningite, alterações nos rins e na pele.

+O cachorro com anemia pode estar assim por vários motivos; saiba quais

Muitas fêmeas têm complicações no parto ou filhotes que nascem já mortos por conta da brucelose
Reprodução
Muitas fêmeas têm complicações no parto ou filhotes que nascem já mortos por conta da brucelose

Ao observar essas alterações na saúde do animal, o tutor deve levá-lo imediatamente ao médico veterinário. Provavelmente será pedida uma sorologia, em que analisa-se o soro contido no sangue do animal. O tratamento deve ser levado a sério para garantir que o cão volte a ser brincalhão e saudável.

Para evitar esse problema de saúde, é importante garantir alimentos sempre fervidos e cozidos antes de serem oferecidos aos pets. Quando o cão for cruzar com outro, deve-se ter em mãos o exame de sorologia do outro animal para ter certeza de que não tem brucelose canina. Os ambientes onde o cão estiver precisam estar sempre limpos, secos e arejados para prevenir qualquer contágio.

+Quais exames médicos cães devem fazer?

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.