Tamanho do texto

O AlergiCat inibe que o gato produza uma substância na saliva que é a grande causadora das reações alérgicas

Muitas pessoas que amam animais de estimação e gostariam de ter um sofrem com alergia a eles. Pensando nisso, alguns produtos que prometem acabar com a reação alérgica são lançados no mercado pet. Entre eles está o spray AlergiCat, da CatMyPet. Mas, será que essas soluções realmente funcionam e não oferecem nenhum risco para os animais? 

menino com alergia a gato arrow-options
shutterstock
Shampoo seco promete combater alergia a gatos


 Agnes Cristina, CEO da marca responsável pelo spray, explica que “Ele tem a função de inibir a Fel d1, uma glicoproteína produzida pelos felinos e comumente presente na saliva e no pelo dos gatos". Funcionando como um shampoo seco, o produto deve ser usado de uma a duaz vezes por semana no pelo do gato. 

A dúvida que fica é se a ausência da Fel d1 faz algum mal para o gato. De acordo com a médica veterinária Carolina Ferreira, "Até hoje os estudos não chegaram a uma definição de para que a glicoproteína, que é como se fosse um carboidrato serve, apenas que ela causa alergias em seres humanos". Já Agnes garante que o spray não tem cheiro e nenhum componente que possa prejudicar tanto o tutor quanto o felino. 

A veterinária também lembra que os felinos castrados produzem menos da substância Fel d1, responsável pela alergia. "Há correlação com fatores hormonais na produção desse componente da saliva dos gatos", explica. 

Mesmo sendo um produto testado e comprovado como seguro, a médica veterinária Carolina Ferreira fala de outras formas de evitar crises de alergia a gatos . "Aspirar diariamente o local onde eles permanecem, realizar escovação para retirada de pelos “mortos” e não deixar eles dormirem no mesmo cômodo que as pessoas alérgicas."