Tamanho do texto

A época de festas, brilho e fantasias está chegando e os cachorros também podem participar; mas alguns cuidados especiais são necessários

Falta pouco mais de uma semana para o feriado de Carnaval, que acontece oficialmente no dia 5 de março. Mas, a folia começa muito antes disso e a agenda dos finais de semana já está repleta de blocos que saem pelas ruas dos grandes centros, como São Paulo e Rio de Janeiro. Para aproveitar a festa, as pessoas investem em fantasias e muito brilho e nem os cães escapam. Só que no caso dos bichinhos, os cuidados devem ser outros e a escolha da fantasia de Carnaval para cachorro tem que ser muito cuidadosa. 

O animal deve se sentir confortável com a fantasia de Carnaval para cachorro
shutterstock
O animal deve se sentir confortável com a fantasia de Carnaval para cachorro

Passar glitter nos animais, por exemplo, é extremamente proibido, já que o item pode causar problemas de saúde como fortes alegias. Já a fantasia de Carnaval para cachorro está liberada desde que siga alguns requisitos.

Para garantir a segurança do pet que vai usar fantasia durante a folia, confira algumas dicas. 

O conforto do cachorro

Não importa o quão legal a fantasia seja, se ela for muito grande, elaborada e causar desconforto para o animal, ela não é uma opção. Pense que o cachorro ficará vestido por algum tempo e a roupa poderá limitar seu andar, impedir que ele corra e, consequentemente, deixá-lo estressado. Sem contar o calor. 

Por isso, é importante que a fantasia seja do tamanho exato do animal, não esteja apertada nem muito larga. Tenha certeza de que as patas estão se movimentando sem nenhum impedimento. 

Além disso, o cachorro deve estar confortável em vestir alguma coisa. Muitos pets não gostam de roupas e acessórios, quem dirá de fantasias. Se esse for o caso do seu bichinho, não insista. Isso pode deixá-lo estressado e causar até problemas de saúde. 

Leia também:  Hipertermia: o super aquecimento do corpo dos cães no calor

O material da fantasia

O tecido que a fantasia é feita também influencia muito. Materiais que coçam ou pinicam podem incomodar o animal e impedi-lo de aproveitar um passeio durante o Carnaval. Opte sempre por itens de boa qualidade.

Acessórios e detalhes

Conforto e material de qualidade garantidos, é preciso prestar atenção nos detalhes. Peças muito pequenas e brilhantes nas roupas podem ser arrancadas e engolidas pelo animal. Já acessórios com eláticos que são presos na cabeça podem ser muito desconfortáveis. 

Fantasia de Carnaval para cacahorro decidida, é hora de curtir a folia e ir para bloquinhos.  Opte por levar o cão em comemorações de bairro, que não juntem multidões. O horário também deve ser um fator importante para a escolha, não é recomendado sair em períodos muito quentes. Leve água para manter seu bichinho hidratado e boa folia!

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.