Tamanho do texto

Para que a focinheira não seja vista como algo punitivo ou negativo, é muito importante acostumar o cão a usá-la

A principal função de uma focinheira é impedir que o ser humano leve uma mordida. Apesar disso, muitos donos a enxerga com maus olhos. Como ela prende a boca do cachorro, é visto como objeto de tortura e desconforto. O problema é que não dá para impedir seu uso dependendo da raça ou do momento. 

Conheça os tipos de focinheira e veja dicas sobre seu uso

Cães classificados como potencialmente perigosos são obrigados por lei a usar focinheira , por exemplo. Ela deve ser colocada quando eles passeiam em locais públicos, por causa do risco de morder as pessoas. Já em outras situações, como idas ao veterinário, o objeto entra em cena para impedir que o médico seja mordido. Nesses casos, o uso é indicado para todas as raças.

Dessa forma, não tem outra saída se não acostumar o cão a usar a peça. Se ele já estiver  familiarizado, não resistirá e o momento de por não será traumático. Mas como fazer isso? 

Para que o uso da focinheira não seja algo traumático, é importante acostumar o cão
reprodução shutterstock
Para que o uso da focinheira não seja algo traumático, é importante acostumar o cão

A importância de acostumar com a focinheira

Como a focinheira é um objeto estranho e que fica preso no rosto, é normal o animal se sentir incomodado. É importante acostumá-lo a usar para que não enxergue como uma punição ou algo negativo. Se não, toda vez que colocar, tentará tirar e ficará frustrado com a peça. Para que esse momento não seja sempre estressante, é importante ensinar desde cedo a ver o objeto como algo normal. 

Apresentando a peça

O primeiro passo é apresentar a focinheira em um ambiente neutro antes de ele usá-la. Faça dela um objeto igual qualquer outro da casa. Mostre-a, permita que ele cheire e deixe em um local visível, como entre seus brinquedos. Dessa forma, não terá porque ele enxergar como algo ameaçador. 

Como separar uma briga de cachorros?

Depois, coloque alguns petiscos ao redor da focinheira. Isso fará ele se sentir atraído por ela. Em seguida, coloque os prêmios dentro para induzi-lo a pôr o rosto. Não o force a se aproximar e nem a enfiar o focinho. Esse momento deve acontecer quando o cachorro estiver pronto. 

Aos poucos ele ficará com menos receio de pegar o petisco dentro da peça. O dia que ele conseguir, dê comidinhas através da abertura frontal. Quando se aproximar, ponha o objeto corretamente e prenda atrás. Continue premiando-o e falando palavras de incentivo. Você vai ver que ele não se sentirá desconfortável dessa maneira. 

Repetindo esse processo outras vezes o animal não terá mais receio. Além disso, o fato de já ter usado em casa algumas vezes não se sentirá desconfortável quando sair na rua. O peso da peça não será um incômodo. 

Jamais use a focinheira como método punitivo ou a força
reprodução shutterstock
Jamais use a focinheira como método punitivo ou a força

Evite certas situações

Para que o cachorro não veja problemas em ter o focinho preso, é preciso evitar algumas situações desagradáveis. Caso contrário, todo o processo para se acostumar será jogado fora e ele começará a odiar a peça.

Primeiramente, é importante não colocar à força. Isso só irá piorar a situação e deixará o cachorro estressado. Evite também usar apenas em determinadas situações, como ida ao veterinário. Se não, ele irá enxergar o objeto de maneira negativa. Também não use como método punitivo, por tempo demais e sem supervisão.

Você está usando a coleira correta no seu cão? Confira dicas para escolhê-la

Se evitar colocar a focinheira em todas essas situações e acostumá-lo gradualmente com o uso, a peça não será mais um problema na casa. Porém, se durante o processo o cachorro continuar relutante e não aceitar de jeito nenhum, é indicado procurar um educador canino.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.