Tamanho do texto

Existem muitas crenças relacionadas a escolha do sexo do cachorro, é preciso ter bastante atenção antes de tomar uma decisão

Muito se fala da responsabilidade que é preciso ter na hora de decidir adquirir ou não um animal de estimação. Deve-se pensar em todos os detalhes como os gastos mensais que o bichinho trará, o espaço disponível para ele dentro de casa e o tempo que a família poderá disponibilizar para dar atenção e realizar os cuidados necessários. Mas não é só isso, decidir se será um cachorro macho ou fêmea também pode ser muito importante para que não haja problemas posteriores a adoção ou compra. 

+ Por que escolher um cão vira-lata na hora de adotar?

É preciso pensar muito bem antes de escolher um cachorro macho ou fêmea
Reprodução Pinterest
É preciso pensar muito bem antes de escolher um cachorro macho ou fêmea

Levando em conta esse quesito do cachorro macho ou fêmea muitas pessoas dão ouvidos a algumas informações que não passam de crenças e acabam não fazendo a escolha adequada. Por isso a pesquisa deve ser muito bem realizada, consultar especialistas e veterinários antes da decisão pode ser uma ótima opção. Todos esses cuidados evitam que o animal seja adotado ou comprado por um "amor à primeira vista" que pode se transformar em arrependimento. 

Característica dos machos

Por instinto os cães machos costumam demarcar território, por isso será mais difícil ensiná-lo a fazer suas necessidades em apenas um lugar. Além disso, a maior parte deles demora mais tempo para amadurecer, o que pode tornar o adestramento mais trabalhoso. Exemplares desse sexo também são mais brincalhões, adoram correr e morder as coisas. 

via GIPHY

Um ponto importante de ser observado é que existem muitos casos de machos fujões. Eles vão para a rua em busca de cadelas no cio, já que são capazes de sentir o cheiro atraente à distância. Em compensação eles não possuem mudanças hormonais, o que os faz ter um comportamento mais equilibrado se comparado ao das fêmeas. 

Se castrados os problemas de fazer xixi em apenas um local e de fugir de casa por causa de uma cadela no cio podem ser amenizados. A agressividade também diminui. 

+ Os mitos e verdades sobre a castração

Características das fêmeas

O grande problema que afeta as fêmeas são as variações hormonais. Aquelas que não são castradas costumam ter mudanças repentinas de comportamento devido ao cio, podendo ser, muitas vezes, antipática e independente, além de arrumar mais confusão por pequenas coisas. 

Elas amadurecem mais rápido, possuem mais disciplina e atenção. Por essas características será mais fácil ensinar uma cadelinha a fazer suas necessidades no lugar correto ou realizar diferentes truques de adestramento. 

+ Como ensinar seu cachorro a fazer xixi no lugar certo? 

via GIPHY

Na maioria das vezes são mais carinhosas e dengosas, sendo assim mais apegadas aos donos. Porém seu instinto controlador pode causar problemas se ela sentir ciúmes ou ameaça. 

Variações

Claro que as características citadas acima são algo geral. O que realmente importa é a criação e o ambiente que o cachorro será criado, isso influenciará seu comportamento muito mais do que o seu próprio sexo. Em outras palavras, se o ambiente for calmo, o animal será mais tranquilo, se a casa tiver muitas pessoas e for bastante agitada, o bichinho tende a ser mais brincalhão e levado. Tudo vai depender da forma como o dono vai tratar o cachorro e da rotina que ele será inserido. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.