Tamanho do texto

Frutas e verduras são alimentos que podem complementar a dieta do cão, entretanto, algumas espécies podem ser tóxicas para o pet

Muitos donos que desejam aprimorar a qualidade e quantidade de vitaminas na dieta do cachorro oferecem frutas e verduras para ele. A prática é saudável, mas é preciso tomar alguns cuidados específicos. Por não serem muito seletivos quando se trata das partes da comida, até mesmo a casca e as sementes dos alimentos podem acabar sendo ingeridas, fazendo com que, em alguns casos ocorra, uma indigestão.

Leia mais:  10 plantas venenosas para cães e gatos que são comuns em jardins e praças

Além disso, não são todas frutas e verduras que podem ser consumidas pelos cachorros, por serem carnívoros alguns alimentos podem ser tóxicos para o pet. Sem contar que, assim como com os humanos, por mais que um tipo de comida seja indicada, ela ainda pode causar uma reação alérgica no animal.  Confira as opções que devem ser evitadas. 

1. Abacate

Tudo no abacate possui persina, uma toxina capaz de causar vômito e diarreia em muitos animais.
Reprodução/ Pixabay
Tudo no abacate possui persina, uma toxina capaz de causar vômito e diarreia em muitos animais.


Tudo no abacate não é recomendado para os pets; desde a casca e caroços até as folhas. Isso se dá porque a fruta contém uma substância chamada "persina" (um fungicida que mata fungos e mofos), que apesar de ser inofensiva para humanos pode causar vômito e diarreia em cachorros, gatos, cavalos e algumas aves. A parte carnosa não possui grandes quantidades da toxina, mas mesmo assim não é recomendada para os bichinhos.

Por ser uma fruta que cresce bem em regiões tropicais e subtropicais, o abacate pode ser encontrado em abundância no Brasil. Tome cuidado para manter o seu cão longe de um abacateiro.

2. Tomate verde

Quando verde, o tomate pode causar arritmias cardíacas, dificuldade de respirar, salivação abundante, diarreia e vômito em cachorros.
Reprodução/ Pixabay
Quando verde, o tomate pode causar arritmias cardíacas, dificuldade de respirar, salivação abundante, diarreia e vômito em cachorros.


A toxina alcalóide tomatina, que é produzida nos tomates quando estão verdes, é extremamente tóxica para os cachorros. Essa substância pode causar arritmias cardíacas, dificuldade de respirar, salivação abundante, diarreia e vômito. Quando o fruto amadurece essa substância se torna inerte, não trazendo mais riscos para a saúde do pet.

3. Maçã

As sementes da maça possuem cianeto, capaz de fazer mal ao cachorro.
Reprodução/ PxHere
As sementes da maça possuem cianeto, capaz de fazer mal ao cachorro.


Por um lado, a maçã é ótima para os cães. Ela possui fibras e pectina, que ajudam a regular a glicemia dos animais. Além disso, a quercetina (um anti inflamatório natural) e outros antioxidantes potentes contra o estresse oxidativo e o câncer também podem ser encontrados na fruta. Entretanto, as suas sementes possuem cianeto, uma substância extremamente venenosa para os peludos.

Embora sejam necessárias grandes quantidades da semente para causar problemas sérios, as mantenha longe do seu cachorro. Uma dica é servir a maçã cortada em cubos.

4. Batata verde

Sempre cozinhe ou frite as batatas antes de servir para o cachorro.
Reprodução/ PxHere
Sempre cozinhe ou frite as batatas antes de servir para o cachorro.


Assim como o tomate, quando a bata não amadureceu por completo toxinas são produzidas. No caso, é a solanina, que pode causar náuseas, vômitos, convulsões e, posteriormente, problemas de coração. Essa substância desaparece quando a batata é cozida.

Atenção, a solanina também está presente nas folhas das plantações de batata, então não deixe o seu cachorro correr livremente por esse ambiente.

5. Groselha

As groselha possui altas doses de cianeto de hidrogênio, capaz de causar vômitos, diarreia e problemas renais no cão.
Reprodução/ Pixabay
As groselha possui altas doses de cianeto de hidrogênio, capaz de causar vômitos, diarreia e problemas renais no cão.


Caso o seu cão consuma groselha por acidente, mesmo se não apresentar nenhum sintoma, leve-o imediatamente para o veterinário. A fruta possui altas doses de cianeto de hidrogênio, que podem causar  vômitos, diarreia e problemas renais (que não se manifestam externamente) muito sérios.

Veja também:  Dar cafeína ao pet é o mesmo que oferecer veneno

6. Cerejas

As cerejas entram na lista de frutas e verduras que possuem caroços, folhas e cascas toxicas para os cães.
Reprodução/ PxHere
As cerejas entram na lista de frutas e verduras que possuem caroços, folhas e cascas toxicas para os cães.


Apesar de deliciosa, a cereja pode trazer grandes riscos para o pet! O problema não está na fruta, que pode ter sua parte carnosa ingerida pelo animal, mas em sua planta, caroços e casca. Elas contém cianeto, que pode causar insuficiência respiratória e até a morte do cão!

O caroço do damasco apresenta o mesmo problema, então muito cuidado se o animal for dividir o ambiente com esse tipo de frutas.

7. Cebola e alho

Evite dar grandes quantidades de cebola e alho para o seu cão.
Reprodução/ Pixabay
Evite dar grandes quantidades de cebola e alho para o seu cão.


Muito comum na mesa dos brasileiros,  a cebola e o alho (assim como outros alimentos da família, como o alho-poró e a cebola roxa) são perigosos para os cachorros se forem consumidos em dose alta ou com muita frequência. Isso se dá pela presença do tiossulfato, substância presente nos alimentos e que é capaz de destruir os glóbulos vermelhos do sangue dos animais.

Sintomas como letargia, taquicardia, hiperventilação, gengivas pálidas e, em casos graves, colapso respiratório podem aparecer.

8. Uvas passas

Uvas passas podem dar insuficiência renal em cachorros.
Reprodução/ Pixabay
Uvas passas podem dar insuficiência renal em cachorros.


Assim como a groselha, as uvas passas podem causar muitos danos internos no cão. A informação foi confirmada em 2014 pelo centro de controle de veneno ASPCA, mas até hoje a substância presente na fruta que faz tão mal aos bichinhos ainda não foi descoberta. 

O principal efeito do consumo por parte dos cachorros é uma insuficiência renal irreversível.

Leia mais:  Saiba tudo sobre intoxicação em cães

Não baseie toda a dieta do animal em frutas e verduras, eles precisam de carnes, proteínas presentes nas rações próprias. Antes de introduzir qualquer outro alimento no cardápio do cão, consulte um veterinário. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.