Tamanho do texto

Apesar de econômica, essa forma de expor a ração pode trazer riscos à saúde do pet

Um dos componentes principais da saúde do pet é a alimentação. O  tipo de ração oferecida ao animal e sua qualidade são fundamentais e a marca deve ser escolhida a dedo ou recomendada pelo veterinário. Uma das formas de vender comida para pets é a ração a granel, uma maneira de comprar grandes sacos de uma vez, de modo mais "econômico".

A ração a granel pode trazer riscos à saúde do pet e prejudicar a alimentação dele
Reprodução/ Shutterstock
A ração a granel pode trazer riscos à saúde do pet e prejudicar a alimentação dele

Apesar do alimento para animais de estimação ter um preço elevado, esse é um suprimento básico para eles. Se o objetivo é gastar menos dinheiro ou reduzir às idas ao mercado pet, há outras  formas de economizar sem necessariamente envolver os hábitos principais do animal.  Até porque, a ração a granel acarreta ou aumenta as chances do cão desenvolver problemas de saúde. Confira alguns motivos para evitar a compra desse tipo de comida, vendida fora da embalagem, armazenados em sacolas plásticas comuns e pesados por quilo. 

Armazenamento da ração

Esse tipo de alimento fica totalmente exposto o dia todo e sujeito a corpos estranhos e agentes infecciosos, assim como baratas e ratos podem entrar em contato. Ao longo do tempo é possível acumular fungos e formar várias colônias, não vistas sem o uso de microscópio.

Além disso, a incidência constante do sol ou umidade degradam a comida e ajuda ainda mais na proliferação de microrganismos. E é importante lembrar que  os ratos transmitem uma séria doença, a leptospirose canina .

A ração a granel tem baixa qualidade e não apresenta informações importantes
Reprodução/ Shutterstock
A ração a granel tem baixa qualidade e não apresenta informações importantes

Falta de informações básicas

Ao comprar uma ração sem rótulo, marca e principalmente sem embalagem, o tutor fica alheio com relação a informações importantes. Por exemplo, as que vem na parte de trás do pacote, responsáveis por mostrar a quantidade de comida diária adequada para o peso e a necessidade calórica de cada cão, além da composição daquele alimento. Além disso, o tutor teria acesso à data de validade.

Qualidade

A ração a granel não é das mais nutritivas e sua qualidade costuma ser baixa. O mais comum é o proprietário tirar da embalagem as comidas vencidas e expor fora do saco, de forma a não só prejudicar a saúde do animal, como também fica menos saborosa e o contato com o ambiente externo a deixa menos crocante. 

O barato sai caro

Em momentos de dificuldade financeira, o ideal é realmente o tutor buscar alternativas para diminuir os gastos com o pet. Porém, ao se comprar esse tipo de ração pode-se levar o cachorro a problemas de saúde muito mais custosos e visitas constantes ao veterinário. Afinal, uma alimentação prejudicada, a longo prazo, encurta a vida do pet e piora sua qualidade de vida.

Portanto, cuidado ao optar pela ração a granel e se possível procure produtos fechados e devidamente embalados, em condições de ser consumido e com a data de validade em dia. 

+Aprenda a armazenar corretamente a ração de cachorro

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.