Tamanho do texto

A separação precoce provoca sérios problemas psicológicos e comportamentais no cachorrinho

Quando uma fêmea engravida, o mais provável é que suas crias sejam adotadas por diferentes pessoas. Contudo, eles não podem ser separados da mãe até certo período e é comum os donos terem dúvida de quando devem colocar o filhote para adoção. 

Leia também: As fases e cuidados da gestação canina

O ideal é esperar o bichinho ter, pelo menos, dois meses de vida. Se você colocar o filhote para adoção antes de 60 dias, causará graves problemas psicológicos nele. A separação precoce deve ser evitada a todo custo se deseja que o pet tenha uma vida agradável. Caso contrário, o lindo filhotinho se tornará um estorvo na nova família, podendo ser abandonado e até mesmo sacrificado. 

Problemas causados pela separação precoce

É importante desconfiar de criadores que oferecem filhotes com menos de 60 dias. Com certeza não é alguém sério e responsável, além de não saber sobre assuntos caninos
reprodução shutterstock
É importante desconfiar de criadores que oferecem filhotes com menos de 60 dias. Com certeza não é alguém sério e responsável, além de não saber sobre assuntos caninos

Quando um animal é separado da mãe muito cedo, diversos problemas comportamentais e psicológicos são desenvolvidos. O primeiro deles é uma característica antissocial, ou seja, tem dificuldades para se relacionar com pessoas e outros bichos. 

Isso acontece porque o filhote não teve tempo de aprender com a mãe a conviver com seus irmãos. Nesses primeiros dias é quando entendem a importância dos relacionamentos, como viver em sociedade e a respeitar seus semelhantes. O amor, o cuidado e o zelo da fêmea é o que tornará o pet mais sociável.

Leia também: A mudança de comportamento e os cuidados necessários com uma cadela no cio

Isso irá refletir fortemente no futuro, quando o cachorro for adulto e precisar interagir com outros bichos. Inclusive, a falta de socialização influencia no momento da reprodução. Quando um pet não sabe se relacionar, terá muitas dificuldades para encontrar um (a) parceiro (a).

O ideal é esperar o bichinho ter, pelo menos, dois meses de vida. Se você colocar o filhote para adoção antes de 60 dias, causará graves problemas psicológicos nele
reprodução shutterstock
O ideal é esperar o bichinho ter, pelo menos, dois meses de vida. Se você colocar o filhote para adoção antes de 60 dias, causará graves problemas psicológicos nele

Outro problema que a separação precoce causa é dificuldade no adestramento. Cachorros que passam por isso tendem a ser menos atenciosos e dispersos. Essa falta de atenção se torna um problema durante os treinos, já que peludos desatenciosos têm dificuldades para absorver o que está sendo ensinado. 

Fora isso, falta de disciplina, agressividade, desobediência e teimosia são alguns dos problemas de conduta que filhotes adquiridos cedo terão. A melhor forma de evitar isso é adotando apenas após os dois meses de vida. As pessoas podem não enxergar, mas cada tempo que a mãe passa ao lado dos filhotes é um ensinamento para a vida e deve ser respeitado. 

Leia também: Saiba como cuidar de filhotes de cachorro recém-nascidos

É importante desconfiar de criadores que oferecem filhotes com menos de 60 dias. Com certeza não é alguém sério e responsável, além de não saber sobre assuntos caninos básicos. Infelizmente, a maioria das pessoas coloca o filhote para adoção antes do tempo ideal, apenas para se livrar do trabalho que uma ninhada dá. Evite adotar de locais assim e procure canis confiáveis. 

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.