Tamanho do texto

Calopsitas ariscas são assim por não confiarem e terem medo de humanos. É essencial que o espaço do bicho seja respeitado

Muitos animais que cresceram em gaiolas ou nunca tiveram um contato constante com humanos tendem a ficar ariscos. Com as calopsitas isso não é diferente! Um exemplar com essas características costuma ser estressado, evitar proximidade ou contato com pessoes, bicar e piar execessivamente. Felizmente é possível amansar o bichinho!

Leia mais:  Calopsita: todas as características da ave e os cuidados necessários

Um dos erros mais comuns de pessoas que tentam amansar uma calopsita é assumir que o animal está bravo, o que não é verdade. A ave é arisca por ter medo e não confiar em seres humanos. Essa situação piora com animais já adultos, que se mostram mais difíceis de serem socializados. Nesses casos é preciso ter muita paciência e, acima de tudo, amor. Confira algumas dicas. 

As calopsitas adultas são mais difíceis de se amansar.
Reprodução/ Shutterstock
As calopsitas adultas são mais difíceis de se amansar.


Não tente segurar o animal

Tentar segurar a calopsita só a deixará mais estressada - além de te render algumas bicadas. Em hipótese alguma tente fazer uso de lenços ou toalhas para pegar o animal, apesar de amenizar a dor das bicadas isso pode acabar machucando a ave.  O pet está em uma situação de "vencer o medo" e uma aproximação forçada só aumentará a sua desconfiança. 

Prepare o ambiente

Coloque a gaiola do pássaro em um ambiente quieto e sem muita movimentação. Qualquer susto é capaz de o deixar ainda mais arisco e arredio. Preferencialmente escolha um lugar que você vá para descansar e que a ave consiga manter contato visual sem muita interferência externa. 

Amarre algumas fitas na gaiola, de modo que elas se balancem conforme o vento bate. Assim, a calopsita não se assustará tanto com os seus movimentos. No momento da alimentação, dê preferência por alimentos que caibam entre as frestas do equipamento (como sementes de girassol), de modo que você possa dar diretamente para o animal sem precisar abrir o compartimento. 

Outra dica valiosa é conversar lentamente com o pássaro, de modo que ele se acostume e reconheça a sua voz. 

Veja também:  Saiba como aparar as asas de uma calopsita corretamente

Tente se aproximar

Aos poucos você irá começar a ganhar a confiança do pet. Quando sentir que ele está mais à vontade comece a fazer carinho enquanto o alimenta.

Conforme o contato físico for ficando mais natural é possível partir para o próximo passo: segurar o pet. Quando for trocar a água ou comida do bichinho, experimente colocar a mão próxima aos pés da ave e observe se ela irá subir no seu dedo ou ficar nervosa. Não se preocupe se inicialmente essa aproximação não der certo, continue tentando e uma hora a calopsita acabará cedendo.

Conseguir segurar a calopsita é um passo importante no processo de amansar o animal.
Reprodução/ Shutterstock
Conseguir segurar a calopsita é um passo importante no processo de amansar o animal.


Em seguida tente se locomover com ela no ambiente. Isso pode ser feito com o animal no seu dedo ou ombro. Mas cuidado, só faça esse procedimento em ambientes totalmente seguros e longe de ventiladores de teto, portas e janelas abertas, fogões acesos ou qualquer outro objeto que possa feri-lo. 

É fácil amansar uma calopsita?

Como já foi dito, é provável que você vá levar algumas bicadas - que algumas vezes podem até tirar sangue -, mas é preciso manter a paciência. Gritar e xingar só irá piorar a situação.

Leia mais:  Conheça 5 curiosidades sobre as calopsitas

Amansar o pet pode levar algumas semanas, mas persista. Calopsitas são animais muito amorosos e todo o carinho e atenção que você dedicar a ela durante esse processo será retribuído pelo pet posteriormente. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.