Tamanho do texto

Uma das principais medidas é tornar a casa um local atraente para o gato, assim a rua deixará de ser tão interessante

Brasil Econômico

Muitos donos de gatos não costumam se preocupar quando o bichano foge por algumas horas. Essa é uma atitude natural por parte dos animais, que gostam de ir à rua para namorar, caçar, fazer suas necessidades ou simplesmente passear por lugares diferentes. Mas, apesar de eles serem conhecidos por saberem o caminho de volta para casa, a rua não é o lugar adequado para os pets, que podem passar por uma série de riscos. 

Leia mais:  Cachorro de Sthefany Brito desaparece de hotelzinho e é encontrado morto

O gato que foge está suscetível a várias doenças, como a rinotraqueite, a clamidiose (uma bactéria que causa a conjutivite), viroses, exposição a parasitas e sarnas. O contato não supervisionado com outros animais também pode trazer problemas para o bichano - os felinos são animais territorialistas e costumam brigar. Diferentemente de cães, os gatos não tem consciência de como atravessar a rua e atropelamentos também podem acontecer. 

Um gato, quando foge, não tem a noção de como atravessar a rua e pode sofrer atropelamentos.
Reprodução/ Shutterstock
Um gato, quando foge, não tem a noção de como atravessar a rua e pode sofrer atropelamentos.


Portanto, o mais recomendável para gatos domésticos é que eles permaneçam dentro de casa. Mas tornar o animal caseiro pode não ser uma tarefa tão fácil, visto que a independência dos bichanos os tornam mais resistentes ao adestramento.

Veja também:  O cachorro perdido escapou da coleira? Saiba como pegá-lo de volta

Como tornar o gato mais caseiro?

Ao contrário do que muitas pessoas acreditam, os gatos podem ser felizes se mantidos dentro de casa. Mas isso precisa ser feito da maneira correta.

Faça-o querer ficar dentro de casa

É preciso que o pet realmente queira ficar dentro de casa e o único jeito de fazer isso é tornando o ambiente atraente para ele. Os gatos gostam de ver tudo do alto, então é uma boa ideia instalar prateleiras altas para que ele possa escalar.  Brinquedos que estimulem a caça (como ratinhos de plástico e lasers) e arranhadores também vão ajudar a entreter o pet. 

Um gato também foge para caçar, então é importante ter brinquedos que reproduzam essa atividade em casa.
Reprodução/ Shutterstock
Um gato também foge para caçar, então é importante ter brinquedos que reproduzam essa atividade em casa.


Castração

Além de evitar gestações indesejadas e evitar doenças, a castração torna o seu pet mais doméstico. Isso se dá por conta que a redução do metabolismo e as mudanças hormonais ocorrida após o procedimento deixam o animal mais calmo, coisa que também pode evitar que ele destrua os móveis da casa. 

A necessidade de encontrar uma parceria para acasalar também vai acabar, motivando o gatinho a ficar em casa. 

Feche as saídas

O animal não vai se acostumar a ficar dentro de casa se sair ainda for uma opção. Se possível, feche todos os possíveis buracos e locais que o gato possa usar para fugir. Usar telas nas janelas é obrigatório para quem mora em apartamentos, pois, ao contrário da crença popular, os gatos podem sim se machucar após pular de alturas elevadas. 

Também procure dificultar a saída do pet pelas portas da casa. 

Tome precauções

Ainda vai existir a possibilidade do animal escapulir algumas vezes. Por conta disso é preciso tomar todas a precauções necessárias para garantir a segurança do bichinho. Mantenha todas as vacinas em dia para evitar a contração de doenças e o faça usar uma coleira com as suas informações de contato. 

Leia mais:  Cão se sente solitário e foge para abraçar seu melhor amigo

Se o seu gato foge muito, tome todas essas medidas imediatamente! Isso ajudará a prevenir doenças e melhorar a saúde do animal. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.