Tamanho do texto

Com algumas dicas, talvez não seja tão difícil resgatar o cãozinho

Durante um passeio tranquilo, não é impossível o cachorrinho se soltar da coleira e sair correndo para longe de seu tutor. As provas de que isso acontece com certa frequência nas cidades são aqueles cartazes anunciando os dados e uma foto do cachorro perdido. Na maioria das vezes o discurso é o mesmo: ele estava andando normalmente, quando se perdeu do tutor e deixou a coleira para trás.

+E se seu pet fugir? Use a placa de identificação para protegê-lo

Cachorro perdido porque fugiu da coleira? Siga algumas dicas e saiba como pegá-lo de volta
Reprodução/ Redes Sociais
Cachorro perdido porque fugiu da coleira? Siga algumas dicas e saiba como pegá-lo de volta


Os cães costumam correr muito rápido e se o tutor bobear por alguns segundos, às vezes o pet já desapareceu sem que ele percebesse. Por isso, é sempre válido lembrar da importância da guia e da placa de identificação para proteger o animal. Afinal, nunca se sabe se o pet se tornará um cachorro perdido

Um dos maiores desafios quando o animal de estimação foge é encontrá-lo com facilidade ou, pior ainda, saber que ele está na sua frente e não poder pegá-lo. Normalmente, quanto mais se vai atrás do bichinho para capturá-lo, mais ele corre, porque acha que é pura brincadeira do tutor - ou também o faz por teimosia.

via GIPHY


+Dicas para levar seu cachorro no carro com segurança

Corra para o lado oposto e o cachorro irá atrás de você

Os cães consideram que se há alguém correndo atrás deles é algum tipo de brincadeira e o tutor simplesmente não irá alcançar seu bichinho. Os animais se sentem em uma aventura e a tendência é que eles corram sempre mais, em uma velocidade inalcançável. Por isso, quando quiser pegar o pet, o mais indicado é correr na outra direção, para que ele persiga a pessoa.

O cão fica curioso e estranha o comportamento diferente do humano. É nessa hora que ele sai correndo atrás do tutor e fica mais fácil de capturá-lo. Pode ser até que ele siga a pessoa até o local de moradia ou o carro, já que eles normalmente reconhecem.

asahsaus
Reprodução/ Redes Sociais
asahsaus


Evite correr e fique parado em um canto

Essa ideia também pode funcionar. Principalmente, se o tutor, além de parado, ficar recuado e enrolado como uma bola no chão. Isso também atiça a curiosidade dele, especialmente por causa das mãos na cabeça, que diminuem a sensação de perigo e ameaça no pet. Além disso, deitar também pode ajudar a chamar atenção do cachorro. É provável que eles verifiquem quem é a pessoa e percebam o tutor por meio do cheiro. Esse é o momento perfeito para agarrá-lo.

+8 atitudes do tutor que todo cão odeia

via GIPHY

Outra possibilidade é sentar de costas para o pet ou sentar de forma a ficar na lateral dele e apenas esperar que ele note o tutor. É normal que os cães também fiquem intrigados com essa posição e aproximem-se. Esse jeito de sentar também parece menos ameaçador e o cão se sentirá mais livre para abordar a pessoa. Apesar de não ser muito indicado para a educação do pet, guloseimas podem ajudar a atrair o cachorro. 

+Algumas dicas podem te ajudar a escolher um passeador de cães

Convide o cão para passear

Essa técnica é mais restrita às pessoas que têm carro. Normalmente cães associam o veículo à ideia de passeio, então abrir a porta do automóvel e chamar o pet para passear pode ser uma boa alternativa. Pode até parecer um pensamento bobo, mas vários cachorros cairiam nessa pegadinha, principalmente ao ouvir palavras como "vamos!" ou "sair". 

via GIPHY


Esses métodos não podem garantir que o cão volte para o tutor ou para casa são e salvo, mas podem ajudar bastante na hora de recuperá-lo. Além disso, a inteligência nesse caso é lutar contra o instinto de persegui-lo e fazer algo que fuja do que o cachorro perdido espera. 

+Dicas para comprar coleiras personalizadas para o seu pet

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.