É importante celebrar a vida dos pets
Reprodução/Pixabay
É importante celebrar a vida dos pets

É cada vez mais comum que os tutores queiram realizar festas para celebrar a vida de seus tão amados bichinhos de estimação, ou filhos de quatro patas. E não são apenas os pais de pet que têm interesse em partilhar desses momentos especiais com seus peludos.

O mercado voltado para o segmento também vem crescendo de maneira significativa nos últimos anos. Segundo uma pesquisa realizada pela Comac (Comissão de Animais de Companhia), a tendência é que o mercado pet movimente cerca de US$ 350 bilhões até 2027, um aumento de 50% no faturamento de 2020.

Essas festas abriram todo um novo ramo, voltado para os animais de estimação e seus tutores, trazendo novas ideias e oportunidades para quem deseja empreender no ramo e proporcionar momentos memoráveis para todos.

Para quem organiza

Assim como as pessoas, os cães também comemoram com seus amigos peludos
Reprodução/Instagram/yumeatelie
Assim como as pessoas, os cães também comemoram com seus amigos peludos

Para Cris Watanabe , proprietária de um ateliê voltado para organização de festas pet, o mercado apontou boas melhoras do último ano para cá. Inaugurado em 2020, com a proposta de trazer algo mais do que um simples bolo de “auniversário”, ela oferece um espaço em que os pets possam correr e se divertir com seus “aumigos”, e que os convidados (dos tutores) também possam se divertir.

Cris conta que, a princípio, o negócio foi fraco, por ser uma ideia diferente e também pela pandemia, além de se tratar de um cachorródromo recém inaugurado, contudo tudo foi melhorando. “Tem muito mais pessoas interessadas no serviço. A agenda está cheia até junho, por exemplo, quase todas as datas estão reservadas e já contam com reservas até novembro”, explica. São realizadas apenas uma festa por dia para que os pets aniversariantes possam aproveitar a data a vontade e com toda a segurança para eles e seus tutores.

A questão de segurança é algo que precisa ser muito bem planejada, afinal, alguns animais convivem na mesma casa, contudo, não se pode dizer o mesmo dos convidados. Nenhum alimento (que geralmente são o gatilho para o início de uma briga) é deixado a mostra junto à decoração e os petiscos vão em caixinhas fechadas. Quanto ao bolo, o tutor é quem decide se o parabéns será cantado com um bolo fake ou real. Após o parabéns, o bolo é cortado e servido em marmitinhas personalizadas com o nome do aniversariante e com o tema da festa. Aí cabe ao pai de pet servir o alimento ao cachorro como achar mais seguro.

Os enfeites também são todos pensados para os animais, sendo muito semelhantes aos usados em festas infantis, mas adaptados para a segurança dos cãzinhos, para que não derrubem nada, ou se assustem com balões estourando.

Para pets e tutores

Para os tutores,  Patrícia CamargoThalles Nathan o importante é aproveitar os momentos especiais ao lado de quem se ama.

“A vidinha deles é muito curta e temos de celebrar cada ano que somos privilegiados de ter esses bichinhos ao nosso lado. Além de ser um momento de reunir, mesmo que on-line, pessoas especiais e que desejam o bem para nossos pets”, disse Patrícia.

Você viu?

Para Thalles, festas são sempre importantes para celebrar a vida daqueles que amamos e que nos amam tão incondicionalmente e que tornam os dias mais felizes. “São dias planejando e horas curtindo junto aos ‘AUmigos’ em algum local especial, com comidinhas feitas especialmente para eles”.

Para ambos, organizar as festas é um prazer especial, mas também gostam e acham importante prestigiar o trabalho de quem se dedica a dar o melhor para os pets e que, além de tudo, traz muito mais segurança para que possam receber os convidados, que levam seus pets.

Os tutores também notaram que o mercado vem melhorando e sendo mais aceito pelas pessoas, que hoje não enxergam as festas para os animais com tanta estranheza. “O crescimento realmente é absurdo. A cada dia que passa as comemorações para os pets se tornam mais comuns. Após a pandemia, as famílias têm buscado alternativas seguras para comemorar, como lives e festas mais restritivas com pequeno número de convidados, mas nunca deixam a data passar em branco”, conta Thalles.

E Patrícia também vê essa diferença em outros ramos. “Hoje em dia outros segmentos abriram o leque para o nicho pet, como fotógrafos, empresas de decoração e espaços para eventos, por exemplo”. Para ela esses serviços são essenciais, e considera importante que empresários abram os olhos para as novas tendências e surpreendam com novidades de um nicho que, apesar de tudo, ainda não é tão explorado.

“Os serviços nos permitem realizar comemorações mais especiais, contando com uma rede de apoio e nos tranquilizando na qualidade que vamos entregar para os nossos convidados”, ressalta Thalles.

Confraternização

As festas não servem apenas para agradar aos pets, mas também são uma ótima forma de reencontrar amigos e conhecer novas pessoas. Nas redes sociais são comuns os “petinfluencers”, que atraem muito o público que ama os animais de estimação e acabam se inspirando para festejar com seus próprios bichinhos.

Para os influenciadores, não era tão comum ver fotos de comemorações nas redes sociais, que não pensavam na possibilidade ou tinham receio de julgamentos. Hoje, além de perderem esse medo, as festas para os cãezinhos também é um ótimo meio de confraternização entre os amantes dos animais.

“Nossos pets nos trazem novas amizades e, após conhecer esse mundo pet, o meu ciclo de amizades foi completamente renovado. Hoje, acredito que o amor pelos animais seja um fator definitivo para manter um vínculo de amizade”, acredita Thalles.

“Isso acontece demais! Um novo ciclo de amizade surge pelos nossos pets. Por causa deles, conhecemos pessoas incríveis e fazemos questão de nos reunir. Os pets se divertem quando se encontram e a gente coloca o papo em dia”, afirma Patrícia.

Durante a pandemia

Como a atual situação não permite esse tipo de evento ou restringe muito o número de pessoas que podem aproveitá-las, alguns tutores realizam as festas por meio de lives, como o caso de Patrícia, que em abril fez a festa de sua pet em uma live no Instagram, que contou com 200 pessoas on-line, que participaram de uma série de sorteios e se encantaram com os cãezinhos.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários