Historias e curiosidades sobre tosa em cães e gatos
Pixabay
Historias e curiosidades sobre tosa em cães e gatos

Para os tutores, tosar os pets é algo comum, ainda mais nas épocas de calor. Apesar de realmente parecer que a tosa vai melhorar o calor do pet, retirar os pelos nem sempre é necessário e pode não ser o melhor a fazer. Tosa em gatos é menos comum, mas também necessária em casos específicos, como higiene de gatos mais peludos.

Existem muitos mitos e histórias curiosas sobre a profissão do tosador e Melissa Delgado, profissional do ramo, conta alguns dos mitos e verdades sobre a tosa nos pets, além de algumas curiosidades que envolvem seu trabalho.

Tosar o cachorro faz o pelo crescer mais rápido?

Mito! Tosar não influencia em nada nesse quesito. A tosa é um ato higiênico, prevenindo nós nos pelos nos animais, que podem acumular sujeira e umidade, que também podem trazer doenças de pele para o animal.

Tosa é só estética?

Mito! Tosa é um cuidado, assim como o banho. São essenciais para a saúde do animal. Alguns animais possuem problemas de pele e ela auxilia nesses cuidados. A tosa higiênica em cães é muito mais comum do que em gatos, poucos tutores pedem para cortar os pelos de seus pets felinos. Os que costumam fazer este tipo de solicitação são os que têm gatos de pelos mais longos, como os persas.

Tosa faz diminuir a queda de pelo?

Mito! A tosa higiênica nada tem a ver com isso, consiste em tosar as patinhas e a barriga dos bichanos. O que ajuda a diminuir a queda de pelos é a escovação  adequada desses animais, com escovas de cerdas macias que retiram os pelos mortos e ainda criam um laço afetivo maior entre pet e tutor.

Lâmina ou tesoura?

A pele dos felinos é muito mais sensível que a dos cães, tosar com lâmina, mesmo que com adaptadores, não é o indicado. Os tosadores preferem o uso de tesouras.

É mais difícil tosar gatos?

Sim! A dificuldade em tosar gatos é maior, mas se engana quem pensa que é pelo perigo de sofrer arranhões pelas garras dos felinos. Os gatos são animais que se estressam com mais facilidade e, com isso, pode acabar hiperventilando, o que exige mais paciência por parte do tosador.

Seja na tesoura ou na tosa higiênica, o tosador precisa tomar cuidado ao primeiro sinal de hiperventilação. Os gatos colocam a língua para fora, como é comum para os cães e a primeira coisa que o tosador deve fazer é interromper o processo e deixar que o bichano se acalme, para não levar a problemas mais sérios.

Tosar a barriga dos gatos arranca os mamilos do animal?

Por mais absurdo que possa parecer, existe esse mito. Melissa conta que uma tutora já acusou uma das tosadoras de arrancar as tetinas de sua gata com a máquina de tosar. Ao verificar, Melissa notou que as tetinhas da gata estavam invertidas. Às vezes, pode acontecer de os mamilos irem para dentro, mas nada que não se de um jeito com certa facilidade.

Preciso tosar o pet no calor?

Não há necessidade de tosar o pet no calor, a pelagem, seja nos cães ou nos gatos, atuam como uma proteção térmica para o animal. O tutor estar com calor, não significa que o pet também esteja. Os pelos protegem os animais do excesso de calor e tosar pode apenas tirar essa proteção natural dos animais. Mas nada impede de aparar os pelos por questões de higiene. É claro que isso não é desculpa para deixar o animal com excesso de pelos.

Bolas de pelo

Verdade: é comum que o tutor nunca tenha visto seu gato cuspir bolas de pelo, pois os gatos consideram uma espécie de fraqueza. Portanto, ele dificilmente fará isso na frente de seus tutores. No processo de se lamber, os gatos ingerem uma certa quantidade de pelo que não é digerido pelo organismo, e colocado para fora pelo animal.

Pode tosar o rabo do gato?

Não! Não se tosa rabo de gato. Pode ser aparado com a tesoura, mas jamais tosado. O rabo é uma parte muito sensível do gato, alguns animais podem ter, inclusive, alergia à lâmina da máquina.

Tosar a cabeça do gato, pode?

Gato
Pixabay
Gato

Jamais! Nunca tose a cabeça de um gato com a máquina. Além de ser um local muito sensível, principalmente devido aos seus bigodes, que possuem diversas funções fundamentais para a vida dos felinos e jamais devem ser cortados. Gatos que têm o rabo completamente tosado podem começar a se automutilar, perseguindo e mordendo o próprio rabo.

Deve-se dar calmante para acalmar o pet na hora da tosa?

Em hipótese alguma. O ideal é que o tosador tente criar um laço de confiança com o animal, inclusive conversando com o animal. Cães idosos requerem um nível ainda maior de cuidado. Os cães mostram como se sentem por meio de mensagens corporais e medicamentos com calmantes retiram essa sensação dos pets. Remédios para os pets, somente com indicação do veterinário.

Os sentimentos do tosador afetam o pet

Sim. Um profissional nervoso pode deixar o pet com o mesmo sentimento. O que prejudica o trabalho, o tosador deve passar tranquilidade ao animal! Além disso, ajuda na relação de confiança entre ambos.

Tosar filhotes dá mais trabalho?

Filhotes de cães são bastante curiosos e querem brincar com tudo
Unsplash/ Hanna Grace
Filhotes de cães são bastante curiosos e querem brincar com tudo


Sim! Os filhotes estão menos acostumados ao processo, ficam curiosos, assustados ou querem brincar com a tesoura, ou com a máquina de tosa. É preciso ter paciência e cuidado para não machucar o animal.

Focinheira ajuda?

Não. O tosador profissional é treinado para conter o animal sem machucá-lo. A focinheira pode estressar o animal e prejudicar a relação de confiança entre o animal e o tosador. O ideal é que o tutor esteja atento ao trabalho do profissional, para que tudo ocorra bem, mas sem interferir. A menos que note que há algo de estranho.

Existem raças mais perigosas para a tosa?

É mito. Muitos acreditam que o Chow Chow é uma das raças mais perigosas para a tosa, por exemplo. A raça, como muitas outras, é temperamental e exige certo cuidado por parte do tosador, mas, além da raça, muito depende da criação do animal.

Você viu?



    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários