Caixas de papelão podem servir de esconderijos e brinquedos para os gatos
shutterstock
Caixas de papelão podem servir de esconderijos e brinquedos para os gatos

Os gatos possuem hábitos bastante curiosos e são muito inteligentes. Estudos comprovam que os bichanos conseguem perceber muito bem contornos, enxergar movimentos rápidos e reconhecer seus próprios nomes. Algo que todo dono de gato já notou é que os felinos amam uma caixa de papelão – quem nunca pagou caro em um mimo pro gato e o que ele curtiu mesmo foi a caixa que veio o produto?

O estudo chamado " If I fits I sits " (Se eu me encaixar, eu sento), realizado pela Universidade da Cidade de Nova Iorque (City University of New York) mostrou que os gatos gostam mesmo de caixas, mesmo aquelas que sequer existem de verdade. O estudo foi um projeto cientifico cidadão realizado durante a pandemia. Isso significa que pessoas que não são diretamente relacionadas à ciência puderam se inscrever para participar de suas casas. 500 pessoas se inscreveram para participar da pesquisa, mas apenas 30 seguiram todos os passos até o fim.

Os pais de gatinhos precisavam realizar alguns testes com quadrados de papel. Um deles consistia em colocar um quadrado de Kanizsa no chão. Essa estrutura possui quatro formas parecidas com um Pac-Man (popular jogo de videogame produzido pela Namco) que passam a ilusão de um quadrado. Os pesquisadores também utilizaram um quadrado completo de papel e um controle kanizsa desalinhado (Kanizsa consiste em uma forma de ilusão de ótica para que o observador entenda uma forma geométrica sem que ela de fato tenha sido desenhada, usado em tratamentos psicológicos).

A pesquisa mostrou que, geralmente, os gatos preferem se acomodar no centro dos quadrados de kanizsa ou dos completos. Indicando que esses felinos podem ter uma percepção complexa de contornos e de imaginação de formas, segundo os autores do estudo.

Você viu?

Os tutores filmaram a resposta dos gatos sob condições razoavelmente controladas para não influenciar nas escolhas dos pets. “Os gatos neste estudo permaneceram ou sentaram no Kanizsa e nos estímulos do quadrado com mais frequência do que o controle do Kanizsa, revelando suscetibilidade a contornos ilusórios e apoiando nossa hipótese de que os gatos tratam um quadrado ilusório como tratam um quadrado real”, concluíram eles.

Apesar de não ser um resultado definitivo, com apenas 30 participantes chegando até a fase final do estudo, os pesquisadores puderam tirar algumas boas conclusões disso tudo. Como o fato de que os gatos conseguem, assim como nós humanos, identificar contornos, mesmo que imaginário. 

Nem todos os gatos são iguais, como mostra essa gatinha chatada Etta
Reprodução/Twitter/@OrsettiTeal
Nem todos os gatos são iguais, como mostra essa gatinha chatada Etta

O estudo nem sempre funciona, o usuário do Twitter relatou a experiência com sua gata: "Eu tentei marcar um quadrado no chão com fita adesiva para testá-la. Aqui está a reação da minha gata Etta: 'Que besteira é essa? Por que você está perdendo tempo com quadrados de fita adesiva quando poderia estar me servindo o jantar?'".


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários