Guia de Bichos
Siamês - undefined

Siamês

  • Nome no Brasil: Siamês
  • País de origem: Tailândia
  • Preço médio: entre R$ 800 e R$ 1 mil
  • Tipo de pelo: Curto

Tudo sobre Siamês

Porte: médio
Área de criação: pequena
Energia: alta
Temperamento: dócil

Descrição

  • Porte: médio
  • Área de criação: precisa de exercícios físicos regulares, mas vive bem em apartamentos
  • Energia numa escala de 1 a 5: 4
  • Tipo de pelo: curto, fino, brilhante e elegante
  • Temperamento: gracioso, inteligente, exigente, leal e sociável
  • Expectativa de vida: 11 a 15 anos
  • Peso: 2 a 6 Kg
Este é um gato de médio porte. Ele tem pernas longas e as orelhas mais pequenas. A pelagem é curta e grossa. Em relação a cor, o Siamês pode vir em Seal (preto), chocolate (marrom), azul acinzentado e lilás (diluição do chocolate), além das cores reconhecidas pela TICA: lince e “casco de tartaruga”. Os olhos normalmente têm a cor azul-safira e possuem uma inclinação. 

Uma das mais populares e antigas raças de gatos domésticos, o gato Siamês surgiu em Siam (atual Tailândia) como companheiro da realeza. Uma das primeiras descrições da raça aparece no Poema do Livro de Gatos, manuscrito datado entre 1350 e 1767 na cidade de Ayudha. As ilustrações mostram gatos de corpos e pernas finas e casacos de cor pálida, com coloração mais escura nas orelhas, cauda e patas.

A chegada do gato Siamês à Grã-Bretanha foi documentada em 1884, quando dois gatos foram dados à irmã do general cônsul britânico em Banquecoque. Esses gatos foram exibidos no ano seguinte em Londres, mas documentos de 1871 mostram que gatos siameses também foram exibidos nessa época em um show de gatos, onde foram descritos como um “um pesadelo, um tipo de gato incomum”. Na época, o Siamês era conhecido pelos olhos cruzados e cauda torcida. 

O primeiro gato Siamês a chegar aos EUA, acredita-se, morava na Casa Branca. Mas em 1890 o rei de Siam presentou um amigo americano com um exemplar da raça, e foi por volta do início do século XX que os siameses começaram a aparecer nos shows de gatos americanos. Daí para o sucesso e a popularidade foi um pulo.

Características

Esta raça é inteligente, altamente sociável, e procura fazer parte das atividades diárias de seus donos. Gosta de miar bastante para chamar atenção e adora desfrutar da interação com adultos, crianças e cães. Ele também adora um bom afago.
  • Longo e elegante, com corpo angular em todos os sentidos; corpo esbelto e leve, mas musculoso
  • Cabeça longa e afunilada do ponto estreito do nariz para fora até as pontas das orelhas, formando um triângulo
  • Olhos amendoados expressivos, de tamanho médio e azul profundo; inseridos em uma inclinação oriental exclusiva do grupo dessa raça
  • Grandes orelhas triangulares 
  • Pernas longas, finas e bem anguladas, sendo as traseiras maiores que as dianteiras
  • Patas ovais e pequenas
  • Cauda longa, fina e cônica
  • A pelagem do corpo pode ser branca, creme ou castanho claro; focinho, cauda, orelhas e patas são castanho muito escuro e raramente azul ou lilás

Cuidados básico

Todas as raças de gato devem ser escovadas regularmente. Tal prática favorece a limpeza da pelagem, além de prevenir a ingestão de pelos quando o animal se lambe. Conhecidos por sua higiene, gatos se limpam constantemente e isso dispensa banhos frequentes. Bigodes e unhas não devem ser cortados, pois são defesas naturais do animal.

As caixas de areia devem ser limpas diariamente, evitando que o animal escolha outros lugares para fazer suas necessidades. 

É uma boa ideia ter dois gatos siameses dentro de casa para que eles ofereçam companhia mútua. Essa raça é muito atlética, ágil e adora brincar, por isso mantenha seu cérebro ativo com brinquedos e jogos para gatos e pratique exercícios com jogos de busca e escalada. 

Mantenha sempre alguma forma de entretenimento à disposição do seu Siamês quando sair de casa, pois ele pode ser destrutivo se ficar entediado. É melhor se acostumar com rolos de papel higiênico espalhados e rasgados.

Apesar de enérgico, evite sair com seu gato na rua para evitar riscos como roubos e acidentes com carros.  

Os siameses podem ser geneticamente predispostos a problemas como gengivite e amiloidose, além de doenças hepáticas.  Os dentes devem ser escovados pelo menos duas vezes na semana e as unhas devem ser cortadas a cada 15 dias.

Saúde


No geral, siameses são saudáveis e apresentam poucos problemas de saúde ao longo da vida. As doenças que podem atingir a raça são, em especial, respiratórias – como asma e doença brônquica – e cardíacas, como estenose aórtica.

O Siamês também pode sofrer de amiloidose, doença provocada pelo depósito da proteína amiloide em órgãos e tecidos celulares do corpo, em especial o fígado, prejudicando a função dos mesmos.

Alimentação

Gatos devem ter acesso constante a um comedouro e a um bebedouro bem
abastecidos. Preferem água corrente e costumam ingerir mais líquido quando tem essa possibilidade, hábito que previne muitas doenças renais. Uma sugestão é deixar uma fonte em algum canto da casa ou acostumar o animal a beber água da torneira quando for aberta.

A quantidade de ração varia de acordo com o peso do animal, sua atividade física e pode ser encontrada nas embalagens. A qualidade da ração é fundamental para a saúde do gato. As do tipo 

Premium e Super Premium são as nutricionalmente balanceadas.

Até os doze meses, o Siamês é considerado filhote. Nesta fase, a quantidade de ração varia de 30 a 40 gramas por dia. O alimento indicado são rações específicas para filhotes.

A partir de um ano o gato é considerado adulto. Deve-se mudar a ração e a quantidade varia de 40 a 80 gramas/dia.

Espaço para criação

O ambiente para o Siamês pode ser qualquer um, desde que haja também a presença constante de pessoas, Este gato adora chamar atenção e brincar com humanos. Um apartamento ou casa, na cidade ou zona rural, será bem vindo para este gato.

Custo de manutenção



Curiosidades

Duas versões muito interessantes buscam explicar as características do Siamês. A primeira aponta que os gatos da raça eram encarregados de proteger um vaso sagrado dentro do templo, e enrolavam suas caudas ao redor do mesmo para isso, além de o encarar com tanta intensidade que seus olhos se cruzaram. 

Outra versão aponta que as torções na cauda foram desenvolvidas porque eles guardavam os anéis das princesas; assim, evitavam que as joias deslizassem.

Por que ter um Gato Siamês em casa? 

Excelentes companheiros para quem se sente solitário, os siameses são ótimos com crianças e outros animais de estimação, além de extremamente apegados com seus tutores. São do tipo que se aconchega no seu colo quando você senta no sofá e deitam na cama ao seu lado durante a noite.
Amorosos, intuitivos e leais, podem passar horas brincando e se entretendo, pois tem muita energia e disposição. Se esses jogos forem com sua família, melhor ainda! Eles adoram ser incluídos nas atividades da casa. São perfeitos para famílias com crianças e que estão sempre em movimento, já que são muito sociáveis.

Por que não ter um Gato Siamês em casa?

Só compre um Siamês se você tem tempo e disposição para ficar com seu gato. Essa raça não gosta de passar longos períodos de tempo sozinha e pode se tornar destrutiva sem companhia. O ideal, inclusive, é que ele tenha a companhia de outro Siamês para se entreter durante o dia.

O gato Siamês é exigente, inteligente e gosta de conversar. Ele vai passar o dia miando com voz barulhenta e raspada ao seu redor para expressar o que sente, em especial se estiver aborrecido. Se você prefere companhia silenciosa, essa raça não é para você.


Conheça outras raças de gatos