Guia de Bichos
Scottish Fold - undefined

Scottish Fold

  • Nome no Brasil: Scotish Fold
  • Nome original: Scottish Fold
  • País de origem: Escócia
  • Preço médio: entre R$ 5 mil e R$ 8 mil
  • Tipo de pelo: Curto

Tudo sobre Scottish Fold

Porte: médio
Área de criação: média
Energia: média
Temperamento: dócil

Descrição

  • Porte: médio
  • Escala de saúde (1 a 5): 3
  • Escala de energia (1 a 5): 3
  • Tipo de pelo: duas variações, de pelo curto e pelo longo. O de pelo curto é denso, parecido com pelúcia, e de textura macia, assim como o de pelo longo; a diferença, além do comprimento, é que o segundo tem pelo mais longo nas coxas superiores e cauda emplumada
  • Temperamento: bem humorado, meigo e brincalhão
  • Expectativa de vida: 11 a 14 anos 
  • Peso: 2,7 a 5,9 kg
Raça de porte médio, com os machos sendo bem maiores do que as fêmeas. A estrutura é robusta, com pernas e pescoço curtos e corpo, cabeça e face arredondadas. Os olhos são grandes. A principal característica desta raça são as orelhas bem curvadas para frente. Os pelos podem tanto ser longos quanto curtos e há animais em quase qualquer cor ou combinação de cores.

Vamos à Escócia dos anos 60 para encontrar as origens do Scottish Fold . William Ross, um pastor que vivia na Escócia, percebeu em 1961 que havia uma gata branca com estranhas orelhas dobradas na fazenda do seu vizinho. Ninguém sabia se ela pertencia a alguma raça específica, apenas que sua mãe era uma gata branca de orelhas retas e normais; o pai era desconhecido, então não se sabe se a orelha era uma mutação genética, se ela era a primeira de sua espécie ou se trazia características do pai.

Quando a gatinha, nomeada de Suzie, teve dois filhotes de orelha dobrada, Ross e sua esposa adquiriram um e o chamaram de Snooks. Decidiram, então, dar início a um programa de criação para estabelecer o Scottish Fold (“dobrado escocês”, em tradução livre). Nos três primeiros anos, foram produzidos 76 filhotes.

A raça começou a ser registrada em 1966 junto a outros entusiastas, mas o Governing Council of the Cat Fancy parou de registrar no início da década de 1970 por preocupações com distúrbios provocados pela dobra na orelha, como infecções, ácaros e surdez. Foi necessário, então, partir para a América.

Quando três dos gatinhos foram enviados ao Dr. Neil Todd em Massachusetts, pesquisador de mutações espontâneas, um deles encontrou seu caminho para a Pensilvânia, nas mãos de Salle Wolfe Peters, principal responsável pelo desenvolvimento da raça.

Características

São animais muito dóceis e calmos, que se adaptam muito bem ao ambiente doméstico e desenvolvem laços duradouros com seus donos. Adoram o contato e receber carinho. Não são animais tímidos e costumam ficar sempre perto dos humanos. Podem seguir as pessoas da família dentro da casa. São inteligentes, podem aprender truques e ser treinados para buscarem coisas. Convivem bem com crianças e, se adaptados, com outros animais de estimação.

  • Cabeça arredondada, semelhante a uma coruja;
  • Orelhas com dobra única, dupla ou tripla;
  • Olhos largos e abertos, com expressão doce; a cor varia de acordo com o casaco;
  • Corpo de tamanho médio, com cauda média a longa e ponta arredondada;
  • Série de cores e padrões aceitos, incluindo sólido, manchado, manchado e branco, bicolor ou multicolor. 

Cuidados básico

As orelhas do Scottish Fold precisam de cuidados especiais devido às suas peculiaridades, pois acumulam mais cera do que em outras raças. Limpeza com algodão ou pano macio e úmido com uma mistura de vinagre e água morna é suficiente, pois cotonetes machucam o interior.

O banho pode ser mensal, e a raça precisa apenas de uma escovação semanal para manter o brilho e eliminar emaranhados e pelos mortos. As unhas devem ser cortadas a cada duas semanas e os dentes devem ser escovados pelo menos duas vezes na semana.

Lembre-se de manter a caixa de areia limpa, pois gatos são muito exigentes com higiene. Para manter seu Scottish Fold entretido, dê-lhe brinquedos e ofereça meios de lazer para que ele se divirta enquanto você está fora de casa – mas, quando chegar, não deixe de lhe dedicar atenção e carinho, pois ele sente sua falta.

Saúde

Eis as doenças mais comuns que acometem essa raça: 
  • Doença das articulações degenerativas, que atinge principalmente o tornozelo, o joelho e a cauda, provocando dor e mobilidade fraca; a cauda pode apresentar rigidez;
  • Cardiomiopatia hipertrófica
  • Osteocondroodisplasia, doença provocada pela mutação genética resultante do cruzamento de dois gatos da raça. O gato pode apresentar graves problemas de crescimento e desenvolvimento; 
  • Rins policísticos. 

Alimentação

Gatos devem ter acesso constante a um comedouro e a um bebedouro bem
abastecidos. Preferem água corrente e costumam ingerir mais líquido quando tem essa possibilidade, hábito que previne muitas doenças renais. Uma sugestão é deixar uma fonte em algum canto da casa ou acostumar o animal a beber água da torneira quando for aberta.

A quantidade de ração varia de acordo com o peso do animal, sua atividade física e pode ser encontrada nas embalagens. A qualidade da ração é fundamental para a saúde do gato. As do tipo Premium e Super Premium são as nutricionalmente balanceadas.

Até os doze meses, o Scottish Fold é considerado filhote. Nesta fase, a quantidade de ração varia de 30 a 40 gramas por dia. O alimento indicado são rações específicas para filhotes.

A partir de um ano o gato é considerado adulto. Deve-se mudar a ração e a quantidade varia de 40 a 60 gramas/dia.

Espaço para criação

Os exemplares dessa raça apodem ficar brincalhões de tempos em tempos, mas eles tendem a ter hábitos calmos. Por isso, se adaptam perfeitamente a quase qualquer ambiente doméstico, podendo viver igualmente bem em casas e apartamentos.

Curiosidades

Todos os gatos da raça nascem com orelhas retas, assim como qualquer outro gatinho. Elas se dobram entre os 18 e 24 dias de vida, mas apenas naqueles que carregam o gene que provoca essa dobra, que corresponde a cerca da metade dos casos. Os outros casos são chamados de “dobras retas” pelos criadores e costumam ser menos caros do que os de orelhas dobradas, já que não trazem a principal característica da raça.

Por que ter um Scottish Fold em casa?

Extremamente leais à família, curiosos e inteligentes, os Scottish Fold gostam de ficar por perto, nem que seja te seguindo de um quarto para outro, e não são muito travessos – embora possam cometer pequenos “deslizes”, como abrir portas de armário. 

São do tipo que gosta de se aconchegar com a família no sofá e se dão bem com crianças e outros animais de estimação, desde que sejam criados com eles desde pequenos. São companheiros fiéis para toda vida e muito dedicados à família.

Por que não ter um Scottish Fold em casa?

O Scottish Fold gosta de ser incluso nas atividades da casa e ficar com os seus humanos, mas é um gato que precisa de atenção constante. Deixá-lo sozinho por longos períodos de tempo pode entediá-lo ou fazer com que apresente comportamento destrutivo ou ansiedade de separação. Se tiver pouco tempo livre, essa raça não é para você.

Conheça outras raças de gatos