Guia de Bichos
Ceylon - undefined

Ceylon

  • País de origem: Sri-Lank
  • Tipo de pelo: Curto

Tudo sobre Ceylon

Porte: médio
Área de criação: pequena
Energia: alta
Temperamento: dócil

Descrição

  • Porte: médio
  • Área de criação: se adapta bem a qualquer ambiente, seja casa ou apartamento
  • Energia numa escala de 1 a 5: 4
  • Saúde numa escala de 1 a 5: 4
  • Tipo de pelo: curto, fino e sedoso
  • Temperamento: inteligente, dócil, amigável e divertido
  • Expectativa de vida: 11 a 15 anos
  • Peso do macho: 3,5 a 9 kg
  • Peso da fêmea: 3,5 a 9 kg

É um gato de médio porte. Pelo curto, fino e sedoso. A cabeça é de tamanho médio, com bochechas levemente arredondadas e nariz curto. A cor do pelo é manchada com tons de marrom e bege, do tipo tigrada.

Como o próprio nome já diz, o Ceylon nasceu em Ceilão, antigo território português onde atualmente é o Sri Lanka. A origem genética da raça é desconhecida. Na época, havia outros gatos vermelhos e manchados no Sri Lanka que poderiam ser seus antepassados. Além disso, é possível que felinos selvagens também tenham contribuído para o desenvolvimento do animal. Aparentemente o gato se desenvolveu de forma natural e não teve interferência humana por longos anos.  

Em 1984, um médico italiano chamado Paolo Pelegauta estava viajando pelo Sri Lanka. Lá ele se encantou pelos gatos locais e decidiu levar alguns com ele para a Itália. Chegando ao seu país, ele iniciou um programa de criação. Paolo se uniu a outros criadores para melhorar a raça, identificar o gato e definir um padrão. Ele foi apresentado ao ocidente através de um show de felinos. 

O Ceylon foi reconhecido oficialmente pela Federação Internacional dos Amantes de Gatos. Na Itália, a 
raça aceita pela FIAF - Federação Italiana de Associações de Felinos e está registrado no World Cat Federation (WCF). Ainda hoje é uma raça bastante rara. 

Características

Um gato inteligente, dócil, amigável e que convive muito bem com adultos e crianças. É um gato que gosta de brincar, por isso, é indicado que tenha sempre objetos por perto para se divertir. Adapta-se facilmente a um novo ambiente. Adora um espaço grande e aberto, mas normalmente vive bem em apartamentos. 

Muito animado e ativo, está sempre interessado sobre o que acontece ao seu redor. É bastante obediente e não é um gato agressivo. Costuma ser equilibrado, paciente, adora receber carinho e se apega facilmente ao proprietário. Não tem problemas com desconhecidos, na verdade confia rapidamente neles. Não mia demais. Adora estar na companhia das pessoas ou de outros animais. Ele gosta quando tem outro pet para lhe fazer companhia, mas não é obrigatório. 

  • Gato de porte médio e de aparência exótica
  • A cabeça tem tamanho médio, é redonda e larga
  • O rosto é ligeiramente achatado 
  • As bochechas são levemente arredondadas
  • A testa é ligeiramente plana
  • O perfil do animal tem uma leve inclinação
  • O queixo é expressivo
  • O nariz é curto
  • As orelhas são grandes, largas na base, inseridas altas, uma perto da outra e com as pontas ligeiramente arredondadas
  • Os olhos são grandes, a parte superior tem formato de amêndoa, brilhantes e as cores variam de amarelo a verde
  • O pescoço é forte, curto e musculoso 
  • O corpo é compacto
  • O tórax é pequeno e bem desenvolvido
  • O peito é largo
  • Os ombros são largos
  • O quadril é bem desenvolvido
  • O abdômen é arredondado
  • Os membros são esbeltos e de comprimento médio 
  • As patas tem comprimento médio e são arredondadas
  • A cauda é relativamente curta e afunila em direção a ponta
  • O pelo é curto, fino e sedoso
  • A cor do pelo é manchada com tons de marrom e bege, do tipo tigrada

Cuidados básico

Todas as raças de gato devem ser escovadas regularmente. Tal prática favorece a limpeza da pelagem, além de prevenir a ingestão de pelos quando o animal se lambe. Conhecidos por sua higiene, gatos se limpam constantemente e isso dispensa banhos frequentes.

As caixas de areia devem ser limpas diariamente, evitando que o animal escolha outros lugares para fazer suas necessidades. Bigodes e unhas não devem ser cortados, pois são defesas naturais do animal. Verifique as orelhas regularmente para evitar infecções futuras. 

Alimentação

Gatos devem ter acesso constante a um comedouro e a um bebedouro bem
abastecidos. Preferem água corrente e costumam ingerir mais líquido quando tem essa possibilidade, hábito que previne muitas doenças renais. Uma sugestão é deixar uma fonte em algum canto da casa ou acostumar o animal a beber água da torneira quando for aberta.
A quantidade de ração varia de acordo com o peso do animal, sua atividade física e pode ser encontrada nas embalagens. A qualidade da ração é fundamental para a saúde do gato. As do tipo Premium e Super Premium são as nutricionalmente balanceadas.
Até os doze meses, o Ceylon é considerado filhote. Nesta fase, a quantidade de ração varia de 30 a 60 gramas por dia. O alimento indicado são rações específicas para filhotes.
A partir de um ano o gato é considerado adulto. Deve-se mudar a ração e a quantidade varia de 40 a 120 gramas/dia.

Espaço para criação

É um gato que se adapta bem tanto a casas quanto apartamentos.

Saúde

​Ceylon é uma raça rara, então não se tem muitas informações sobre sua saúde. No entanto, por causa do nariz curto, é possível que o gato tenha tendência a doenças respiratórias. Ele também possui problemas digestivos, por isso é preciso estar atento a sua dieta e evitar alimentos com cereais. 

Curiosidades

​Por que ter um Ceylon em casa?
Ninguém sabe muito sobre a origem desse gato, mas ele acabou ganhando popularidade após chegar à Itália. Apesar de raro, é um gato que chama atenção por ser um animal de estimação agradável. Ele é inteligente, dócil, amigável e convive bem com qualquer tipo de pessoas, seja adulto ou criança.  Muito animado e ativo, está sempre interessado sobre o que acontece ao seu redor. É bastante obediente e não é um gato agressivo. Adapta-se facilmente a um ambiente.

Ele é bastante equilibrado e paciente, mas tem um lado ativo e que adora brincar. Gosta de estar na companhia de outras pessoas e animais, não tendo problema nenhum com desconhecidos. Não mia demais, na verdade é incrivelmente silencioso. O felino ama receber carinho e se apega facilmente aos donos. 

​Por que não ter um Ceylon em casa?
Conseguir um exemplar do Ceylon pode ser bem difícil. É um gato bem raro, sendo complicado para encontrar criadores. E, se conseguir achar, o preço para importá-lo será bem alto. Na verdade, o gato é tão raro que ele não possível nem preço exato. 

O felino gosta de espaço para brincar e gastar energia. Apesar dele se adaptar em apartamentos e casa menores, seria bom se ele tivesse um espaço amplo para diversão.