Guia de Bichos
Poodle - undefined

Poodle

  • Nome no Brasil: Poodle
  • Nome original: Poodle / Caniche
  • País de origem: França
  • Preço médio: entre R$ 2 mil e R$ 6 mil
  • Tipo de pelo: Médio

Tudo sobre Poodle

Porte: -
Área de criação: -
Energia: alta
Temperamento: dócil

Descrição

  • Grupo: 9 – Cães Toys e de Companhia
  • Porte: 2 - Poodle
  • Machos/Fêmeas:  Gigante : entre 45 e 60 centímetros/ entre 20 e 32 quilos Médio : entre 35 e 45 centímetros/entre 20 e 32 quilos                               Pequeno : entre 28 e 35 centímetros/entre 7 e 8 quilos                               Toy : entre 24 e 28 centímetros/entre 2 e 4 quilos
  • Tipo de pelo: encaracolado, fino, denso e resistente à pressão da mão
  • Temperamento: leal, inteligente, bom companheiro e ativo
  • Expectativa de vida: 12 a 15 anos

Uma das raças mais conhecidas, o Poodle é um cão com pelagem característica. Encaracolada, cacheada ou encordoada é abundante, de textura fina, uniforme e geralmente tosado das mais diferentes formas. As cores mais comuns para essa raça são a preta, branca, bege, marrom, cinza, fulvo avermelhado e damasco. Essa raça se apresente em quatro tamanhos diferentes: Grande, Médio/Standard, Anão/Mini e Toy. 

Escala de 1 a 5

  • Para tutores de primeira viagem:  5
  • Energia:  4
  • Inteligência:  5
  • Facilidade de adestramento:  5
  • Como cão de guarda:  2
  • Adapta-se ao calor:  4
  • Adapta-se ao frio:  3
  • Adapta-se bem à vida em apartamento:  5
  • Necessidade de atividades físicas:  4
  • Fica bem sozinho:  1
  • Relacionamento com a família:  5
  • Relacionamento com crianças:  5
  • Relacionamento com estranhos:  4
  • Tendência a latir:  4
  • Tendência à obesidade:  4

A palavra Poodle vem do alemão “pfudel”, que significa “poça de água” ou “espalhar águas” e se relaciona com sua habilidade principal, para a qual foi usado por muito tempo: caça na água.

Essa raça se originou na Alemanha, mas foram os franceses que desenvolveram as características distintas da mesma. Em terras francesas, ele era chamado de Caniche, que significa “cão canário” – uma referência às suas habilidades como caçador de patos.

Não há certeza sobre a data exata em que se originaram e nem de quem descenderam. Alguns afirmam que ele é descendente do Barnet norte-africano, que foi importado para a Península Ibérica e depois usado na Gália para caça.

Outros acreditam que ele é resultado da cruza entre vários cães de água europeus, e ilustrações que adornam artefatos egípcios e romanos dos primeiros séculos depois de Cristo mostram cães semelhantes ao Poodle.

Os Poodles gigantes e médios eram usados para a caça de patos na França, enquanto a versão miniatura farejava trufas nas florestas. Já o minúsculo Poodle Toy foi criado para servir como companheiro à nobreza e classe mercante rica.

A raça se destacou em apresentações circenses, realizando truques, usando figurinos exóticos e tendo seu pelo tosado em formas fantasiosas. No final de 1800 entraram para o mundo das exibições e a AKC registrou o primeiro Poodle em 1887. 

Características

Os Poodles possuem características semelhantes, independente do seu tamanho. O Poodle Grande e o Médio tendem a ser mais tranquilos e passivos do que os menores, mas compartilham da mesma inteligência que os deixaram conhecidos por trabalhos em circos e comerciais. Aprendem com muita facilidade qualquer tipo de treinamento e são dóceis e gentis com as pessoas, incluindo crianças. Recomenda-se o adestramento e a socialização para todos os tipos de Poodle visando despertar no animal a consciência da liderança dos humanos. Com limites serão ótimos cães de companhia, muito brincalhões, tranquilos, silenciosos e amorosos.

  • Casaco externo fino e frisado, semelhante à lã; casaco interno fino, denso e lanoso;
  • Crânio, de cima, é oval, e de lado, ligeiramente convexo;
  • Focinho reto e forte, com nariz preto e narinas bem abertas;
  • Bochechas não-proeminentes;
  • Olhos arredondados, ligeiramente oblíquos e com expressão afiada;
  • Orelhas longas, caindo nas bochechas, arredondada nas pontas e com muito pelo;
  • Pescoço forte, arqueado após a nuca, levando a cabeça alta e orgulhosamente;
  • Cores preto, branco, cinza, marrom ou castanho;
  • 7ª raça mais popular da América;
  • 2º lugar no ranking de inteligência canina. 

Cuidados básicos

Essa raça requer muitos cuidados, como banhos quinzenais e escovações diárias. As orelhas devem ser limpas junto com os banhos a fim de evitar otites. As tosas, muito comuns nessa raça, não precisam seguir um padrão específico, mas recomenda-se que seja feita por um profissional especializado.

Os Poodles precisam de exercícios físicos e mentais diários para queimar sua energia e afiar sua inteligência. Treinos de obediência, combinados com passeios, devem fazer parte do cotidiano da raça. Os Poodles Gigantes e Médios precisam de mais exercícios e gostam principalmente de nadar.

Ensine ao seu cão boas maneiras caninas para evitar que ele aprenda maus hábitos e para mostrar que você é o líder. É essencial mantê-lo entretido com jogos lúdicos para evitar que se entedie e se torne destrutivo para a casa.

Os olhos do Poodle soltam secreções que podem manchar os pelos. É importante limpar a região suavemente todos os dias com pano molhado com água morna. O pelo pode embaraçar, pois não cai quando muda. A cada três ou seis semanadas é bom levá-lo a um profissional.

Alimentação

A quantidade de ração varia de acordo com o peso e o tamanho do animal e pode ser encontrada nas embalagens.
Deve-se alimentar o cão de duas a três vezes por dia e manter água à vontade.
A qualidade da ração é fundamental para a saúde do animal. As do tipo Premium e Super Premium são as nutricionalmente balanceadas.
Até os doze meses, o Poodle é considerado filhote. Nesta fase, a quantidade de ração varia de 95 a 425 gramas por dia para o tamanho grande, de 95 a 145 gramas por dia para o tamanho médio, de 95 a 110 gramas por dia para o tamanho anão/mini e de 75 a 95 gramas por dia para o tamanho toy.
O alimento indicado são rações específicas para filhotes.
A partir de um ano o cão é considerado adulto. Deve-se mudar a ração e a quantidade varia de 235 a 295 gramas por dia para o tamanho grande, de 125 a 195 gramas por dia para o tamanho médio, de 95 a 105 gramas por dia para o tamanho anão/mini e de 55 a 65 gramas por dia para o tamanho toy.

Espaço para criação

Seja qual for o tamanho do Poodle poderá se adaptar bem em apartamento e espaços pequenos, mas passeios diários são necessários para manter o equilíbrio mental e físico do cão.

Custo de manutenção

Problemas de saúde do Poodle

· Poodle Gigante e Médio

  • Doença de Addison (ou hipoadrenocorticismo) : condição extremamente grave, provocada por uma produção insuficiente de hormônios adrenais pela glândula adrenal. O cão passa a apresentar falta de apetite e letargia, sintomas que podem ser confundidos com outras doenças e podem levar à demora da constatação do problema. Quando o nível de potássio no sangue está muito alto pode interferir na função cardíaca e provocar choque grave ou morte.
  • Torção gástrica: comum em cães grandes, o problema é potencialmente fatal se não for tratado imediatamente. Quando o cão come rapidamente ou em grande quantidade, bebe muita água ou se exercita depois de se alimentar, seu estômago é distendido com ar e torce. O pet não consegue regurgitar e o retorno de sangue para o coração é cortado. Sem atenção médica, ele pode entrar em choque e morrer.
  • Adenite Sebácea : problema sério da raça, que afeta metade dos Poodles padrões, ocorre quando as glândulas sebáceas se inflamam e são destruídas, acabando com a produção do sebo que evita que a pele resseque. Logo, os cães começam a apresentar pele seca e escamosa, perda de pelo na cabeça, pescoço e costas e até odor desagradável ou infecções secundárias.

· Poodle Miniatura e Toy

Doença de Legg-Perthes : semelhante à displasia de quadril (que também pode atingir a raça), o suprimento de sangue para a cabeça do fêmur, que se conecta com a pelve, é diminuído, fazendo com que essa parte comece a desintegrar. Dificuldade de caminhar e atrofia do músculo são os primeiros sinais, mas a condição pode ser corrigida cirurgicamente.

Outras doenças comuns: atrofia progressiva da retina, epilepsia, luxação patelar e hipoplasia do nervo óptico.

Curiosidades

Por que ter um Poodle?

Quem pensa em ter um pet com certeza já cogitou ter um Poodle. Não é a toa que ele é uma das raças mais populares do mundo: é amigável, carinhoso e amoroso, tão apegado à família que não pode ficar longos períodos sozinho sem que se sinta solitário e triste.

O ar orgulhoso e nobre é uma característica que deixa o Poodle ainda mais belo. Muito inteligente, é fácil de treinar, muito obediente e anseia por jogos, brincadeiras e novidades – tanto que já foi usado como cão militar, cão guia, cão de guarda, puxador de carroças e atração de circo.

Muito leal à família, ele é protetor e afetuoso, e vai avisar quando alguém estranho se aproximar porque é um protetor do lar. Se dá bem com crianças de todas as idades e tem um gosto por aventuras, sendo um amante dos jogos que adora correr, nadar e buscar.

É muito calmo, principalmente se recebe exercício regularmente. Para apartamentos, é um cão excelente.

Por que não ter um Poodle?

Difícil achar defeitos nessa raça, mas é bom lembrar que os cães inteligentes tendem a aprender rápido – tanto coisas boas quanto coisas ruins. É preciso ter uma postura de líder para mostrar ao Poodle quem é o alfa da casa e evitar que ele comande com sua inteligência.

Ele demora um pouco para se enturmar com novas pessoas, devido ao seu instinto protetor. É sensível e tende a se apegar às pessoas, e sua família deve estar disposta a lhe dar todo o amor e carinho possíveis. 

Conheça outras raças de cães