Guia de Bichos
Landseer - undefined

Landseer

  • Nome no Brasil: Landseer
  • Nome original: Landseer
  • País de origem: Alemanha
  • Tipo de pelo: Alto

Tudo sobre Landseer

Porte: grande
Área de criação: média
Energia: baixa
Temperamento: dócil

Descrição

  • Grupo: 2 -  Cães de tipo Pinscher e Schnauzer, Molossóides e Cães de Montanha, e Boieiros Suíços
  • Porte: gigante
  • Tamanho do macho:  72 a 80 cm 
  • Tamanho da fêmea:   67 a 72 cm
  • Peso do macho: 45 a 68 Kg
  • Peso da fêmea: 45 a 68 Kg
  • Temperamento: equilibrado, independente, calmo, gentil e inteligente
  • Tipo de pelo: longo, volumoso e macio
  • Expectativa de vida: menos de 10 anos

Escala de 1 a 5
  • Para tutores de primeira viagem: 3
  • Energia: 3
  • Inteligência: 4
  • Facilidade de adestramento: 4
  • Como cão de guarda: 5
  • Adapta-se ao calor: 2
  • Adapta-se ao frio: 4
  • Adapta-se bem à vida em apartamento: 3
  • Necessidade de atividades físicas: 3
  • Fica bem sozinho: 1
  • Relacionamento com a família: 5
  • Relacionamento com crianças: 5
  • Relacionamento com estranhos: 3
  • Relacionamento com outros cães: 4
  • Tendência a latir: 2

Cão de porte gigante com aparência harmoniosa e ágil. As orelhas são pendentes e triangulares e os pelos longos, volumosos e macios ao toque com exceção da cabeça. A cor aceita para essa raça é o branco e preto, sendo pescoço, peito, pernas e cauda brancos e o resto preto. Perdem bastante pelo principalmente na primavera.

O Landseer é um cão alemão e existe há muitos anos. Ele compartilha ancestrais com outros cães do tipo Mastiff, como o Mastiff inglês e o São Bernardo. Esse dois últimos originaram em Terra Nova e os três podem ter descendido de uma raça indígena conhecida como cão de São João. 

O Landseer se tornou popular no século XVIII. Era amado e apreciado pelos pescadores europeus por conta das suas habilidades aquáticas. Ele nadava muito bem e salvou muitas pessoas de afogamentos. 

O cão possui esse nome me homenagem ao sir Edwin Landseer. Um artista que ficou conhecido por pintar animais, em especial cavalos, cães e cervídeos. A raça foi retratada por ele em 1838. A obra foi chamada 
"Um Membro Distinguido da Sociedade Humana" e ficou muito famosa. 


Nos Estados Unidos e Reino Unido, o cão é considerado a mesma raça que o Terra Nova e paenas varia na tonalidade. No entanto, em alguns países da Europa, ele é visto como cachorro único. Por conta disso, vários clubes caninos se recusaram a reconhecer a raça. Em meado dos anos 1900, o Landseer foi reconhecido por vários clubes europeus do Terra Nova e só em 1960 que foi aceito na FCI como raça separada. 

Características

Possui um temperamento equilibrado e independente. Trata-se de uma raça paciente, inteligente, calma e gentil com as pessoas. Tem tendência a perceber o perigo e se coloca em defesa do dono e da família se isso ocorre. Prefere se colocar entre a família e a ameaça do que latir e rosnar. O oposto também é percebido e o cão se mostra muito amigável com quem demonstra boas intenções. 

É corajoso, bondoso, sereno, leal e digno de confiança. Doce e afetuoso com a família, está sempre ansiando pela atenção dos donos. Ele pode desenvolver problemas comportamentais se for deixado sozinho por muito tempo. A maior preocupação com esse cão é o seu tamanho gigante. Ele pode ser um pouco atrapalhado e não ter cuidado com crianças pequenas. Basta supervisionar o gigante. Tem tendência a babar muito, embora não tanto quanto as raças grandes. 

Os machos podem ser agressivos com outros cães do mesmo sexo, mas isso pode e deve ser controlado com lições de liderança do dono sobre o cão. Tende a se dar bem com outros animais, pois não tem instinto de caça. Essa raça pode demonstrar um pouco de dificuldade em aprender, pois se mostra sensível ao tom de voz e sua movimentação é lenta. No entanto não é difícil de ser adestrado. Muito sociável com crianças. Devido ao seu tamanho e sua pele grossa tende a beber muita água e a se molhar para refrescar. Adora piscinas.


  • Cão de porte gigante com aparência harmoniosa e ágil
  • É alto, poderoso, bem equilibrado e bem disposto
  • A cabeça é maciça e sem rugas na testa
  • O crânio é largo
  • O focinho é curto, largo e quadrado
  • A trufa é preta
  • Os olhos são de tamanho médio, em formato de amêndoa, possuem expressão amigável e geralmente são na cor marrom claro ou escuro
  • As orelhas são pendentes, triangulares, ajustadas na cabeça e com as pontas arredondadas
  • O pescoço é largo, reto e musculoso
  • Os ombros são nivelados com o pescoço
  • O peito é profundo
  • As costelas são fortes
  • A barriga é ligeiramente arqueada
  • As pernas são longas e robustas
  • Os pés são largos, o que ajuda a nadar
  • A cauda é moderadamente longa e coberta de pelos 
  • A pelagem é longa, volumosa e macia ao toque com exceção da cabeça
  • A cor aceita para essa raça é o branco e preto, sendo pescoço, peito, pernas e cauda brancos e o resto preto

Cuidados básicos

Banhos não são recomendados, pois eliminam a oleosidade natural da pelagem. Escovações são necessárias uma vez por semana e isso deve aumentar em épocas de perda de pelo. Necessitam de passeios diários e atividade física, embora sejam mais pacatos e com aspecto preguiçoso. Gostam muito de nadar, mas, caso a natação não seja possível, a solução são passeios. O cuidado com a alimentação é fortemente recomendado, pois o cão tem tendência a engordar. Recomenda-se acompanhamento veterinário até os doze meses de idade para prevenir problemas cardíacos e displasias.

Alimentação

A quantidade de ração varia de acordo com o peso e o tamanho do animal, e pode ser encontrada nas embalagens.
Deve-se alimentar o cão de duas a três vezes por dia e manter água à vontade. Cães de porte gigante consomem rações large breed.
A qualidade da ração é fundamental para a saúde do animal. As do tipo Premium e Super Premium são as nutricionalmente balanceadas.
Até os doze meses, o Landseer é considerado filhote. Nesta fase, a quantidade de ração varia de 90 a 465 gramas por dia. O alimento indicado são rações específicas para filhotes.
A partir de um ano o cão é considerado adulto. Deve-se mudar a ração e a quantidade varia de 230 a 400 gramas/dia.

Espaço para criação

Se exercitado diariamente pode se adaptar bem em apartamento mesmo que seja uma raça gigante. O Landseer é preguiçoso, logo um pequeno jardim ou passeios diários são suficientes. São sensíveis ao calor devido à sua pelagem espessa.

Saúde

O Landseer tem uma vida bastante curta para um cão, em grande parte devido ao seu tamanho e por ser propenso a ter vários problemas graves de saúde. A raça pode desenvolver estenose sub-aórtica (SAS), uma doença cardíaca e hereditária. Eles precisam ser acompanhados por um veterinário durante a vida toda. Outros problemas que podem atingir o animal é displasia de quadril, displasia de cotovelo, obesidade, cistinúria e infecções auriculares. 


Curiosidades

  • Nana, o cão usado como babá em Peter Pan pretendia ser um Landseer, mas muitas vezes é retratado como um são Bernardo.
  • Roxie do filme Quatro Vidas de um Cachorro é um Landseer preto e branco

    Por que ter um Landseer?
    O coração desse cão acompanha seu tamanho gigante. Suas qualidades impressionam qualquer um, sendo uma opção perfeita para ter em casa. É corajoso, paciente, inteligente, calmo, gentil, bondoso, sereno, leal e digno de confiança.  Doce e afetuoso com a família, está sempre ansiando pela atenção dos donos. Seu temperamento equilibrado e independente o torna fácil de lidar e conviver. 

    Tem tendência a perceber o perigo e se coloca em defesa do dono e da família se isso ocorre. Prefere se pôr entre a família e a ameaça do que latir e rosnar. É por isso que ele serve na função de guarda. O oposto também é percebido e o cão se mostra muito amigável com quem demonstra boas intenções. 

    Não é difícil de ser adestrado. Tem uma relação muito boa com crianças.  Se exercitado diariamente pode se adaptar bem em apartamento mesmo que seja uma raça gigante. O Landseer é preguiçoso, logo um pequeno jardim ou passeios diários são suficientes.

    Por que não ter um Landseer?
    Não é um cão indicado para donos muito ausentes. A raça pode desenvolver problemas comportamentais, como ansiedade de separação, se for deixado muito tempo sozinho. Fora isso, a maior preocupação do Landseer talvez seja seu porte gigante. 
    Ele pode ser um pouco atrapalhado e não ter cuidado com crianças pequenas. 

    Os machos podem ser agressivos com outros cães do mesmo sexo, mas isso pode e deve ser controlado com lições de liderança do dono sobre o cão. Tem tendência a babar muito, embora não tanto quanto as raças grandes. Essa raça pode demonstrar um pouco de dificuldade em aprender, pois se mostra sensível ao tom de voz e sua movimentação é lenta. 

    O Landseer é propenso a desenvolver condições graves de saúde, dentre eles problemas cardíacos e obesidade. É preciso ter muita atenção e acompanhamento médico para evitar tais enfermidades. 

    Conheça outras raças de cães