Guia de Bichos
Foxhound Americano - undefined

Foxhound Americano

  • Nome no Brasil: Foxhound Americano
  • Nome original: American Foxhound
  • País de origem: Estados Unidos
  • Preço médio: até R$ 2 mil
  • Tipo de pelo: Médio

Tudo sobre Foxhound Americano

Porte: médio
Área de criação: média
Energia: alta
Temperamento: amigável

Descrição

  • Grupo: 6 – Farejadores e Raças Relacionadas
  • Porte: 1.1 – Cães de Grande Porte
  • Machos: entre 56 e 63,5 centímetros/entre 18 e 27 quilos
  • Fêmeas: entre 53 e 61 centímetros/entre 18 e 27 quilos
  • Tipo de pelo: comprido, fechado e duro, de comprimento médio 
  • Temperamento: independente, equilibrado e fácil de lidar
  • Expectativa de vida: 12 a 13 anos
Escala de 1 a 5
  • Para tutores de primeira viagem: 2
  • Energia: 5
  • Inteligência: 3
  • Facilidade de adestramento: 2
  • Como cão de guarda: 4
  • Adapta-se ao calor: 4
  • Adapta-se ao frio: 4
  • Adapta-se bem à vida em apartamento: 1
  • Necessidade de atividades físicas: 5
  • Fica bem sozinho: 1
  • Relacionamento com a família: 4
  • Relacionamento com crianças: 5
  • Relacionamento com estranhos: 4
  • Tendência a latir: 5
  • Tendência à obesidade: 5

Cão de médio porte. Possui pelo de comprimento médio, duro e espesso. Encontrado em diversas cores, como marrom, preto, castanho e avermelhado, normalmente apresenta uma faixa branca no pescoço e barriga. Os olhos geralmente são castanhos e com expressão de súplica. A cauda é longa. 

Cães transportados da Inglaterra para as colônias americanas em 1650 ajudaram a desenvolver o Foxhound Americano , trazidos por um criador chamado Robert Brooke, segundo pesquisadores da raça. Colonos europeus também levaram seus cães para as colônias, e no final do século XVIII os descendentes desses cães começaram a ser cruzados com cães irlandeses, ingleses e franceses.

Brooke foi responsável por estabelecer um pacote de reprodução e trabalho de Foxhounds pretos e bronze na América, cães que foram a base para o desenvolvimento do Foxhound Americano. A ideia era criar um Foxhound mais leve, mais alto e mais rápido, que sentisse os cheiros com mais intensidade e pudesse se adequar melhor ao jogo e ao terreno de seu novo lar. 

Ao fim, foram desenvolvidos quatro tipos de Foxhounds americanos, que conhecemos até hoje:
  • Cães de ensaio de campo, cuja principal qualidade é a velocidade e espírito competitivo;
  • Cães de perambulação lenta, conhecidos pelos latidos musicais e usados para caçar raposas a pé;
  • Cães de arraste ou cães de trilha, que correm usando uma atração artificial;
  • Cães galinheiros, usados para caçar galinhas. 
A AKC reconheceu a raça em 1886.

Características

Originalmente um cão de caça, é extremamente ativo. Dono de um latido forte e de um faro poderoso, é veloz, inteligente, leal e versátil. É mais leve, mais alto e mais rápido do que seu parente próximo, o Foxhound Inglês. Fora das caçadas, em casa, é gentil, amável e dócil com o dono. Adapta-se bem com outros cães.

Como os Foxhounds foram criados na companhia de outros cães, ao invés de com uma família humana, pode ser um desafio acostumá-los com o tutor e com uma nova família. Eles ainda ficam muito conectados à sua origem e demoram para se adaptar ao novo lar e às novas companhias.  Eles vão precisar de mais tempo, atenção e treinamento para se acostumarem a levar a vida como um cão de família.

Como muitas outras raças - e mesmo vira-latas - os Foxhounds precisam ser inseridos na socialização  assim que der. É importante ele estar em contato com pessoas d iferentes, cães, paisagens, sons e experiências. Principalmente quando filhotinhos. Isso é saudável para que ele se torne um cão amigável e sociável com os outros animais. 

  • Cabeça bastante longa e ligeiramente abobadada no occipital; crânio largo e cheio;
  • Focinho de comprimento justo, direto e quadrado;
  • Olhos grandes, bem separados, suaves e de expressão gentil; cor castanha ou avelã;
  • Orelhas ajustadas moderadamente baixas, longas, largas e atingindo quase a ponta do nariz;
  • Pescoço forte, de comprimento médio e levantando-se livre e leve dos ombros;
  • Lombo largo e ligeiramente arqueado; peito profundo para o espaço pulmonar e mais estreito;
  • Cauda inserida alta, carregada alegremente e com leve curva;
  • Patas dianteiras bem arqueadas, unhas fortes e almofadas cheias; patas traseiras fechadas e firmes;
  • Qualquer cor é aceita.

Cuidados básicos

Necessita de muito exercício e corridas diárias. Qualquer atividade é válida desde que gaste a energia que acumula.
Por seu instinto de caçador, não é aconselhável deixá-lo próximo a outros animais, que não cães, especialmente menores.

Quanto ao treinamento, por ser muito independente, essa raça não responde bem à punição, então recompensas e elogios podem ajudar nesse processo. Se ele tentar ser dominado não vai responder bem. Ele é mais obediente quando é tratado de forma dócil e calma. 

É bom também que o cão tenha uma companhia e se não tiver, é importante estar, sempre que possível, com algum humano por perto para receber atenção.

Para treinar o Foxhound Americano é preciso ter paciência e consistência. Nada de punições severas, o reforço positivo é a melhor maneira de conseguir que ele entenda seus comandos. O mais importante é realizar o treinamento de obediência, para ensinar quem é o líder da casa e quem ele deve obedecer. 

Essa raça é muito ativa e precisa de muitos exercícios físicos para se sentir satisfeita. Caminhadas e corridas longas em espaços seguros, onde ele possa correr atrás dos cheiros e aromas que o atraem, farão bem ao seu cão – inclusive, fica difícil chamar sua atenção de volta se ele sente um cheiro que lhe atrai. Dedique um bom tempo para passear com ele.

É uma raça mais adequada para viver em casa espaçosa com quintal, pois além de precisar se exercitar ele é bem alto. Apesar disso, precisa ficar com a família, pois só assim se acostuma a viver e ouvir as pessoas. 

O pelo precisa de apenas uma escovação semanal, para eliminar sujeiras e pelos mortos e manter o brilho.



Alimentação

A quantidade de ração varia de acordo com o peso e o tamanho do animal, e pode ser encontrada nas embalagens.

Deve-se alimentar o cão três vezes por dia e manter água à vontade, sempre fresca, na vasilha.

Cães de médio porte consomem rações large breed.

Até os doze meses, o Foxhound Americano é considerado filhote. Nesta fase, a quantidade de ração varia de 95 a 270 gramas por dia. O alimento indicado são rações específicas para filhotes.

A partir de um ano o cão é considerado adulto. Deve-se mudar a ração e a quantidade varia de 230 a 295 gramas/dia.

A qualidade da ração e fundamental para a saúde do animal. As do tipo Premium e Super Premium são as nutricionalmente balanceadas.

Espaço para criação

Esta raça é incansável e cheia de energia, então precisa de espaço para se movimentar. Indicado apenas para grandes áreas, como casas com quintais, sítios e chácaras. Ele provavelmente é muito alto para condomínio ou apartamento.

Saúde

Uma vantagem do Foxhound Americano é que ele é muito saudável e raramente apresenta doenças hereditárias. No mais, podem sofrer de trombocitopatia, condição provocada pelo mal funcionamento das plaquetas, que resulta em sangramento anormal após cortes e machucados simples – algo nocivo para um cão cheio de energia e que, de vez em quando, pode se machucar. O problema é raro e o tratamento varia de acordo com a gravidade. 

Vale ficar atento ao ganho de peso excessivo, pois o Foxhound Americano come demais se tiver oportunidade. Controle sua alimentação e sirva uma dieta balanceada para evitar problemas com obesidade.

Curiosidades

O Foxhound Americano tem ancestrais importados da Europa desde 1650, trazidos por Robert Brooke . Mas somente em 1770 a raça começou a ser estabelecida sob o nome de " hound " da Virgínia. Fisicamente, é considerado mais leve e rápido que um foxhound inglês , além de ter no geral uma dieta diferente de alguns animais . Os criadores americanos tinham o objetivo de desenvolver um Foxhound que pesasse menos, mas também que fosse mais alto do que seu primo inglês. Além disso, desenvolveram uma raça com um olfato mais penetrante porque ela se adequaria mais à competição do mundo animal e ao terreno de seu novo país. 

Por que ter um Foxhound Americano?

Criado para farejar e caçar, o Foxhound Americano é, hoje, uma raça rara, mais vista em locais onde a caça esportiva é comum. Esse é um trabalho que cães da raça desempenham com maestria, pois são implacáveis e focados, além de independentes; estão acostumados a cumprir seu papel sem orientação humana, então você não sofrerá com um cachorro carente e que precisa de atenção 24 horas por dia.

Essa raça é bem humorada, gentil e adora crianças, a quem pode olhar e cuidar e também se divertir, pois tem energia de sobra. Ele aprecia a companhia de outros cães e até mesmo de gatos, desde que seja socializado precocemente com eles. Se dá bem com outros cães da mesma raça.

Doces e descontraídos, são bons cães de guarda, pois desconfiam de estranhos e tem um instinto de proteger e caçar.

Por que não ter um Foxhound Americano?

Com uma personalidade independente e acostumada a agir sem comando humano, o Foxhound Americano pode ser teimoso e difícil de treinar. É preciso ter paciência para treiná-lo, pois além de facilmente tomar para si o papel de líder da matilha, ele não entende muito bem o porquê deve fazer as coisas do jeito que seus tutores pedem. 

Por ser uma raça de porte grande, não são adequados para viver em apartamentos e precisam de uma boa dose de exercícios diários. Não são o tipo de raça que fica deitada no sofá, embora prosperem em companhia humana.

Outra característica marcante da raça é sua voz musical, cujos uivos e baías podem chegar a longas distâncias, o que não é bom para quem vive em condomínios ou com vizinhos reclamões. 

Conheça outras raças de cães