Guia de Bichos
Cavalier King Charles Spaniel - undefined

Cavalier King Charles Spaniel

  • Nome no Brasil: Cavalier King Charles Spaniel
  • Nome original: Cavalier King Charles Spaniel
  • País de origem: Grã-Bretanha
  • Preço médio: entre R$ 6 mil e R$ 10 mil
  • Tipo de pelo: Alto

Tudo sobre Cavalier King Charles Spaniel

Porte: pequeno
Área de criação: pequena
Energia: média
Temperamento: dócil

Descrição

  • Grupo: 9 – Cães de Companhia e Toys
  • Porte: 7 – Spaniels Toys Ingleses
  • Machos/Fêmeas: entre 30 e 33 centímetros/entre 5 e 8 quilos
  • Tipo de pelo: longo, sedoso e ondulado 
  • Temperamento: afetuoso, gentil, carinhoso, alegre e esportista
  • Expectativa de vida: 9 a 14 anos
Escala de 1 a 5
  • Para tutores de primeira viagem: 5
  • Energia: 3
  • Inteligência: 4
  • Facilidade de adestramento: 4
  • Como cão de guarda: 1
  • Adapta-se ao calor: 2
  • Adapta-se ao frio: 3
  • Adapta-se bem à vida em apartamento: 5
  • Necessidade de atividades físicas: 4
  • Fica bem sozinho: 1
  • Relacionamento com a família: 5
  • Relacionamento com crianças: 5
  • Relacionamento com estranhos: 4
  • Tendência a latir: 3
  • Tendência à obesidade: 4
Cão de pequeno porte e estrutura quadrada. Sua pelagem é longa, macia e algumas vezes levemente ondulada. As orelhas são pendentes e peludas. As cores aceitas para essa raça são a preta e castanha, rubi, branca com castanha e tricolor. 

Este cão de nome pomposo deriva da linhagem Spaniel e provavelmente é resultado do cruzamento de pequenos Spaniels com raças orientais, os quais tinham como função aquecer o colo e os pés das pessoas. Apesar de datar do século XVIII, quando apareceu em pinturas de artistas famosos e era o favorito da nobreza, ele foi recriado recentemente e reconhecido pela AKC apenas em 1995.

O nome “ Charles Spaniel ” veio porque o rei Charles II era apaixonado pelos cães que foram desenvolvidos junto aos outros Spaniel e desenvolveram as características típicas, tais como cabeças planas e nariz mais curto. Seu apego era tão grande que ele não ia a lugar algum sem seus pets e decretou que os Spaniel deveriam ser permitidos em qualquer local público, até mesmo o parlamento.

Depois da morte do rei a popularidade da raça diminuiu e os duques de Marlborough assumiram a criação da raça – sem, entretanto, seguir nenhum padrão na aparência e personalidade.

Por volta de 1900, os Charles Spaniel eram praticamente extintos de suas características originais, e os que lembravam a raça foram considerados inferiores para as exposições.  Na década de 20, Rosswell Eldridge chegou à Inglaterra e decidiu premiar os cães que lembravam as características originais do cão, e assim criadores começaram a desenvolver cães do tipo antigo, consolidando a raça Cavalier King Charles Spaniel que conhecemos hoje. 

Características

Essa raça é conhecida pela obediência e ótimo temperamento. Com liderança e socialização desde filhote o Cavalier responde rapidamente às ordens dadas. É amável, feliz e muito gentil. A relação dessa raça com crianças e outros cães é tranquila. Adora estar perto da família e não se adapta a uma vida isolada e sozinha.
  • Crânio quase achatado entre as orelhas;
  • Focinho bem cônico, com narinas negras e bem desenvolvidas;
  • Mandíbulas fortes, com mordida em tesoura completa, perfeita e regular;
  • Olhos grandes, escuros e redondos;
  • Orelhas longas e caídas, com pelagem abundante;
  • Pescoço ligeiramente arqueado;
  • Pés compactos, acolchoados e bem aplumados;
  • Comprimento da cauda em equilíbrio com o resto do corpo;
  • Pelagem abundante e ondulada;
  • Cores preto com castanho; avermelhado; branco com castanho; branco, preto e castanho.

Cuidados básicos

Não há uma frequência obrigatória de banhos, mas deve-se atentar para a secagem dos pelos do cão sempre que o lavar. Nós e emaranhados podem se formar na pelagem, logo a escovação deve ser diária. As orelhas devem ser limpas com frequência, pois a raça tende a ter otite. É comum um problema genético de coração chamado Prolapso da Válvula Mitral, o que leva a morte precoce. É possível se prevenir obtendo informações sobre as gerações passadas do seu cão.

Não compre um Charles Spaniel se não tiver condições de lhe dar total atenção. Eles são muito dependentes e carentes e não podem ficar longos períodos de tempo sozinhos. Se você passa pouco tempo em casa, cogite outra raça. 

Essa raça deve viver dentro de casa, não ao ar livre. Sua raiz Spaniel faz com que seja curioso demais e possa se perder com facilidade, e além disso ele faz seu melhor em companhia da família. Contudo, ele também pode perseguir pássaros e presas pequenas, fique de olho. 

São inteligentes e facilmente treináveis, pois gostam de agradar. Reforço positivo e recompensas alimentares garantem boa formação, mas cuidado com a comida: por ser um cão apaixonante, você pode mimá-lo em excesso, lhe encher de comida e ele tende a ganhar peso com facilidade. O treinamento deve ser gentil e firme. 

Quanto ao pelo, deve ser escovado a cada dois dias, sendo recomendados banhos quinzenais para desembaraçar os pelos e evitar nós. As regiões íntimas e patas podem passar por tosa higiênica. Ele vai soltar pelo, principalmente na primavera e outono. 

Alimentação

A quantidade de ração varia de acordo com o peso e o tamanho do animal e pode ser encontrada nas embalagens.

Deve-se alimentar o cão de duas a três vezes por dia e manter água à vontade. Cães de pequeno porte consomem rações small breed.

A qualidade da ração é fundamental para a saúde do animal. As do tipo Premium e Super Premium são as nutricionalmente balanceadas.

Até os doze meses, o Cavalier King Charles Spaniel é considerado filhote. Nesta fase, a quantidade de ração varia de 95 a 225 gramas por dia. O alimento indicado são rações específicas para filhotes.

A partir de um ano o cão é considerado adulto. Deve-se mudar a ração e a quantidade varia de 75 a 105 gramas/dia.

Espaço para criação

Essa raça se adapta bem em apartamento e espaços pequenos. Passeios diários são recomendados para manter o equilíbrio mental e físico do cão. São sensíveis a temperaturas altas.

Saúde

A luxação patelar e displasia de quadril, problemas comuns em outras raças, podem atingir os Charles Spaniels. A doença da válvula mitral é uma condição bastante comum nessa raça, e começa com um sopro cardíaco que pode se tornar insuficiência. Os Cavalier King Charles Spaniel são propensos a desenvolver o problema em idade precoce, as vezes com 1 ou 2 anos. 

Outra condição comum em Charles Spaniels é a Seringomielia, que afeta o cérebro e a coluna vertebral. É provocada por uma má formação do crânio, que reduz o espaço para o cérebro, e os sintomas incluem desde desconforto leve, sensibilidade em torno da cabeça, pescoço ou ombro até dor intensa e paralisia parcial. São mais comuns entre as idades de seis meses e 4 anos.

Por fim, as glândulas lacrimais do cão podem sofrer de uma reação autoimune e provocar redução das lágrimas. Esse problema é conhecido como olho seco, e se não for tratado pode resultar em cegueira. 

Curiosidades

Por que ter um Cavalier King Charles Spaniel?

Essa é a raça ideal para quem está sozinho e precisa de companhia. É um cachorro gentil, afetuoso, alegre e extremamente doce, capaz de conquistar qualquer coração com seus olhos redondos e brilhantes e pelagem bonita. 

São companheiros para o dia todo, todo dia. Seguem os passos da sua família pela casa e adoram receber agrados, seja em forma de carinho na barriga ou de recompensas com comida. Adoram ser inclusos nas atividades familiares e são ótimos com crianças.

Brincalhões, gostam de agradar e são ansiosos para divertir qualquer um que cruze seu caminho. Se dão bem com outros cães e estranhos. São típicos cães de colo e adoram estar junto ao seu tutor. 

Por que não ter um Cavalier King Charles Spaniel?

O Charles Spaniel é extremamente carente e precisa de companhia constante, o tempo todo. São muito apegados à família e não podem ficar sozinhos, sendo o ideal que não passe várias horas do dia sozinhos. Também não são cães para viver no quintal, e sim dentro de casa com os seus. 

Não conte com essa raça para ser cão de guarda. Gostam de qualquer pessoa e dificilmente vão latir se estranhos se aproximarem da casa. Sua herança Spaniel, entretanto, faz com que ele adore explorar, cheirar e caçar, são curiosos e não servem para a vigia. 

Conheça outras raças de cães