Guia de Bichos
Cão de Crista Chinês - undefined

Cão de Crista Chinês

  • Nome no Brasil: Cão de Crista Chinês
  • Nome original: Chinese Crested Dog
  • País de origem: China
  • Preço médio: entre R$ 5 mil e R$ 10 mil
  • Tipo de pelo: Médio

Tudo sobre Cão de Crista Chinês

Porte: pequeno
Área de criação: pequena
Energia: baixa
Temperamento: dócil

Descrição

  • Grupo: 9 – Cães Toys e de Companhia
  • Porte: 4 – Raças de cães sem pelos
  • Machos: entre 28 e 33 centímetros/entre 4 e 6 quilos 
  • Fêmeas: entre 23 e 30 centímetros/entre 4 e 6 quilos
  • Tipo de pelo: existem duas variedades da raça, a Pelada e a Powder Puff. A primeira é sem pelos e tem apenas uma longa e fluida crista que se estende para a parte debaixo do pescoço, “meias” que abrangem os dedos das patas e cauda emplumada. A segunda é inteiramente coberta por um véu de pelos longos e macios. 
  • Temperamento: alerta, afetuoso e feliz 
  • Expectativa de vida: 10 a 14 anos
Escala de 1 a 5
  • Para tutores de primeira viagem:  3
  • Energia:  2
  • Inteligência:  3
  • Facilidade de adestramento:  4
  • Como cão de guarda:  3
  • Adapta-se ao calor:  2
  • Adapta-se ao frio:  1
  • Adapta-se bem à vida em apartamento:  5
  • Necessidade de atividades físicas:  2
  • Fica bem sozinho:  1
  • Relacionamento com a família:  4
  • Relacionamento com crianças:  5
  • Relacionamento com estranhos:  3
  • Tendência a latir:  3
  • Tendência à obesidade:  2
Cão de pequeno porte, estrutura fina e longilínea. Sua característica mais especial é o corpo uniformemente sem pelos e a crista, que dá nome à raça. Essa pelagem também está presente nas patas e na cauda. Existem cães dessa raça com uma pelagem longa e macia, como um véu. São chamados de “Powder Puffs”. Qualquer cor ou combinação é aceita em qualquer tipo de cão. Uma curiosidade dessa raça é que tanto filhotes com pelo quanto sem pelo vêm da mesma ninhada. Cães sem pelo carregam os dois genes. 

O Cão de Crista Chinês tem uma origem bastante remota, que surpreendentemente não se deu exatamente na China. Na verdade, eles evoluíram de raças africanas ou mexicanas, cães sem pelos que tiveram seu tamanho reduzido pelos chineses – por isso o nome. 

Já tendo sido chamado de Chinês Calvo, Cão de Navio Chinês e Cão Coméstivel Chinês, o Cão de Crista Chinês acompanhava marinheiros chineses por volta de 1530 e tinha como função caçar vermes e ratos. Nos portos, eles eram trocados, e em meados do século XVIII um documento europeu cita um cão sem pelagem, visto em portos chineses. Por volta do século XIX, ele começou a aparecer em pinturas e gravuras europeias.  

A raça se espalhou pela Turquia, Egito, África do Sul e Américas Central e do Sul. Com a ajuda de uma defensora da raça, a americana Ida Garret, o Cão de Crista Chinês começou a se popularizar, no final dos anos 1800, e o primeiro clube da raça americano foi fundado em 1974. Em 1991, a AKC reconheceu o Cão de Crista Chinês.

Características

Essa raça é alerta, ágil e muito amável. Tende a ser muito apegado ao dono. Quando filhote deve ser socializado e treinado para receber a liderança de toda a família. Essa atitude irá ajudar a não desenvolver comportamento inconveniente e timidez excessiva. Com crianças é amigável e brincalhão. Ativo, gosta de escalar e cavar buracos. O Cão de Crista Chinês é silencioso e não possui o odor característico dos cães.

  • Pequeno, ativo e gracioso
  • Duas variações: Deer Type, de ossatura fina, e Cobby Type, de constituição e ossatura mais pesada
  • Cabeça lisa, sem excesso de rugas e com crânio ligeiramente arredondado e alongado
  • Focinho seco que estreita-se ligeiramente, com trufa estreita e qualquer cor aceita
  • Maxilares fortes, com perfeita e regular mordedura em tesoura
  • Bochechas magras, planas e que se afilam até o focinho
  • Olhos escuros, de tamanho médio e formato amendoado, bem separados
  • Orelhas inseridas baixas, grandes e eretas; nos Powder Puffs as orelhas caídas são permitidas
  • Pescoço magro, longo e portado alto e arqueado
  • Dorso plano; peito largo e profundo
  • Patas de lebre estendidas, estreitas e longas, com unhas longas de qualquer cor
  • Cauda inserida alta, longa e afilada, com franjas longas e flutuantes
  • Pele fina, lisa e quente ao toque
  • Qualquer cor é aceita

Cuidados básicos

Não há uma frequência obrigatória de banhos. A pele dessa raça, por ficar exposta, requer atenção para a prevenção de irritações e insolações. Dada a sua tendência a ganhar peso, recomenda-se cuidado com a alimentação.

O Cão de Crista Chinês deve viver dentro de casa, pois não tolera de forma alguma o clima frio. A pelagem deve ser mantida raspada para a pele ficar saudável, mas nos dias mais gelados o ideal é evitar sair de casar e vestir o cão com uma roupinha adequada. 

Apesar de gostar de crianças, ele é ideal para lares com crianças maiores, pois seu tamanho reduzido e a falta de pelos fazem com que ele seja fácil de se machucar. Eles não devem ser deixados sem supervisão com crianças e outros animais para evitar ferimentos. 

Alguns dizem que é importante passar hidratantes e protetor solar na pele da variação sem pelo. Consulte seu veterinário sobre o assunto, pois acredita-se também que isso possa aumentar a oleosidade e provocar acne. Banhos quinzenais já ajudam a manter a pele saudável, enquanto o Powder Puff precisa ser escovado a cada dois dias e ter o focinho raspado a cada duas semanas. 

O treinamento pode ser complicado, pois ele é teimoso, mas reforço positivo é a solução. Quanto aos exercícios, brincadeiras dentro de casa são suficientes, bem como brinquedos e jogos que o estimulem mentalmente. 

Alimentação

A quantidade de ração varia de acordo com o peso e o tamanho do animal e pode ser encontrada nas embalagens.

Deve-se alimentar o cão de duas a três vezes por dia e manter água à vontade. Cães de pequeno porte consomem rações small breed.

A qualidade da ração é fundamental para a saúde do animal. As do tipo Premium e Super Premium são as nutricionalmente balanceadas.

Até os doze meses, o Cão de Crista Chinês é considerado filhote. Nesta fase, a quantidade de ração varia de 90 a 95 gramas por dia. O alimento indicado são rações específicas para filhotes.

A partir de um ano o cão é considerado adulto. Deve-se mudar a ração e a quantidade varia de 25 a 75 gramas/dia.

Espaço para criação

Essa raça se adapta bem em apartamento e espaços pequenos. Passeios diários são recomendados para manter o equilíbrio mental e físico do cão. São cães sensíveis a temperaturas baixas e devem usar roupas no inverno.

Saúde

A variação sem pelos pode sofrer de uma espécie de acne canina, e por isso precisa de banhos regulares, a cada uma ou duas semanas; caso contrário, pode sofrer com cravos. Alguns podem sofrer de reação aos medicamentos, incluindo aqueles que visam tratar problemas com pulgas – o que não é necessariamente um problema, já que eles dificilmente sofrem com pulgas e carrapatos. 

Outros problemas comuns à raça: 
  • Problemas dentários: os cães sem pelos têm dentes pequenos, que podem inclinar para a parte dianteira da boca. É comum que eles percam muitos dentes por volta dos 2 ou 3 anos de idade, e por isso precisem se alimentar apenas de comida úmida;
  • Doença de Legg-Perthes: quando o suprimento de sangue para a cabeça do fêmur é reduzido, essa parte (que se conecta à pelve) começa a desintegrar, provocando dificuldade para caminhar e atrofia do músculo da perna. O problema costuma aparecer por volta dos quatro ou seis meses de idade e é corrigido com cirurgia; 
  • Olho seco: uma deficiência na porção de água do filme lacrimal faz com o olho resseque, deixando as membranas com uma secreção amarelada. Colírios resolvem o problema. 

Curiosidades

É o cão da personagem Cruella De Vil, dos 101 Dálmatas.

Por que ter um Cão de Crista Chinês?

Visualmente, o Cão de Crista Chinês chama a atenção e se destaca em meio a outros cães. Sua personalidade doce e afetuosa o ajuda a conquistar corações: são excelentes cães para a família, pois são companheiros fieis que adoram estar com os seus e lidam muito bem com crianças.

Esse é o cão que vai pular no seu colo para pedir carinho e lamber e fungar na sua mão para mostrar que te ama. Faz de tudo para agradar, é muito devotado e se dá bem com outros animais da casa. Seu comportamento típico é divertido, brincalhão e gentil. 

São silenciosos e adaptam-se bem a apartamentos, pois precisam de pouco espaço para se exercitar. É inteligente, alerta e vai latir (e até morder) estranhos, sendo um ótimo cão de guarda.
Para quem vive em cidades quentes, essa raça é tolerante ao calor, mas cuidado com o sol, pois sua pele sem cobertura pode se queimar com muita facilidade. 

Por que não ter um Cão de Crista Chinês?

Essa é uma raça bastante sensível e que precisa de tutores e treinadores compreensíveis, que não lhe tratem de maneira ríspida. Pode sofrer de ansiedade de separação, pois são muito necessitados de atenção e carinho, e quem passa longos períodos fora de casa pode não ser o tutor ideal. Se ficarem sozinhos muito tempo, vão latir, escalar e escavar para tentar escapar de casa. 

E não pense que o tamanho reduzido o torna um atleta ruim. Eles têm muita facilidade para fugir, desde que encontrem uma brecha, e quando saem em disparada são muito difíceis de capturar, devido à teimosia – outra característica dessa raça. 

Vale frisar que ele não é um cão hipoalergênico e pode, sim, provocar reações alérgicas por conta do seu pelo. A variação sem pelos exige alguns cuidados específicos com a pele.  

Conheça outras raças de cães