Guia de Bichos
Boiadeiro Bernês - undefined

Boiadeiro Bernês

  • Nome no Brasil: Boiadeiro Bernês ou Boiadeiro de Berna
  • Nome original: Berner Sennenhund
  • País de origem: Suíça
  • Preço médio: entre R$ 4 mil e R$ 7 mil
  • Tipo de pelo: Alto

Tudo sobre Boiadeiro Bernês

Porte: grande
Área de criação: média
Energia: alta
Temperamento: dócil

Descrição

  • Grupo: 2 – Pinscher e Schnauzer – Raças Molossóides, Cães Montanheses Suíços e Boiadeiros
  • Porte: 3 – Cães de Gado Suíços 
  • Machos: entre 63 e 70 centímetros/entre 40 e 54 quilos
  • Fêmeas: entre 58 e 66 centímetros/entre 31 e 45 quilos
  • Tipo de pelo: longo, brilhante e reto
  • Temperamento: calmo, forte, autoconfiante, destemido, bondoso e dedicado
  • Expectativa de vida: 6 a 9 anos 
Escala de 1 a 5
  • Para tutores de primeira viagem: 2
  • Energia: 4
  • Inteligência: 4
  • Facilidade de adestramento: 4
  • Como cão de guarda: 5
  • Adapta-se ao calor: 1
  • Adapta-se ao frio: 5
  • Adapta-se bem à vida em apartamento: 1
  • Necessidade de atividades físicas: 3
  • Fica bem sozinho: 1
  • Relacionamento com a família: 5
  • Relacionamento com crianças: 5
  • Relacionamento com estranhos: 5
  • Tendência a latir: 4
  • Tendência à obesidade: 4

Cão de grande porte, com pelagem longa, espessa e lisa, em sua maioria. É tricolor de amarelo, branco e preto e o ideal é que tenham as patas e a ponta da cauda brancas. Sua estrutura é forte e seus membros vigorosos. Essa raça é de guarda e para trabalho por ser ágil, forte e concentrada. 

Carinhosamente conhecido como Berner, o Bernese Mountain Dog foi desenvolvido através do cruzamento entre cães de fazenda dos Alpes Suíços e cães Molossóides e Mastiff, trazidos pelos romanos quando esses invadiram os Alpes no primeiro século antes de Cristo. 

Grande, musculoso e capaz de resistir às baixas temperaturas, o Bernese Mountain Dog desempenhava papel essencial nas fazendas suíças, onde puxava carrinhos, acompanhava o gado, vigiava e oferecia companhia. Ele carregava os carros com produtos que sua família levava para vender na cidade. 

Com o tempo, porém, outros meios de transporte surgiram e tiraram do Berner sua função, ameaçando-o de extinção. Os suíços decidiram preservar as raças nativas e criaram um clube de cães chamado Berna, em 1899, patrocinando um show em 1902 para chamar a atenção do público para as raças montanhesas suíças. 

Após a Primeira Guerra Mundial, os primeiros exemplares da raça começaram a ser exportados, chegando aos EUA e Inglaterra. Foi em 1937 que a AKC reconheceu a raça, após um canil em Louisiana importar um casal de Berners da Suíça. 

Características

Um cão amável e ideal para crianças. Amadurece com dificuldade, o que o faz parecer filhote mesmo após a idade adulta. Seu temperamento é dócil e bem intencionado. 

Uma raça inteligente e de fácil adestramento, se relaciona muito bem com outros cães e outras pessoas. Precisa de companhia constante e espaço para brincar. Não deve ficar confinado em canis ou quintais sem o contato com pessoas. Embora amável, deve-se cobrar a liderança sobre o cão constantemente, principalmente enquanto filhote, para que o animal se equilibre e respeite o dono. Devido a sua pelagem espessa é muito sensível ao calor.

  • Tamanho médio, forte, ágil e com membros robustos;
  • Pelagem longa com três cores;
  • Cabeça forte, com crânio pouco arredondado;
  • Focinho forte, de comprimento médio e nariz preto;
  • Mordida de tesoura forte e completa;
  • Olhos amendoados, castanho escuros e pálpebras bem fechadas;
  • Orelhas altas, triangulares e de tamanho médio, penduradas próximas à cabeça quando em repouso;
  • Pescoço forte, musculoso e de comprimento médio;
  • Lombo amplo e forte, peito largo e profundo;
  • Cauda espessa e pendurada para baixo;
  • Patas dianteiras curtas, arredondadas, com dedos bem unidos e arqueados; patas traseiras menos arqueadas;
  • Pelagem longa e tricolor: preta, castanha e branca.

Cuidados básicos

Precisa de passeios diários para liberar energia. Não há uma frequência obrigatória de banhos.

Se deseja adquirir um Berner certifique-se de que está comprando de um canil ou criador responsável. Não incentive a criação de cães para fins lucrativos sem preocupação com a qualidade e saúde da raça, e preste atenção principalmente com a importação de cães de países estrangeiros. 

Como esse é um cão de grande porte, o treinamento deve começar cedo – você não vai querer tentar ensinar um cão desse tamanho quando for adulto. Obediência e socialização, além de comandos básicos, são os mais recomendados. Ele gosta de aprender, então novidades são sempre positivas. 

Cuidado com crianças pequenas e idosos, pois ele pode acidentalmente machucá-los ou derrubá-los. Ele pode apresentar comportamentos desagradáveis e irritantes se ficar longe da família, como ladrar, cavar e mastigar. 

Exercícios diários são recomendados para o seu Bernese Mountain Dog, mas nada que exija muito: caminhadas, passeios de coleira e brincadeiras fazem bem a ele. O pelo precisa ser escovado até duas vezes na semana, e ele não lida bem com o calor, portanto evite sair nos dias mais quentes.

Alimentação

A quantidade de ração varia de acordo com o peso e o tamanho do animal, e pode ser encontrada nas embalagens.

Deve-se alimentar o cão de duas a três vezes por dia e manter água à vontade, sempre fresca, na vasilha.

Cães de grande porte consomem rações large breed.

A qualidade da ração é fundamental para a saúde do animal. As do tipo Premium e Super Premium são as nutricionalmente balanceadas.

Até os doze meses, o Berner Sennehund é considerado filhote. Nesta fase, a quantidade de ração varia de 90 a 425 gramas por dia. O alimento indicado são rações específicas para filhotes.

A partir de um ano o cão é considerado adulto. Deve-se mudar a ração e a quantidade varia de 295 a 425 gramas/dia.

Espaço para criação

Não deve ser criado em apartamento e nem em canis ou quintais onde o cão fique longe da presença dos donos. Por ser de grande porte, precisa de espaço e de passeios diários. Sensível ao calor devido a sua pelagem espessa.

Saúde

Os dados não são positivos para o Berner, que atualmente luta para sobreviver. A base genética dessa raça é muito pequena, o que os leva a inúmeros problemas de saúde relacionados à endogamia. O resultado é uma grande manifestação de genes recessivos que resultam na perda de variância. 

Além disso, por ser uma raça dócil e muito bonita, a criação irresponsável em canis acontece de forma descontrolada. Criadores sem escrúpulos produzem filhotes da raça sem se preocuparem com nada além de lucro, resultando em pets pouco saudáveis – tanto que a expectativa de vida dessa raça é, no máximo, 8 anos. 

Entre os problemas de saúde comuns a outros cães estão displasia de quadril e cotovelo, atrofia progressiva da retina, torção gástrica e câncer. Veja outros problemas que pode atingir o Berner: 
  • Shunt portossistêmico (PPS): os vasos sanguíneos, nessa anomalia congênita, permitem que o sangue evite o fígado e, dessa forma, não seja filtrado como deveria, provocando anormalidades neurocomportamentais, falta de apetite, hipoglicemia, problemas gastrointestinais e no trato urinário e crescimento atrofiado. Os sintomas aparecem antes dos dois anos e a cirurgia é a melhor opção de tratamento; 
  • Doença de von Willebrand: o processo de coagulação é afetado, provocando hemorragias nasais, sangramento nas gengivas, sangramento excessivo após cirurgias, ciclos de calor ou parto. Não há cura e o problema aparece entre 3 e 5 anos de idade; 

Curiosidades

Por que ter um Bernese Mountain Dog?

Um cão lindo e doce. Essa é a melhor definição possível do Berner, que além de muito gentil e de temperamento fácil, é um ótimo cão de trabalho para quem tem fazenda. Ele gosta de ter algo para fazer e vai ficar feliz em ajudar. 

Leal, afetuoso e muito inteligente, ele aprende rápido, é fácil de ser treinado e gosta de ficar junto da família, sendo incluso nas atividades da casa. Ele é alerta e naturalmente protetor, então vai cuidar da família e da casa, mas não é agressivo, tanto que se dá muito bem com crianças e adultos de todas as idades. 

O Boiadeiro Bernês um cachorro muito calmo e parece estar sempre de bem com a vida, além de gostar de aprender coisas novas. Um companheiro ideal para quem mora em uma casa grande e com espaço de sobra para ele correr, brincar e se exercitar. 

Por que não ter um Bernese Mountain Dog?

O tamanho do Berner pode ser um enorme – sem trocadilhos – empecilho, especialmente se você vive em um apartamento ou casa pequena. Ele precisa de espaço para se exercitar, e também pode ser difícil transportá-lo caso fique doente.

É uma raça que deve viver dentro de casa com a família, e não do lado de fora, mas saiba que ele solta pelo, principalmente na primavera e no outono, o que pode dar um trabalho excessivo na limpeza. Ele também amadurece devagar, tanto física quanto mentalmente, e pode agir como filhote mesmo quando atingir o tamanho de adulto.

O lado mais triste do Berner, porém, é seu curto tempo de vida. Ele vive, no máximo, oito anos, pois apresenta uma série de problemas de saúde comuns ao porte grande, fazendo com que o sofrimento de se despedir do seu amigo não demore a acontecer. 

Os custos com o veterinário também podem ser altos, já que ele tem uma saúde delicada. 

Conheça outras raças de cães