Guia de Bichos
Austrian Pinscher - undefined

Austrian Pinscher

  • Nome original: Österreichischer Pinscher
  • País de origem: Áustria
  • Tipo de pelo: Médio

Tudo sobre Austrian Pinscher

Porte: médio
Área de criação: grande
Energia: alta
Temperamento: amigável

Descrição


  • Porte: médio
  • Altura do macho: 42 a 50 cm 
  • Altura da fêmea: 42 a 50 cm 
  • Peso do macho:12 a 18 kg
  • Peso da fêmea: 12 a 18 kg
  • Expectativa de vida: 12 a 14 anos
  • Temperamento: brincalhão, alerta, vivaz amigável
  • Pelagem: Possui dupla pelagem, com a camada externa formada por pelo grosso, liso e de comprimento curto a médio. O subpelo é curto e espesso

Escala de 1 a 5 

  • Para tutores de primeira viagem: 1
  • Energia: 5
  • Inteligência: 4
  • Facilidade de adestramento: 2
  • Como cão de guarda: 3
  • Adapta-se ao calor: 3
  • Adapta-se ao frio: 3
  • Adapta-se bem a vida em apartamento: 1
  • Necessidade de atividade física: 5
  • Fica bem sozinho: 4
  • Relacionamento com crianças: 5
  • Relacionamento com estranhos: 3
  • Tendência a latir: 2
  • Tendência a obesidade: 2



Cão de médio porte. Possui dupla pelagem, com a camada externa formada por pelo grosso, liso e de comprimento curto a médio. O subpelo é curto e espesso. Encontrado geralmente em tons avermelhados, do ruivo ao louro-escuro. Também pode ser preto e castanho. Possui manchas brancas no peito, focinho, pescoço, patas e na ponta da cauda. As orelhas são pequenas e levemente dobradas. 

Apesar de não ser uma raça pura até o século XX, o Austrian Pinscher é uma raça bem antiga que consegue traças suas origens há muitos séculos. Pinturas de 1700 mostram cachorros que são indênticos ao Austrian Pinscher moderno, e se acredita que esses são os documentos mais antigos da raça. Como esses cachorros já se encontravam na forma moderna, é bastante possível que a raça seja consideravelmente mais velha, e muitos pensam que a raça já estava presente em sua terra natal por alguns séculos.

O Austrian Pinscher é membro de um grupo de raças de cachorro conhecidas como Pinscher/Schnauzer. Essa família consiste em um número de raças originalmente encontradas em terras que falão Alemão. Apesar de alguns desses animais serem criados para companhia, a vasta maioria foi originalmente criada para ser um cão trabalhador. Seus trabalhos incluíam erradicar vermes e alertar o dono da chegada de estranhos.

Junto ao Spitzen, Pinschers são provavelmente os cachorros mais antigos da Alemanha. Não é claro como ou quando essas raças foram desenvolvidas pela primeira vez, mas eles são encontrados desde que documentos escritos começaram a ser guardados no século XIII. A origem do nome Pinscher também não é clara, e enquanto muitos concordam que ela era aplicada a esses cachorros para descrever seu estilo de ataque, outros dizem que a palavra é descendente da palavra inglesa “pinch”.

Independente da forma como os Pinschers foram criados, eles se espalharam por todas as terras que falavam Alemão. Apesar do motivo não ser claro, o Austrian Pinscher se desenvolveu em uma raça completamente diferente daquelas que se encontravam em outras regiões da Alemanha. É possível que os criadores, no processo de criar cachorros que se encaixassem nas condições locais pelo curso de muitos séculos, criaram um cachorro com uma função única. É também possível que o Austrian Pinscher tenha sido influenciado por raças que não eram Pinschers de países vizinhos como Itália, Croácia e Eslovênia. A partir de 1500, a Áustria começou a se expandir, o que enventualmente levou a criação do Império Áustro-Húngaro, o que espalhou o cachorro por novos territórios.

Fazendeiros Austríacos criavam seus cachorros quase exclusivamente por suas habilidades de trabalho. Eles não se importavam com pedigree e com a pureza das linhagens, contanto que o cachorro fosse capaz de fazer o que lhes era imposto. Além disso, eles não queriam cachorros que fossem bravos com as crianças ou que fossem agressivos com os animais de fazenda que eles criavam. Como resultado, os instintos de caça e agressão da raça se reduziram.

A Primeira Guerra Mundial foi devastadora para a Áustria, que foi derrotada e perdeu quase todo o seu território. O Austrian Pinscher viu seus números diminuírem drasticamente, mesmo que a raça tenha conseguido sobreviver ao conflito em melhor forma do que muitas outras raças.

Pela década de 1970, a situação da raça Austrian Pinscher era bem alarmante. Somentre uma fêmea fértil de nome Diocles of Angern era registrada. Alguns criadores dedicados começaram a coletar outros Pinschers sem pedigree de fazendas austríacas, focando naqueles que mais combinavam com a raça. Infelizmente a raça continua sendo extremamente rara até os dias de hoje, devido a todos os problemas que ela veio a enfrentar durante a sua história.

Características

É bastante ativo, originalmente um cão de fazenda. É atento, brincalhão, amigável, amoroso e devotado à família e ao dono. Apesar de pequeno é um ótimo cão de guarda, pois é corajoso e late a qualquer sinal estranho. Pode conviver com outros cães, desde que socializado. Reservado com desconhecidos. Indicado para pessoas que têm tempo e disposição para se dedicar ao animal.

Sua característica temperamental pode ser modificado de acordo com a criação, é bastante adaptável e pode ser amoroso e companheiro da família, mas nunca irá abandonar seu extinto e se fará sempre presente.

Cuidados básicos

O pelo do Austrian Pinscher não requer cuidados especiais, apenas escovação semanal é suficiente para mantê-lo limpo. Esta raça é hiperativa e, se não tiver espaço para correr, precisa ser levada para passear duas vezes por dia.

Alimentação

A quantidade de ração varia de acordo com o peso e o tamanho do animal e pode ser encontrada nas embalagens.
Deve-se alimentar o cão de duas a três vezes por dia e manter água à vontade.
A qualidade da ração é fundamental para a saúde do animal. As do tipo Premium e Super Premium são as nutricionalmente balanceadas.
Até os doze meses, o Austrian Pinscher é considerado filhote. Nesta fase, a quantidade de ração varia de 95 a 145 gramas por dia. O alimento indicado são rações específicas para filhotes.
A partir de um ano o cão é considerado adulto. Deve-se mudar a ração e a quantidade varia de 125 a 195 gramas/dia.

Espaço para criação

Não é uma raça recomendada para apartamentos. Precisa de espaço para correr e se adapta melhor a áreas rurais. Pode ser criado na cidade, desde que a casa tenha quintal.

Saúde

A raça pode desenvolver displasia do quadril, e alguns problemas cardíacos. É importante se consultar com o veterinário regularmente, e também é importante que o cachorro seja vacinado antes de sair de casa.

Curiosidades

Por que ter um Austrian Pinscher?

Um cachorro amigável e cheio de energia, o Austrian Pinscher é perfeito para quem mora em uma grande casa. Ele se dá bem com as crianças e também é muito amoroso com sua família, que ele sempre irá proteger de todos os perigos.

Por que não ter um Austrian Pinscher?

O Austrian Pinscher é uma raça de cachorro que precisa de muito espaço para se exercitar e se desenvolver, se não pode ter vários problemas de saúde e corre o risco de se tornar obeso. Não é indicado para a vida em apartamentos e em locais pequenos.
Conheça outras raças de cães