Guia de Bichos
Africanis - undefined

Africanis

  • Nome no Brasil: Africanis
  • Nome original: Africanis
  • País de origem: África do Sul
  • Tipo de pelo: Curto

Tudo sobre Africanis

Porte: médio
Área de criação: grande
Energia: alta
Temperamento: amigável

Descrição

Cão de médio porte. Possui corpo longo, musculoso e pelo curto. É encontrado em diversas cores, inclusive tigrado. As orelhas são pontiagudas e apresenta uma espécie de crista de pelos atrás da cabeça. 
  • Grupo: 11 - raças não reconhecidas pelo FCI
  • Altura macho: 48 a 56cm 
  • Altura fêmea: 46 a 51cm 
  • Peso: 25 a 40kg
  • Temperamento: amigável, protetor e calmo
  • Tipo de pelo: curto e fino
  • Função original: cão de caça
  • Expectativa de vida:12 a 13 anos 

Escala de 1 a 5
  • Para tutores de primeira viagem: 2
  • Energia: 5
  • Inteligência: 5
  • Facilidade de adestramento: 4
  • Como cão de guarda: 5
  • Adapta-se ao calor: 3
  • Adapta-se ao frio: 3
  • Adapta-se bem à vida em apartamento: 1
  • Necessidade de atividades físicas: 5
  • Fica bem sozinho: 2
  • Relacionamento com a família: 4
  • Relacionamento com crianças: 4
  • Relacionamento com estranhos: 3
  • Tendência a latir: 4
  • Tendência à obesidade: 4

    Alguns registros mostram que a raça, ou cães parecidos com ela, era presente já no Egito, em 4000 a.C. O Africanis é descendente de cachorros trazidos do leste e levados à África, onde foi cruzado com outros inúmeros. Na região do rio Nilo foram encontrados vários fósseis que provam a existência antiquíssima desse cão. 

    O Africanis é um dos únicos pedigrees que se desenvolveram pela seleção natural e não pela criação do Homem. O nome da raça surgiu da ideia de um presidente de um dos clubes de representação da raça, na África. A união entre "canis" (cão) e o continente de origem (África) levou ao que conhecemos hoje. 

    Hoje em dia a raça ainda pode ser encontrada em tribos que mantêm o estilo de vida tradicional. Não é reconhecida por clubes grandes, como FCI e American Kennel Club. 

Características

É um cão ágil e flexível, que atinge grande velocidade. Também é inteligente e leal e por isso utilizado em tribos africanas para a caça. Amigável, apresenta comportamento vigilante e se adapta bem a novas situações.

Uma das qualidades da raça é a inteligência, unida ao perfil simpático. O instinto de caçador unido à lealdade que tem com a família tornam esse cão um excelente guarda, sempre protegendo a propriedade, mas sem agressividade.

É independente, gosta de ter o próprio espaço, mas ao mesmo tempo adora a companhia dos humanos. Apesar de ser um pouco teimoso e autoconfiante pode ser treinado sem grandes desafios. 

O lado companheiro e tranquilo da raça é perfeito para pessoas com filhos pequenos. Adora brincar com crianças, sendo sempre tolerante, enérgico e afetuoso. 

Desconfiança com estranhos é um dos pontos fortes na raça. O fato de ser territorial e protetor faz dele um segurança qualificado. Demora um pouco para aceitar novas pessoas, mas tudo depende da confiança passada pelo tutor.

  • Cabeça longa e afunilada, gradualmente se alargando em direção aos olhos

  • Crânio plano

  • Focinho forte e bastante longo, com maxilares poderosos; ponta nasal é reta e convexa; paralelo à linha do crânio

  • Nariz com narinas largas e abertas

  • Bochechas um pouco desenvolvidas

  • Lábios superiores sobrepostos suavemente

  • Dentes formam uma mordida de tesoura

  • Olhos escuros, ovais e bem pigmentados

    Orelhas pequenas e de textura fina, pontudas e dobrada para trás da cabeça
  • Pescoço moderadamente longo, leve, elegante e musculoso

  • Pernas fortes, bastante longas e finas

  • Antebraços com aproximadamente o mesmo comprimento dos braços

  • Corpo bastante longo e magro

  • Patas de comprimento moderado, com dedos compactos, bem arqueados e almofadas fortes
  • Cauda longa e forte na raiz que se afina para a ponta
  • Peito largo e profundo; até a altura do cotovelo, no mínimo

Cuidados básicos

O Africanis precisa sempre de companhia humana, para manter o respeito ao dono e conviver bem com outros cães. 

Por ser um animal originário da África, está acostumado à vida selvagem, não desenvolve doenças tradicionais dos cães e é muito adaptável, por isso não necessita de cuidados especiais.

A raça tem pelo curto e fino, então, para evitar passar frio, deve ser bem agasalhado nos períodos de inverno e ao sair para passear, em especial. O ideal é viver dentro de casa com a família tanto para evitar sentir frio quanto para estreitar a relação com os humanos.

É muito enérgico e precisa de exercícios bem intensos e brincadeiras, diariamente. O ideal é fazer caminhadas longas ao menos três vezes por semana e viver em um ambiente onde possa correr a ponto de cansar. Morar em apartamento e espaços restritos pode prejudicá-loa ponto de ficar hiperativo e ansioso.

Em casa, lembre-se de cercar o quintal ou qualquer espaço em que ele fique e possa sair sozinho. Isso evita que ele persiga animais pequenos e até os machuque, além de evitar que se meta em apuros correndo no meio de uma rua movimentada.

A exposição e socialização devem começar desde cedo para evitar que seja tímido. Essa é uma raça que se dá melhor vivendo dentro de casa, na companhia dos seus. 

Alimentação

A quantidade de ração varia de acordo com o peso e o tamanho do animal, e pode ser encontrada nas embalagens.
Deve-se alimentar o cão três vezes por dia e manter água à vontade, sempre fresca, na vasilha.
Cães de médio porte consomem rações large breed.
Até os 12 meses, o Africanis é considerado filhote. Nesta fase, a quantidade de ração varia de 95 a 140 gramas por dia. O alimento indicado são rações específicas para filhotes (pupppy large).
A partir de um ano o cão é considerado adulto. Deve-se mudar a ração e a quantidade varia de 150 a 220 gramas/dia.
A qualidade da ração e fundamental para a saúde do animal. As do tipo Premium e Super Premium são as nutricionalmente balanceadas.

Espaço para criação

Precisa de espaço aberto e companhia o tempo todo. O ideal é viver na área rural e ter ambientes onde possa correr e queimar energia. Apartamento e espaços restritos não são indicados.

Saúde

Embora seja uma raça tipicamente saudável, pode desenvolver problemas de saúde como torção de estômago e câncer nos ossos. A saúde desse cão depende muito também da atividade física, combinada ao fato de dormir bastante pelo resto do dia depois. 

Sua estrutura magra, fina e comprida, típica de um cão corredor, diminui as chances de ter displasia do quadril - uma falha no encaixe do osso do quadril, que causa inflamação e dores agudas nas articulações.

Curiosidades

​Por quê ter um Africanis?
A raça é leal, amável e tranquila de lidar. Com certeza é uma ótima companhia para quem espera um cão inteligente e alerta, mas que seja afetuoso e calmo ao mesmo tempo. Equilíbrio faz parte da personalidade dele, que passa longe da agressividade e raramente demonstra braveza. 

Para esse cachorro, ficar com a família pode ser divertido, assim como é independente e não se incomoda em ficar sozinho. Isso é bom para pessoas muito ocupadas que não conseguem dar muita atenção a ele com constância - o que não é sinônimo de abandoná-lo.

É bastante ativo e perfeito para quem está disposto a levá-lo para passear diariamente e incentivá-lo por meio de brincadeiras e corridas intensas. Será mais feliz se tiver uma casa grande, quintal ou jardim para liberar a energia acumulada. Além disso, a área rural é a melhor para receber esse cão, já acostumado a esse ambiente.

Por quê não ter um Africanis?
A socialização é fundamental para evitar timidez, em especial com relação a estranhos. O instinto de cão de caça e de guarda o deixa desconfiado com quem não conhece. É importante o tutor demonstrar confiança com pessoas novas para o cachorro se acostumar. 

A raça se adapta muito melhor no ambiente rural do que em grandes cidades, além de precisar de espaço grande para correr e brincar. O ideal é viver em uma casa grande e, se tiver quintal, deve ser cercada para evitar fugas se o cão quiser perseguir outros animais.

É um cachorro raro de ser encontrado no Brasil e é provável ter de importá-lo se quiser um dessa raça.
Conheça outras raças de cães