Guia de Bichos
Cavalo Marinho - undefined

Cavalo Marinho

  • Nome no Brasil: Cavalo Marinho
  • Tipo de água: Salgada
  • País de origem: Oceano Atlântico e Pacífico

Tudo sobre Cavalo Marinho

Descrição

  • Comprimento: 9,5 a 17,5 cm
  • Expectativa de vida: 2 a 5 anos 
  • Cor: podem aparecer nas cores amarela, vermelha ou marrom. 
  • Escala de saúde (1 a 5): 2

Peixe ósseo, como as sardinhas e os bagres, é considerado um animal exótico e pertence ao gênero Hippocampus . Tem características semelhantes às do camaleão, como mudar de cor e mexer os olhos independentemente um do outro. Em todos os oceanos existem trinta e duas espécies de cavalos-marinhos. Algumas espécies podem ser confundidas com plantas marinhas e com corais. Possui uma cabeça alongada com filamentos que lembram a crina de um cavalo. Nadam com o corpo na vertical, movimentando rapidamente as suas barbatanas.

O Cavalo-Marinho  geralmente é encontrado em mares de locais tropicais e em áreas rasas e protegidas, como os recifes de corais. As espécies estão espalhadas nos mares do mundo, no Brasil, por exemplo, são encontradas duas espécies: o Hippocampus erectus e o Hippocampus reidi

Todas as espécies ao redor do mundo são consideradas ameaçadas de extinção. Cavalos-marinhos são grande alvos de caça principalmente pelo fato de serem utilizados na medicina tradicional chinesa, indonésia e de outras etnias que preferem não utilizar os que não são provenientes da natureza. Por isso se você quiser ter um exemplar em casa, dentro de um aquário, compre apenas de criadores, nunca tire um da natureza. 


Características

Vive em águas temperadas e tropicais. A reprodução ocorre na primavera. Os ovos postos pela fêmea são fertilizados pelo macho que os guarda em uma bolsa na base de sua cauda. Dois meses mais tarde, os ovos se abrem e o macho expele os filhotes, que são transparentes e têm pouco mais de um centímetro. Sobem logo à superfície para encher suas bolsas de ar e assim conseguirem se equilibrar na água. Já se tornam independentes de seus pais, mesmo sendo frágeis. A cauda longa permite que ele se agarre às plantas submarinas enquanto se alimenta de pequenos crustáceos.

  • Cabeça alongada com nariz comprido
  • Olhos laterais e independentes
  • Pontas nas costas que parecem a crina de um cavalo
  • Calda enrolada
  • Capacidade de mudar de cor

Cuidados básico

Aquário

O tamanho do aquário vai depender da quantidade de cavalos-marinhos que você deseja ter em casa. Entre 1 e 4 o ideal é que o recipiente seja capaz de suportar 100 L. Caso tenha mais do que quatro, aumente o tamanho de forma proporcional. 

É importante medir o pH da água semanalmente, para garantir a sobrevivência da espécie. No caso do cavalo marinho, deve ser de 8,0 a 8,2. Qualquer variação acima ou abaixo prejudica o animal. A temperatura ideal da água é de 28°C. Este peixe prefere uma iluminação moderada. As taxas de oxigenação também são importantes. 

Assim como acontece com aquários de outros tipos de peixe o local escolhido deve ter condições adequadas, ou seja, não bater muito sol, não ter corrente de vento e não ser muito escuro. A iluminação do aquário deve ser feita de forma artificial e controlada. 

Decorando o aquário

Na natureza os cavalos-marinhos costumam ser encontrados em recifes, corais, mangues. Para tentar reproduzir da melhor forma o ambiente natural deles, coloque esconderijos artificiais. Se preferir pode colocar naturais, mas isso acaba tornando a limpeza do aquário mais difícil. 

Limpeza do aquário

Manter a água do aquário de um cavalo-marinho limpa não é uma tarefa fácil. Para que a missão seja cumprida de forma eficaz o sistema de filtragem do aquário precisará ser muito eficaz. Filtros de vasilhame, de energia suspensa ou embutidos são indicados. Mas é preciso ficar atento ao fluxo de água, ele não pode ser forte, por isso se usa barras de pulverização ou difusores de fluxo. 

Além disso, para evitar que resíduos fiquem na água é recomendado que um skimmer de proteína seja instalado no aquário. 

Todo esse sistema elaborado não é suficiente para a manutenção, o dono precisará fazer limpezas periódicas. Um quarto da água deve ser trocada a cada duas semanas. Manter as condições de salinidade, PH, temperatura e salinização depois é fundamental. 

Saúde

Como já deve ter ficado bastante claro, cuidar de um aquário de água salgada para cavalos-marinhos é uma tarefa bastante difícil. Manter a água nas condições ideias e ter um ambiente que deixe o animal tranquilo pode ser muito caro e trabalhoso. Exatamente por causa disso boa parte dos aquários que abrigam essa espécie não são ideais. Em uma situação adversa o animal fica estressado e passa a apresentar baixa imunidade, se tornando mais suscetíveis a doença. Talvez essa seja uma boa explicação para a quantidade de problemas de saúde que esses animais apresentam. 

Se você tem um aquário com exemplares em casa mantenha um controle diário das condições do aquário e observe se algum dos animais apresenta alguma alteração em sua aparência. Conte sempre com a ajuda de um especialista para qualquer problema. 

Alimentação

O cavalo-marinho é um animal carnívoro e na natureza costuma se alimentar de plâncton, crustáceos, moluscos e vermes. Portanto, esqueça a ração quando o assunto é alimentar o seu de estimação. Especialistas costumam indicar que o dono ofereça alimentos congelados, mas eles precisam ser variados. Confira a lista com as melhores opções:
  • Camarão de salmora
  • Camarão Ghost
  • Plâncton
  • Todos os tipos de krill
  • Cyclops
Vale enfatizar que cavalos-marinhos não possuem o costume de ir atrás de seu alimento, eles são animais conhecidos como predadores de emboscada, costumam se segurar em uma planta marinha com o rabo e sugar as comidas que passam na sua frente com seu focinho tubular. Por essa característica não se deve oferecer todo o alimento de uma vez. Alimente-o no mínimo três vezes por dia em pequenas quantidades, dando o tempo que ele necessita para se alimentar. Caso contrário o congelado que foi posto no aquário pode acabar sendo levado pelo filtro. 

Ter a ajuda de um alimentador inteligente na hora de dar comida ao cavalo-marinho pode tornar o trabalho mais eficaz. 

Espaço para criação

O cavalo marinho precisa de um aquário com rochas, plantas e outras espécies, pois elas facilitam a proliferação dos micro-organismos que alimentam o animal. O aquário deve ter, no mínimo, 100 litros. 
A reprodução dos cavalos-marinhos é algo bastante curioso. Diferente dos outros animais, é o macho quem "engravida". Geralmente o acasalamento ocorre durante o período da primavera, a fêmea escolhe o macho mais atraente em tamanho e detalhes corporais, enquanto o macho tenta conquistá-la através de uma dança do acasalamento. Quando o casal se escolhe, a fêmea deposita os ovos na bolsa encubadora do macho (que fica na calda), onde eles serão fertilizados e desenvolvidos. Após dois meses do cruzamento nascem os filhotes, que serão transparentes no início da vida. 
Veja outras raças de peixes