Guia de Bichos
Canário Belga / Canário do Reino - undefined

Canário Belga / Canário do Reino

  • Nome no Brasil: Canário Belga / Canário do Reino
  • País de origem: Ilhas Canário

Tudo sobre Canário Belga / Canário do Reino

Descrição

  • Tamanho: 14 a 15 centímetros de comprimento
  • Escala de saúde (1 a 5): 4
  • Temperamento: dócil e adaptável
  • Cor: amarelo
  • Expectativa de vida: 40 anos

    Pertencente à família dos fringilídeos, o canário-belga é um pássaro de porte pequeno. A cabeça é pequena e estreita, as pernas longas, o peito arredondado e cheio. A plumagem é compacta e lisa, sem frisos. Sua cor padrão é o amarelo


    O Canário-Belga , de coloração amarela, é o mais comum no Brasil, dentre outros 400 tipos existentes. A origem desse pássaro está descrito no próprio nome: Bélgica. Mas na verdade seus ascendentes são oriundos das Ilhas Canárias (o que dá sentido ao nome da ave). Também pode ser chamado de "Canário do Reino" por ter vindo de Portugal. 

    Como é um animal de origem estrangeira não precisa da permissão do IBAMA (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Renováveis. 

Características

Este canário é conhecido por sua poderosa voz. Adora cantarolar, porém, para tal, é preciso que ele esteja em um ambiente calmo e tranquilo, do contrário, poderá sofrer com o estresse. Esta ave adora a companhia de seres humanos e costuma cantar para recebê-los.

Consegue se adaptar a diferentes ambientes; desde grandes aviários ao ar livre até gaiolas dentro de casa. É muito bonito e chama atenção de busca aves pequenas, amáveis e bem bonitas. Participa de competições de beleza e de canto.
  • Cabeça pequena e estreita
  • Pernas finas e longas
  • Plumagem compacta e lisa, sem frisos
  • Peito arredondado e cheio
  • Cauda bem longa e larga
  • Bico pequeno e reto
  • Asas curtas e penas abundantes
  • Olhos bem pequenos, escuros e bastante separados

Cuidados básico

Alguns cuidados com as aves devem ser diários, como a troca da água e a limpeza do viveiro. Os comedouros devem ser limpos regularmente para evitar a formação de bolor, causada por restos de alimentos. 

Muitas aves adoram se banhar e essa prática faz bem à saúde do animal. Portanto, é recomendado deixar à disposição uma banheira com água sempre limpa, para que se refresque.

Apesar de vulneráveis às doenças respiratórias, os canários logo se curam se prontamente tratados com medicamentos vendidos em lojas especializadas, mas é preciso separar o pássaro doente, no caso de enfermidades mais prolongadas. 

É recomendável manter limpo o local de criação e fora do alcance do sol e do vento. Para evitar acúmulo de sujeira e falta de ventilação, mantenha a posição da gaiola a dois centímetros da parede. Deve ser limpa diariamente e o piso precisa ser trocado e higienizado, com bucha e água corrente.




Alimentação

A ração para qualquer ave deve ser muito bem balanceada. Existe no mercado uma grande variedade de marcas e composições específicas para cada espécie. O armazenamento do alimento deve ser feito com cuidado mantendo as devidas condições de ventilação e higiene. Além da ração, estas aves podem se alimentar também de ovo cozido, couve, almeirão, alpiste e jiló.

É comum os pais canários regurgitarem o alimento mastigado na boca dos filhotes. Por isso, deixe os comedouros sempre abastecidos.

Espaço para criação

O canário não dá trabalho, exige pouco espaço e sua criação pode ser feita na cidade ou em áreas rurais, servindo até como terapia para algumas pessoas. 

Porém, como é pequeno e frágil, demanda cuidados no manejo. Quando em grupo, os pássaros podem ser acomodados em viveiros; casais podem ficar em gaiolas separadas. As gaiolas mais recomendadas são as de arame galvanizado, que podem ser encontradas facilmente no varejo. Deve conter poleiros de madeira, com ranhuras e no formato cilíndrico. Os bebedouros e comedouros devem ser do tipo meia-lua. O melhor é ter três potes diferentes porque eles fazem esse número de refeições ao longo do dia. 

O ideal é ter uma grade removível do lado de dentro da gaiola para separar a fêmea do macho fora do período de acasalamento. Do lado de fora é bom ter suportes para apoiar os potes de comida e água. 

O local deve ser bem arejado e contar com boa incidência de luz. 
O personagem ''Piu Piu'', um passarinho amarelo, é um Canário. Esse desenho animado foi criado em 1940 e faz parte da série Looney Tunes. 

Saúde

Essa ave tem tendência a ter doenças respiratórias. Nesse caso deve ser levado ao veterinário rapidamente e tratado com medicamentos. Além de ser isolado de outros animais para evitar o contágio. 

Normalmente essa ave atinge a maturidade ao atingir um ano de idade e sua reprodução costuma ser no período da primavera. Quando a cloaca da fêmea fica inchada sinaliza que está pronta para acasalar; já o macho vai arrastar a asa no chão e cantar bem forte para ela. Feito isso, coloque-os na mesma gaiola. O primeiro ovo costuma surgir entre 6 e 8 dias depois doa primeira cópula. Eles chegam a ter oito filhotes e as fêmeas gostam de fazer ninhos para seus bebês. 


Alguns sinais denotam boa saúde da ave:  
  • Penas lisas e brilhantes
  • Narinas secas e olhos brilhantes
  • Come e bebe durante o dia
  • Emite sons
  • Ativa, alerta e sociável 

Sinais de alerta:

  • Penas opacas e quebradiças
  • Sonolência excessiva
  • Bico, unhas e pés com escamação
  • Perda de apetite e peso
  • Chiado na respiração
  • Olhos vermelhos ou inchados, espirro ou tosse
  • Fezes com coloração diferente


Por quê ter um Canário Belga / Canário do Reino?
Esse passarinho é amável, adora a companhia de humanos e adapta-se facilmente a diversos ambientes. É ótimo para ter em apartamento e locais pequenos. Tem um canto muito bonito e uma aparência que ganha destaca.

Por quê não ter um Canário Belga / Canário do Reino?

O Canário se adapta melhor em ambientes calmos e tranquilos, onde possa cantar. Se estiver em locais muito barulhentos ou com gente demais pode ficar estressado. O canto diário e constante pode incomodar se você prefere aves mais quietas.
Conheça outras raças de pássaros