Guia de Bichos
Gato Persa - undefined

Gato Persa

  • Nome no Brasil: Persa
  • País de origem: Irã
  • Tipo de pelo: Alto

Tudo sobre Gato Persa

Porte: médio
Área de criação: pequena
Energia: baixa
Temperamento: dócil

Descrição

  • Porte: pequeno a médio
  • Escala de saúde (de 1 a 5): 2
  • Escala de energia (de 1 a 5): 2 
  • Tipo de pelo: longo, de duas texturas principais: sedosa, mais brilhante e resistente (associada a cores dominantes) e de algodão suave (associada a cores como azul e creme). Uma pelagem pesada envolve a cabeça, e no corpo o casaco flui atingindo o chão; a cauda é emplumada e densa
  • Temperamento: inteligente, doce, afetuoso e expressivo
  • Expectativa de vida: 14 a 17 anos 
  • Peso: 3 a 5,5 kg

Gato de pequeno a médio porte, com corpo bem desenvolvido e musculoso. Sua cauda é curta e grossa. O focinho é curto, o que lhe confere uma aparência de cara achatada Possui pelo macio, de comprimento longo e abundante. Esta raça pode ser encontrada em mais de cem diferentes combinações de cores, variando desde o branco-neve até o malhado, que tem aparência de casco de tartaruga. 

As caravanas romanas e fenícias da Pérsia, onde é o Irã moderno, e da Turquia foram as responsáveis por introduzir os antepassados do Gato Persa e Angorá na Europa no final do século XVI. O berço da civilização moderna, a Mesopotâmia, foi responsável por produzir este gato elegante, cujo pelo longo foi resultado de um gene recessivo que apareceu espontaneamente na população das montanhas frias.

O viajante italiano Pietro Della Valle foi atraído pela beleza da raça e é creditado como o responsável pela chegada do Gato Persa em 1626. Ele descreveu o Persa como cinza de pelo muito longo, sedoso e brilhante e que veio da Índia com os portugueses. 
Até o final do século XIX, os gatos de localidades como Pérsia, Turquia e Afeganistão eram conhecidos como gatos asiáticos e criados todos juntos. Os Persas gozaram de um longo reinado como os gatos mais populares e se destacaram em shows por muito tempo. A rainha Victoria, apaixonada pela raça, contribuiu para essa popularidade.

O Persa e o Angorá foram cruzados por um tempo, mas a criação seletiva ampliou a cartela de cores da pelagem, incluindo bicolor, e moldou a raça como a conhecemos hoje. Logo ela superou os Angorás em popularidade.

O gato Persa chegou aos EUA no final do século XIX e os criadores americanos deram início aos seus próprios programas de reprodução com base nos padrões britânicos.

Características

O persa tem uma natureza doce, suave e feliz. É uma raça que precisa se sentir confortável no ambiente em que vive. Prefere uma atmosfera calma. Este gato não exigirá sua atenção, mas ele apreciará quando você a der.
  • Focinho pequeno e achatado
  • Orelhas triangulares e pontiagudas
  • Rabo grande e peludo
  • Olhos ovalados e marcantes
  • Cabeça grande e redonda
  • Pelo comprido e sedoso

Cuidados básico

O pelo do Persa deve ser escovado diariamente para evitar emaranhados e sujeira, principalmente entre os pets de cores claras. A escovação deve ser suave e feita com um pente de metal. Essa raça solta pelo de forma abundante e também deve receber banhos regulares. Cuidado com os olhos, que são proeminentes e podem ficar irritados, e com a umidade, que pode provocar problemas de pele e fungos; seque bem seu gato após lavá-lo.

Sujeiras alojadas nas patas ou nos pelos podem provocar feridas e coceiras. Mantenha a caixa de areia sempre limpa, caso contrário ele vai adquirir o hábito de fazer suas necessidades em outros lugares.

Essa raça não deve viver do lado de fora com outros animais, como outros gatos e cães, pois toda sua estrutura foi feita para ser um companheiro dentro de casa, além do seu casaco não sobreviver à sujeira das ruas. Além disso, essa raça é muito visada por pessoas mal intencionadas, então tome cuidado com fugas ou passeios na rua.


Saúde

A estrutura do gato Persa o torna propenso a uma série de problemas de saúde, além de outras doenças associadas à sua natureza genética. As mais comuns são: 
  • Dificuldade para respirar, que pode provocar barulhos como fungadas e roncos; 
  • Má oclusão dentária, com os dentes mal encaixados na arcada dentária;
  • Sensibilidade ao calor, o que torna essa raça difícil de ser criada em cidades de altas temperaturas;
  • Problemas oftálmicos, como excesso de lágrimas, entrópio e olho de cereja; 
  • Problemas de pele, como micose, infecções por fungos, coceira, vermelhidão, perda de pelo e seborreia oleosa;
  • Doença renal policística.

Alimentação

Gatos devem ter acesso constante a um comedouro e a um bebedouro bem
abastecidos. Preferem água corrente e costumam ingerir mais líquido quando tem essa possibilidade, hábito que previne muitas doenças renais. Uma sugestão é deixar uma fonte em algum canto da casa ou acostumar o animal a beber água da torneira quando for aberta.

A quantidade de ração varia de acordo com o peso do animal, sua atividade física e pode ser encontrada nas embalagens. A qualidade da ração é fundamental para a saúde do gato. As do tipo Premium e Super Premium são as nutricionalmente balanceadas.

Até os doze meses, o Persian é considerado filhote. Nesta fase, a quantidade de ração varia de 30 a 40 gramas por dia. O alimento indicado são rações específicas para filhotes.

A partir de um ano o gato é considerado adulto. Deve-se mudar a ração e a quantidade varia de 40 a 60 gramas/dia.

Espaço para criação

Esta raça gosta da segurança do chão e raramente vai pular para cima dos móveis. É indicado para quem vive em espaços pequenos, como apartamentos, pois seu miado é baixo e raro, além de ser apegado ao dono e ter pouco energia. 

Curiosidades

Por que ter um Gato Persa em casa?

Digno e dócil, de natureza suave e doce, o Persa é um gato que se dá bem com a maioria das famílias, já que aprecia o tempo que passa com elas. Gostam de crianças e de receber carinho daqueles que consideram dignos de sua atenção e são gentis e carinhosos. 

Para quem prefere animais de estimação comportados, o gato Persa não é do tipo que salta entre um móvel e outro ou que vai estragar suas cortinas. Ele gosta de conforto e rotina e prefere uma atmosfera calma. Se você estiver em casa, ele prefere ficar por perto te observando ou curtindo sua atenção de tempos em tempos sem ser carente ou exigente.

Por que não ter um Gato Persa em casa?

O Gato Persa é carinhoso e gosta muito da sua família, mas é reservado e até rancoroso com outras pessoas. Não espere por um pet que vai receber convidados com amor, pois ele dedica-se apenas a quem acha que vale a pena.

Para famílias agitadas ou com ritmo mais intenso, o Gato Persa pode ser “sedentário” demais. Apesar de se dar bem com crianças, ele não é do tipo que gosta de brincar ou correr com elas; prefere, na verdade, receber carinho.

Conheça outras raças de gatos