Guia de Bichos
Dachshund - undefined

Dachshund

  • Nome no Brasil: Dachshund
  • Nome original: Dachshund
  • País de origem: Alemanha
  • Preço médio: entre R$ 1 mil e R$ 2.500
  • Tipo de pelo: Médio

Tudo sobre Dachshund

Porte: pequeno
Área de criação: pequena
Energia: média
Temperamento: amigável

Descrição

  • Grupo: 4 - Dachshunds
  • Machos/Fêmeas: entre 20 e 22 centímetros e entre 5 e 9 quilos (padrão)/ entre 12 e 15 centímetros e até 5 quilos (miniatura)
  • Tipo de pelo: são três tipos, o curto, o duro e o longo. O curto é denso, brilhante, assentado, cerrado e áspero. O duro é denso, assentado, de arame e tem subpelo. O longo é sedoso e brilhante, com subpelo curto e aderente ao corpo; há uma pelagem mais longa debaixo do pescoço e na parte inferior do corpo
  • Temperamento: amigável, equilibrado, apaixonado e perseverante
  • Alimentação: entre meia xícara e 1 xícara e meia de alimento seco de alta qualidade, dividida em duas porções diárias
  • Expectativa de vida: 12 a 15 anos
Escala de 1 a 5
  • Para tutores de primeira viagem: 4
  • Energia: 3
  • Inteligência: 4
  • Facilidade de adestramento: 2
  • Como cão de guarda: 3
  • Adapta-se ao calor: 3
  • Adapta-se ao frio: 1
  • Adapta-se bem à vida em apartamento: 5
  • Necessidade de atividades físicas: 3
  • Fica bem sozinho: 3
  • Relacionamento com a família: 4
  • Relacionamento com crianças: 5
  • Relacionamento com estranhos: 1
  • Tendência a latir: 5
  • Tendência à obesidade: 5

Cão de pequeno porte com corpo alongado, musculoso e com pernas curtas. Seu focinho também é longo. Essa raça pode ser encontrada com três tipos de pelo: curto, duro e longo. Os exemplares de pelo curto são os mais populares e podem ser encontrados nas cores sólidas como o vermelho, o amarelo avermelhado, amarelo, nas versões bicolores de preto ou marrom com manchas em ferrugem e também arlequim tigrado e tigrado-manchado. Os de pelo duro têm uma barba, sobrancelhas e orelhas com pelos mais longos e aparecem nas mesmas cores do que o de pelo curto e também em versões mais escuras, chamadas de “cor de javali”. Já os exemplares de pelo longo possuem franjas no rabo, no pescoço e na parte de baixo do corpo e não diferem em tonalidade dos cães de pelo curto. Em relação ao tamanho, dois são considerados: o padrão e o mini. 

A palavra Dachshund diz muito sobre sua função original: em alemão, “dachs” significa texugo e “hund” é cão. Nos EUA, a raça aparece em três variedades de pelo e dois tamanhos diferentes, a miniatura e padrão, enquanto na Alemanha, país de origem do cão, eles podem ser identificados por três tamanhos, segundo uma medição do tórax.

Foi a variação de pelo curto que deu origem às variações de pelo longo e duro. O Dachshund surgiu na Idade Média, por volta do século XVI, quando foram encontradas referências a um cão baixo de pernas tortas, chamado de cão escavador ou cão texugo. 

Os cães originais surgiram do cruzamento do Pinscher com um Pointer Miniatura francês, e sua função, como o próprio nome diz, é perseguir a presa e entrar na toca, com habilidade para tirá-la de dentro e matá-la. A cauda longa e robusta é para o caçador puxá-lo para fora da toca.

O cão de pelo longo surgiu da cruza da variedade de pelo curto com o Spaniel. O de pelo duro é o mais perfeitamente adaptado para a caça, devido à pelagem que o protege, e vem do cruzamento do Dachshund de pelo curto com o Schnauzer, Dandie Dinmont Terrier e Terrier Escocês.

Em 1800 os cães da raça começaram a ser criados como cães de estimação, especialmente na Grã-Bretanha, onde ganharam a admiração da rainha Victoria. O padrão da raça foi escrito em 1879 e a raça chegou aos Estados Unidos em 1885, onde foi reconhecida pela AKC no mesmo ano. O Clube Germânico do Dachshund foi criado em 1888, e o Clube Americano do Dachshund em 1895.

A Primeira Guerra Mundial fez com que a popularidade da raça, associada à Alemanha, caísse nos EUA. Mas não demorou muito para os cães de carinha amigável conquistarem novamente o coração dos americanos, tanto que essa é a 13ª raça mais popular da América, no ranking da AKC. 


Características

Essa raça precisa de muito treinamento e liderança ou pode se tornar um problema para os donos, especialmente crianças. Sua personalidade viva e destemida pode fazer com que o cão se torne obsessivo e possessivo, latindo sem parar e desafiando constantemente limites. Com liderança e postura firme essa raça pode deixar a irritabilidade de lado e se tornar amigável, dócil e muito apegada à família. Até mesmo a presença de outros cães pode ser considerada. O Dachshund tem o hábito de cavar.

O Dachshund é corajoso, curioso e está sempre em busca de aventuras. Apesar de ser independente, também participa das atividades da família sempre que pode e também se dá muito bem com crianças. Ele se dá muito bem com as crianças de sua família. Alguns costumam latir bastante. 

Normalmente, os de pelo longo podem ser mais quietos e menos parecidos com o terrier. Os de pelo curto são mais ativos. Os do tipo miniatura tendem a ser mais tímidos. 

  • Construção compacta, corpo musculoso, pernas curtas, baixo e alongado; a expressão é alerta e o movimento é ágil e leve;
  • Cabeça alongada e fina, estreitando em direção à trufa; crânio um pouco plano;
  • Focinho longo, suficientemente largo e forte, com nariz bem desenvolvido;
  • Maxilares bem desenvolvidos, mordedura completa e regular de tesoura;
  • Olhos de tamanho médio, ovais, bem separados e marrons; expressão amigável;
  • Orelhas altas, longas, arredondadas e com a borda frontal situada perto da bochecha;
  • Pescoço longo, musculoso e com pele ajustada na garganta;
  • Caixa torácica oval, dorso bem musculoso, sólido e reto; garupa larga e ligeiramente inclinada;
  • Cauda implantada no alto e com pequena curva;
  • Patas dianteiras com dedos arqueados e fortes, resistentes e com boas almofadas; patas traseiras com dedos finos e bem arqueados e almofadas fortes;
  • Cores: nas variações de pelo longo e pelo curto são aceitos unicolor (vermelho, amarelo avermelhado ou amarelo), bicolor (preto ou marrom com manchas castanhas ou amarelas) e arlequim (tigrado e manchado, sempre com preto, cinza e vermelho). Na variação de pelo duro, geralmente, aparece em castanho escuro.

Cuidados básicos

Não há uma frequência obrigatória de banhos. Os cães de pelo longo devem ser escovados diariamente e os de pelo duro tosados duas vezes ao ano. O pelo liso requer higiene básica e ser escovado uma ou duas vezes por semana.

Embora, o Dachshund seja ativo, esse cachorro se satisfaz com passeios moderados na coleira e caçadas no jardim, não precisa de exercícios tão intensos. A raça se adapta bem à vida nas cidades e em apartamentos, mas ele ainda é um caçador e adora se aventurar na floresta.  

Os cães de pelo curto precisam de roupinhas para os dias mais frios, pois sua pelagem não é tão densa quanto as outras duas variações. No entanto, o pelo exige poucos cuidados, apenas uma escovação semanal, enquanto os de pelagem dura e longa precisam ser escovados pelo menos três vezes na semana para evitar emaranhados – os de pelo longo, em especial, nos cotovelos e orelhas.

Essa raça tem muita energia e precisa de brincadeiras e caminhadas ao ar livre para ficar satisfeita. Ao mesmo tempo, seu tamanho reduzido permite jogos dentro de cada, em especial os de busca. Separe uma área do jardim para ele cavar, e se possível permita que ele corra ao ar livre para caçar.

Treinar um Dachshund exige um pouco de paciência, já que eles são teimosos. Seja consistente e firme, e é importante socializá-lo desde pequeno, caso contrário ele pode se tornar ciumento ou tímido.

Alimentação

A quantidade de ração varia de acordo com o peso e o tamanho do animal e pode ser encontrada nas embalagens.

Deve-se alimentar o cão de duas a três vezes por dia e manter água à vontade. Cães de pequeno porte consomem rações small breed.

A qualidade da ração é fundamental para a saúde do animal. As do tipo Premium e Super Premium são as nutricionalmente balanceadas.

Até os doze meses, o Dachshund é considerado filhote. Nesta fase, a quantidade de ração varia de 75 a 95 gramas por dia. O alimento indicado são rações específicas para filhotes.

A partir de um ano o cão é considerado adulto. Deve-se mudar a ração e a quantidade varia de 55 a 75 gramas/dia.

Espaço para criação

Adapta-se bem em apartamento e espaços pequenos.

Saúde

Existem dois cuidados básicos a serem tomados quando se tem um Dachshund em casa. O primeiro deles é controlar sua alimentação, pois eles podem comer demais e, consequentemente, engordar e até se tornarem obesos. Isso colocará mais pressão sobre suas costas, e esse é o segundo cuidado principal que você deve tomar: por ter costas longas, essa raça é suscetível a sofrer com problemas de hérnia de disco ou até paralisia. Não deixe que seu cão salte de lugares altos e apoie suas costas quando for segurá-lo.

Esse “hobby” de comer demais pode levar o cão a sofrer de torção gástrica, problema potencialmente fatal, provocado após ele ingerir uma grande quantidade de comida e entrar em choque. Outros problemas comuns à raça incluem doença do disco intervertebral, devido ao formato de suas costas, diabetes canina, epilepsia e surdez. 

Curiosidades

Alguns registros mostram que a raça Dachshund passou a existir a partir do século XVI. Nesse período começaram a ser feitas referências a um cachorro “baixo de pernas tortas”, chamado de cão escavador, Dacksel ou cão texugo - significado dado ao nome atual 'Dachshund', tipicamente alemão.

Essa raça existe em três variedades de pelo e em dois tamanhos, mas o cachorro que originou o Dachshund tinha o pelo liso e surgiu a partir do cruzamento do bracke, um pointer miniatura francês, com o Pinscher, caracterizado por ser matador de vermes do tipo terrier. Essa raça tem muitas cores diferentes, mas no Brasil normalmente o canela e o preto são mais conhecidos.


O Dachshund também é apelidado de “Salcicha” e isso não só pelo formato do corpo do animal, mas também por uma marca de salcichas que usava o nome da raça em seus produtos. Além disso, esse cachorro 
foi mascote dos Jogos Olímpicos de Munique em 1972. Chamado Waldi, esse Dachshund foi o primeiro mascote oficial nessa competição esportiva mundial.

Por que ter um Dachshund?

Conhecido no Brasil como “cão salsichinha” ou simplesmente “salsicha”, o Dachshund tem uma personalidade deliciosa. São brincalhões, adoram a companhia da família e ser inclusos nas atividades da casa, mesmo sendo independentes. São animados e apreciam a companhia de outros animais do mesmo porte, pássaros e brinquedos.

São uma ótima escolha para apartamentos, devido ao tamanho e à facilidade de cuidar, e podem ser incríveis cães de terapia. Um companheiro versátil, é inteligente, animado e corajoso, e pode até ser um bom cão de guarda, pois estranha pessoas novas e pode latir bastante. 

Se você é do tipo que gosta de aventuras e diversão ao ar livre, mas também aprecia uma boa companhia no sofá, essa raça é para você. O Dachshund é destemido e divertido, além de excelente com crianças.

Diferenças: vale frisar que as variações de pelo podem variar um pouco na personalidade. Os cães de pelo longo podem ser mais quietos e tranquilos, enquanto os de pelo duro podem ser maliciosos, devido à sua linhagem Terrier. Os de pelo curto são mais ativos. 

Por que não ter um Dachshund?

Essa raça pode latir bastante e ser um tanto quanto incômoda por conta disso, principalmente se você convive com muitos vizinhos dentro de um prédio ou condomínio. São cães ciumentos, e podem ficar bastante aborrecidos se sentirem que outros estão recebendo atenção de seus tutores; querem exclusividade. 

Podem ser teimosos e independentes, devido à inteligência que os leva a criar suas próprias regras. Devido à origem como cão de caça de texugos, eles podem perseguir pequenas presas, cavar buracos no jardim e “matar” brinquedos com frequência – e depois enterrá-los. 



Conheça outras raças de cães