Guia de Bichos
Corgi - undefined

Corgi

  • Nome no Brasil: Welsh Corgi Pembroke
  • Nome original: Welsh Corgi Pembroke
  • País de origem: Grã-Bretanha
  • Preço médio: entre R$ 5 mil e R$ 7 mil
  • Tipo de pelo: Médio

Tudo sobre Corgi

Porte: pequeno
Área de criação: pequena
Energia: alta
Temperamento: dócil

Descrição

  • Grupo: 1 – Cães Pastores e Boiadeiros
  • Porte: 1 – Cães Pastores
  • Machos: entre 25 e 35 centímetros/entre 10 e 12 quilos
  • Fêmeas: entre 25 e 35 centímetros/entre 9 e 11 quilos
  • Tipo de pelo: médio, reto e com denso subpelo
  • Temperamento: corajoso, habilidoso, amigável, sociável e inteligente
  • Expectativa de vida: 12 a 14 anos
Escala de 1 a 5

  • Para tutores de primeira viagem:  4
  • Energia:  4
  • Inteligência:  5
  • Facilidade de adestramento:  5
  • Como cão de guarda:  3
  • Adapta-se ao calor:  3
  • Adapta-se ao frio:  4
  • Adapta-se bem à vida em apartamento:  4
  • Necessidade de atividades físicas:  4
  • Fica bem sozinho:  3
  • Relacionamento com a família:  5
  • Relacionamento com crianças:  4
  • Relacionamento com estranhos:  5
  • Tendência a latir:  2
  • Tendência à obesidade:  4

Cão de pequeno porte, com pelo de comprimento mediano, liso e semi-duro. A camada interna da pelagem é densa. Encontrado nas cores vermelho, fulvo, preto e castanho. Pode apresentar manchas brancas nas pernas, peito e pescoço.

Pembrokeshire, no País de Gales, é o condado onde essa raça surgiu e que também lhe deu o nome. A história do Corgi Pembroke, porém, não é muito clara e detalhada. Sua função original era auxiliar na condução e criação do gado, e por isso alguns historiadores afirmam que ele descende do Vallhunds, cães de gado suecos levados ao País de Gales pelos Vikings nos séculos IX e X. Um cão de gado Welsh foi mencionado em um livro do século XI.

Na década de 20 o Corgi Pembroke deixou o trabalho de lado e começou a participar de exposições. Os criadores começaram a se esforçar para aprimorar sua aparência, o que aumentou a popularidade da raça, bem como as diferenças com o Welsh Corgi Cardigan. Na época, eles eram mostrados como se pertencessem à mesma classe, mas o Kennel Club separou as raças em 1934. No mesmo ano, a AKC reconheceu a raça.

Hoje o Corgi Pembroke goza de intensa popularidade como pet, ocupando o 18º lugar entre as raças mais populares da América. 

Características

Cão sociável, amistoso e fiel, é indicado como cão de companhia. É bastante corajoso e apegado à família. Possui bom relacionamento com crianças. Precisa de definição, desde filhote, sobre quem dá as ordens, pois devido a seus instintos, pode mordiscar o calcanhar das pessoas, como se estivesse controlando seu rebanho. É uma raça que late bastante.

É importante diferenciar o Corgi Pembroke do Corgi Cardigan. Ambos são semelhantes no corpo, inteligência e capacidade de pastoreio, mas o Cardigan é maior e mais pesado, além de apresentar coloração mais escura, enquanto o Pembroke lembra uma raposa e possui cauda curta.

  • Baixo, forte e robusto
  • Cabeça com formato semelhante à de uma raposa, com expressão alerta e inteligente
  • Crânio largo e plano entre as orelhas
  • Focinho afilado e com trufa preta
  • Olhos ovais e marrom escuros
  • Orelhas eretas ligeiramente arredondadas
  • Pescoço longo
  • Patas ovais, com dedos fortes, bem arqueados e juntos
  • Cauda curta
  • Pelagem vermelha, fulvo, preto e castanho, com marcas brancas nas pernas, peito, pescoço, focinho e barriga 

Cuidados básicos

Requer escovação frequente, ao menos uma vez por semana. Hiperativo, precisa de bastante atividade diária, como longas caminhadas, para se acalmar.

O Corgi responde bem ao treinamento quando recebe recompensas em forma de comida. Porém, ele tende a comer demais e ganhar peso, portanto é essencial monitorar de perto sua dieta e oferecer comida balanceada para evitar a obesidade.

Eles precisam de exercícios físicos e mentais diários, especialmente porque é uma raça muito inteligente. Dar a ele um trabalho e fazer caminhadas diárias na coleira, jogos sem coleira em uma área segura e treinamentos específicos é suficiente para deixar seu Welsh Corgi Pembroke satisfeito. 

Basta escovar seu pelo uma vez na semana para deixá-lo brilhante e remover os fios mortos.

                          
                            
                          
                        

Alimentação

A quantidade de ração varia de acordo com o peso e o tamanho do animal, e pode ser encontrada nas embalagens.
Deve-se alimentar o cão de duas a três vezes por dia e manter água à vontade, sempre fresca, na vasilha.
A qualidade da ração é fundamental para a saúde do animal. As do tipo Premium e Super Premium são as nutricionalmente balanceadas.
Até os oito meses, o Welsh Corgi Cardigan é considerado filhote. Nesta fase, a quantidade de ração varia de 95 a 130 gramas por dia. O alimento indicado são rações específicas para filhotes.
A partir de oito meses o cão é considerado adulto. Deve-se mudar a ração e a quantidade varia de120 a 140 gramas/dia.

Espaço para criação

É uma raça pequena que vive tranquilamente em apartamento, mas exercícios são fundamentais para não se tornar destruidor.

Saúde

Como um cão “comprido”, o Corgi Pembroke é mais propenso a sofrer de problemas na coluna, sendo a doença do disco intervertebral a principal delas. A condição provoca rupturas no disco espinhal e os sintomas incluem instabilidade, dificuldade de subir ou descer escadas, fraqueza e até paralisia.

Outra condição é a mielopatia degenerativa, quando o tecido nervoso e de suporte da medula espinhal na região lombar sofre de degeneração progressiva. Os sintomas incluem claudicação nas pernas traseiras, fraqueza e paralisia.

A astenia cutânea faz com que a pele se torne frágil, solta e elástico e os vasos sanguíneos sejam afetados, provocando contusões excessivas e bolhas de sangue. Altos níveis da proteína cistina podem caracterizar cistinúria, condição na qual o cão pode sofrer de formação de pedras nos rins.

Ocasionalmente, são vistos casos de epilepsia, atrofia progressiva da retina, displasia da retina e catarata. Displasia de quadril e coxofemoral também podem atingir essa raça.

Curiosidades

  • A Rainha Elizabeth II é apreciadora da raça,ganhou o primeiro cão de seu pai, Rei George VI.
  • Os Corgis são presentes das fadas, segundo uma lenda da cidade onde eles surgiram. Um dia, duas crianças estavam fora dos campos de gado de sua família e encontraram dois cachorros, os quais pensaram ser raposas. Quando as crianças perceberam algo diferente neles, levaram para cara e perguntaram aos pais o que eram. Seu pais disseram que eram filhotes de cães, usados pelas fadas para puxar as carruagens e cavalgar para a batalha. Como prova disso, mostraram as marcas nas costas, onde a sela da fada era colocada.
  • Por que ter um Corgi Pembroke?

O Corgi Pembroke já foi um grande trabalhador, e ainda hoje pode ser usado para trabalho, mas atualmente faz melhor como animal de estimação. Esses cães são amorosos, felizes e carinhosos, gostam de crianças e tem um tamanho perfeito para viver em apartamento.

Eles são fáceis de treinar e adoram agradar sua família, sendo também muito divertidos e afetuosos. O Welsh Corgi Pembroke ocupa o 11º lugar no ranking de inteligência canina e tem raciocínio rápido e preciso. Se quiser um exemplar da raça, espere ter um cão dedicado e sociável, que interage bem com todos que conhece.

  • Por que não ter um Corgi Pembroke?

O Corgi Pembroke late muito e pode incomodar vizinhos e a própria família. Ao primeiro sinal de que há algo estranho, ele fará muito barulho.

Um comportamento desagradável dessa raça é sua mania de morder o calcanhar das crianças e pessoas durante brincadeiras. É um hábito antigo, dos tempos em que trabalhava como cão de gado, e bem irritante.

Apesar de serem fáceis de treinar, os Corgis Pembrokes são teimosos e independentes, e vão seguir suas próprias ideias quando acharem que devem. Eles tem forte tendência a ganhar peso, então a alimentação deve ser controlada com rigor.
Conheça outras raças de cães