Guia de Bichos
Bull Terrier - undefined

Bull Terrier

  • Nome no Brasil: Bull Terrier
  • Nome original: Bull Terrier
  • País de origem: Grã-Bretanha
  • Tipo de pelo: Curto

Tudo sobre Bull Terrier

Porte: médio
Área de criação: média
Energia: alta
Temperamento: dócil

Descrição

Cão de grande porte. Possui pelo curto, denso, reto e áspero. O subpelo é um pouco mais macio. Encontrado todo em branco, às vezes com manchas na cabeça ou nas cores avermelhado e fulvo, com manchas brancas, tricolor e tigrado. É um cão musculoso e forte. Possui focinho comprido, cabeça oval e olhos pequenos. 

  • Expectativa de vida: 12 a 15 anos. 
  • Altura: 51 a 61 cm 
  • Peso: 20 a 36 kg


Escala de 1 a 5
  • Para tutores de primeira viagem: 4
  • Energia: 5
  • Inteligência: 4
  • Facilidade de adestramento: 5
  • Como cão de guarda: 4
  • Adapta-se ao calor: 4
  • Adapta-se ao frio:1
  • Adapta-se bem à vida em apartamento: 4
  • Necessidade de atividades físicas: 4
  • Fica bem sozinho: 2
  • Relacionamento com a família: 5
  • Relacionamento com crianças: 4
  • Relacionamento com estranhos: 5
  • Tendência a latir: 4
  • Tendência à obesidade: 5



Características

Apesar de sua aparência de bravo, é dócil, amigável e carinhoso. Brincalhão e cheio de energia, mantém as características de filhote até a fase adulta. É muito apegado ao dono e à família e precisam de companhia constante. Convive bem e gosta de crianças. É fácil de ser treinado e corajoso. Pode ser agressivo e ciumento com estranhos se não for educado desde cedo.

Cuidados básicos

Precisa de grandes doses de exercícios diários, pois tem tendência a ganhar peso facilmente. A raça pode apresentar problemas no joelho, o que requer atenção do dono. Não solta muito pelo, mas é recomendada escovação a cada dois dias.

Alimentação

A quantidade de ração varia de acordo com o peso e o tamanho do animal, e pode ser encontrada nas embalagens.
Deve-se alimentar o cão de duas a três vezes por dia e manter água à vontade, sempre fresca, na vasilha.
A qualidade da ração é fundamental para a saúde do animal. As do tipo Premium e Super Premium são as nutricionalmente balanceadas.
Até os doze meses, o Bull Terrier é considerado filhote. Nesta fase, a quantidade de ração varia de 90 a 290 gramas por dia. O alimento indicado são rações específicas para filhotes.
A partir de um ano o cão é considerado adulto. Deve-se mudar a ração e a quantidade varia de 195 a 295 gramas/dia.

Espaço para criação

Pode viver em apartamento, se for exercitado diariamente. A raça prefere climas mais quentes.

Custo de manutenção

Filhote
Vacinas anuais: R$140,00 a R$220,00
Alimentação mensal: R$27,00 a R$88,00
Banho mensal (1): R$20,00 a R$30,00

Adulto
Vacinas anuais: R$60,00 a R$100,00
Alimentação mensal: R$55,00 a R$83,00
Banho mensal (1): R$20,00 a R$30,00

Saúde

Essa raça costuma ser saudável, mas é necessário ter alguns cuidados com a predisposição para ter obesidade. Além disso, pode ter certos problemas de saúde como:

  • problemas nos olhos
  • problemas de pele
  • doença cardíaca
  • nefrite hereditária (doença renal)

Curiosidades

​O Bull Terrier é resultado do cruzamento entre o Buldogue e Terrier e seu primeiro registro é de 1885, pela American Kennel Club (AKC). O objetivo dessa criação era um cachorro mais ágil, porém tão agressivo quanto o Buldogue. Isso foi no início do s éculo XIX, quando as brigas entre Buldogues e touros eram tão populares na Inglaterra e fez-se necessária a criação de uma nova raça, que desse conta. A versão colorida do Bull Terrier só apareceu em 1936, a partir de uma variedade separada.

Ao mesmo tempo que era considerado carinhoso, o Bull Terrier tinha fama de corajoso no ringue de combate. Era companheiro dos homens e foi apelidado de “ White Cavalier ”. Apesar de não serem mais usados para a luta, esses cachorros ainda são chamados assim.

Por quê ter um Bull Terrier?

Essa raça é bastante amável e apegada aos seus familiares, além de se dar bem com estranhos e crianças. É fácil de ser adestrado e, apesar de sua cara de bravo, pode ser um grande companheiro. É um cachorro ativo e com energia de sobra. Seu aspecto brincalhão mostra que mesmo depois de crescido continua uma criança divertida.

Por quê não ter um Bull Terrier?
O Bull Terrier pode se tornar agressivo se não for adestrado desde cedo e socializado com outros animais e humanos, além de seus familiares. Também tem tendência a latir bastante e seu perfil defensor e possessivo pode torná-lo agressivo com pessoas estranhas. Essa raça tem predisposição à obesidade, o que pode ser um problema se o cão não tiver uma dieta balanceada e não gastar energia. Por ser muito ativo, é necessário levá-lo para se exercitar diariamente, afim, também, de evitar o sobrepeso.
Conheça outras raças de cães