Já imaginou ser salvo de um afogamento por um cachorro? Conheça Ice, o primeiro guarda-vidas canino do Brasil

O primeiro cachorro guarda-vidas treinado no Brasil começou a trabalhar nas areias de Itajaí, Santa Catarina, nesta segunda-feira (16). O local de estreia de Ice foi a praia de Cabeçudas e ele teve direito até a uniforme de identificação e nome registrado na escala de serviço do batalhão. O projeto pioneiro no país foi inspirado em um que já acontece na Itália. 

Leia mais:  "Eu a trato como se fosse um cão", diz homem que tem tubarão como melhor amiga


Ice é o primeiro cachorro a se tornar guarda-vidas no Brasil.
Reprodução/ ZH
Ice é o primeiro cachorro a se tornar guarda-vidas no Brasil.


Como primeiro cachorro guarda-vidas  a auxiliar no resgate de vítimas de afogamento, Ice tem um currículo com várias certificações internacionais em busca e salvamento, sendo o primeiro a terminar a formação.

A habilidade de Ice se justifica também pelo fato de ter sido criado na praia. Desde filhote, o treinador, sargento Evandro Amorim, do 7º Batalhão do Corpo de Bombeiros em Itajaí, o levava para o mar para os treinos físicos. Dessa forma, ele aprendeu rápido a lidar com as ondas e a água salgada. Apesar da habilidade e da ansiedade para entrar no mar, o labrador de 7 anos de idade, sempre atento, tem de aguardar o comando do treinador para poder se refrescar. 

Leia também:  Ignorar pode ser uma grande arma na hora de educar o cachorro

Além de trabalhar duro, Ice, o cachorro guarda-vidas, também precisa se hidratar muito!
Reprodução/ ZH
Além de trabalhar duro, Ice, o cachorro guarda-vidas, também precisa se hidratar muito!





Como funciona o salvamento?

Ice é auxiliar em afogamentos com mais de uma vítima: sua função é levar o life belt, um flutuador, para uma pessoa enquanto o guarda-vidas resgata a outra. Essa estratégia é feita a uma distância segura para que a vítima não tente se apoiar no labrador. A ajuda do cão é fundamental para que haja tempo para os guarda-vidas levarem uma pessoa até a areia e voltem para buscar as demais.

Leia também: Cachorro surfista quase tem encontro com tubarão na Califórnia

O treinamento desenvolvido pelo sargento Amorim levou 10 meses. Mas Ice não é o único, já que Malu e Chuck, de Xanxerê, e Hunter devem atuar como cachorro guarda-vidas em Santa Catarina futuramente. Como ainda estão em fase de treinos e despreparados para esta temporada, a expectativa é que os cães estejam prontos para a próxima e que, em breve, o serviço seja estendido para todo o litoral do estado catarinense.



    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.